Menu
2019-02-13T16:39:12-02:00
Otimismo no mercado

Credit Suisse eleva ações da BR Distribuidora para “outperform” e sobe preço-alvo de Cosan e Ultrapar

Privatização da BR é um dos fatores que impulsionou o otimismo do banco para as ações da companhia

13 de fevereiro de 2019
16:39
Posto de combustíveis Petrobras / BR Distribuidora
Banco também subiu o preço-alvo para a companhia, de R$ 24/ação para R$ 34/açãoImagem: Shutterstock

Olho nas oportunidades! O Credit Suisse elevou nesta quarta-feira, 13, a sua recomendação para os papéis da BR Distribuidora para "outperform", ou seja, um desempenho acima da média do mercado.

O relatório divulgado pelo banco também uma alta no preço-alvo para a companhia, de R$ 24/ação para R$ 34/ação, o que representa um potencial de alta de 33% ante o fechamento de ontem, de R$ 25,32. De acordo com o Credit, a mudança teve como base dois cenários: um com a privatização da empresa e outro com ela permanecendo como está.

"Nós acreditamos que a Petrobras alienará partes adicionais da BR e, potencialmente, irá ceder sua posição de controle", Credit Suisse.

Para a instituição, caso a BR seja privatizada, o risco da empresa será mitigado e a ela tenderá a ter melhores custos e mais eficiência.

Mas vale lembrar que nem tudo na BR Distribuidora depende da privatização. O Credit reduziu, por exemplo, a estimativa de margem Ebitda do grupo para R$ 70/m3 em 2019, o que ainda representaria um valor da empresa em relação ao Ebitda (EV/Ebitda) de 9,5 vezes em 2019, contra 10 vezes para a Ultrapar, por exemplo.

"Entretanto, no cenário de privatização a companhia chegaria a um EV/Ebitda de 6,6 vezes em 2020 (após aprimoramentos serem concluídos). Nós agora também esperamos melhoras no fluxo de caixa para os próximos dois anos diante dos recebíveis da Eletrobras, levando para um rendimento de fluxo de caixa livre ao acionista (FCFE) de 8%, que provavelmente se tornará um rendimento de dividendos", conclui o relatório.

Cosan e Ultrapar também surfam

O Credit Suisse também revisou o preço-alvo dos papéis da Cosan ON, de R$ 45 para R$ 50 por ação, com potencial de valorização de 17,53% ante o fechamento de ontem (de R$ 42,54).

Já o preço-alvo para a Ultrapar ON subiu de R$ 39/ação para R$ 48/ação, com potencial de queda de 10,6% ante o fechamento de ontem, de R$ 53,69/ação.

Ambas as mudanças levaram em conta o menor custo de capital e atualizações nos modelos do banco.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

pandemia no país

Brasil acumula 4,4 milhões de casos e 135 mil mortes por covid-19

Nas últimas 24 horas, foram registrados 858 óbitos pela covid-19, totalizando 135.793 mortes

seu dinheiro na sua noite

A bolsa consegue se sustentar sem anabolizante?

O canadense Ben Johnson assombrou o mundo ao cruzar a linha de chegada dos 100 metros rasos com a marca de 9 segundos e 79 centésimos nas Olimpíadas de 1988, recorde mundial. A consagração durou pouco. Dias depois ele foi pego no exame antidoping e perdeu a medalha de ouro conquistada nos Jogos de Seul. […]

dinheiro para o acionista

EDP Brasil paga R$ 353,5 milhões em dividendos e juros sobre capital próprio em 23 de setembro

Do total, R$ 236 milhões serão pagos na forma de juros sobre capital próprio e R$ 117,5 milhões em dividendos

follow-on na área

Oferta de ações da Suzano detidas pelo BNDESPar pode movimentar R$ 6,1 bi sem lote adicional

Data estimada da oferta é para 2 de outubro. A princípio, serão oferecidos 125,18 milhões de papéis da Suzano; lote adicional pode levar valor a R$ 7,4 bilhões

lista da forbes

Bilionário Joseph Safra desbanca Lemann em ranking dos mais ricos

Pódio dos bilionários brasileiros é completado por Eduardo Saveri, cofundador do Facebook, com fortuna estimada em R$ 68 bilhões; veja lista

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements