🔴 HERANÇA EM VIDA? NOVO EPISÓDIO DE A DINHEIRISTA! VEJA AQUI

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
Otimismo no mercado

Credit Suisse eleva ações da BR Distribuidora para “outperform” e sobe preço-alvo de Cosan e Ultrapar

Privatização da BR é um dos fatores que impulsionou o otimismo do banco para as ações da companhia

Petrobras BR
Banco também subiu o preço-alvo para a companhia, de R$ 24/ação para R$ 34/açãoImagem: Shutterstock

Olho nas oportunidades! O Credit Suisse elevou nesta quarta-feira, 13, a sua recomendação para os papéis da BR Distribuidora para "outperform", ou seja, um desempenho acima da média do mercado.

O relatório divulgado pelo banco também uma alta no preço-alvo para a companhia, de R$ 24/ação para R$ 34/ação, o que representa um potencial de alta de 33% ante o fechamento de ontem, de R$ 25,32. De acordo com o Credit, a mudança teve como base dois cenários: um com a privatização da empresa e outro com ela permanecendo como está.

"Nós acreditamos que a Petrobras alienará partes adicionais da BR e, potencialmente, irá ceder sua posição de controle", Credit Suisse.

Para a instituição, caso a BR seja privatizada, o risco da empresa será mitigado e a ela tenderá a ter melhores custos e mais eficiência.

Mas vale lembrar que nem tudo na BR Distribuidora depende da privatização. O Credit reduziu, por exemplo, a estimativa de margem Ebitda do grupo para R$ 70/m3 em 2019, o que ainda representaria um valor da empresa em relação ao Ebitda (EV/Ebitda) de 9,5 vezes em 2019, contra 10 vezes para a Ultrapar, por exemplo.

"Entretanto, no cenário de privatização a companhia chegaria a um EV/Ebitda de 6,6 vezes em 2020 (após aprimoramentos serem concluídos). Nós agora também esperamos melhoras no fluxo de caixa para os próximos dois anos diante dos recebíveis da Eletrobras, levando para um rendimento de fluxo de caixa livre ao acionista (FCFE) de 8%, que provavelmente se tornará um rendimento de dividendos", conclui o relatório.

Cosan e Ultrapar também surfam

O Credit Suisse também revisou o preço-alvo dos papéis da Cosan ON, de R$ 45 para R$ 50 por ação, com potencial de valorização de 17,53% ante o fechamento de ontem (de R$ 42,54).

Já o preço-alvo para a Ultrapar ON subiu de R$ 39/ação para R$ 48/ação, com potencial de queda de 10,6% ante o fechamento de ontem, de R$ 53,69/ação.

Ambas as mudanças levaram em conta o menor custo de capital e atualizações nos modelos do banco.

*Com Estadão Conteúdo.

Compartilhe

PEDIU PRA SAIR

Pensando na ex? Wilson Ferreira Júnior vai deixar presidência da Vibra (VBBR3)

20 de julho de 2022 - 10:05

Segundo documento enviado à CVM, o pedido de demissão da Vibra (VBBR3) foi feito porque o diretor deseja buscar outros caminhos profissionais; mercado cogita volta para Eletrobras

NOVOS NEGÓCIOS

Por mais espaço em transição energética, Vibra (VBBR3) compra 50% da ZEG Biogás e Energia

4 de julho de 2022 - 10:26

De acordo com a Vibra Energia (VBBR3), o negócio será feito mediante um primeiro pagamento de R$ 30 milhões e um segundo de R$ 129,5 milhões

DISTRIBUINDO MAIS DO QUE COMBUSTÍVEIS

Dividendos e JCP: Vibra Energia (VBBR3) anuncia o pagamento de R$ 131 milhões em proventos; confira prazos

18 de maio de 2022 - 19:57

Ao todo, a distribuidora de combustíveis já pagou R$ 663 milhões em dividendos e juros sobre capital próprio no exercício de 2021

JOINT VENTURE CONCLUÍDA

Vem mais conveniência aí: Vibra (VIBBR3) e Americanas (AMER3) fecham parceria para criar a Vem Conveniência

1 de fevereiro de 2022 - 12:30

Parceria vai explorar o negócio de lojas de pequeno varejo dentro e fora dos postos de combustíveis, por meio das marcas BR Mania e Local

PINGANDO NA CONTA

Even, Eternit e Raia Drogasil se juntam à festa de proventos e vão pagar quase R$ 130 milhões em dividendos e JCP; Vibra adia depósito

15 de dezembro de 2021 - 12:50

Confira as datas de corte e saiba quem tem direito a receber a remuneração, além das datas dos pagamentos

É RITMO DE FESTA

Dividendos: Ambev presenteia acionistas com mais de R$ 8 bilhões antes do fim do ano; B3 e Dexco também entram na festa

10 de dezembro de 2021 - 7:11

Juntas, as três empresas distribuirão quase R$ 10 bilhões em dividendos e JCP perto do Natal e do Ano-Novo

DINHEIRO NA CONTA

Dividendos: Vibra (VBBR3) distribui R$ 148,5 milhões em JCP

9 de dezembro de 2021 - 6:42

Valor refere-se à segunda parcela de pagamento aos acionistas anunciado quando a Vibra ainda atendia como BR Distribuidora

fique atento

Antiga BR Distribuidora, Vibra Energia tem novo ticker a partir de 22 de outubro

14 de outubro de 2021 - 19:49

Empresa adota o“VBBR3”, em substituição ao código atual “BRDT3″; mudança reflete novo posicionamento da marca

expandindo negócios

Vibra confirma acordo para adquirir até 50% de fatia da Comerc, que faria IPO

9 de outubro de 2021 - 15:26

Parte da operação se dará por emissão de R$ 2 bilhões em debêntures conversíveis em ações ordinárias de emissão da Comerc, a serem subscritas pela Vibra, que representam 30% da comercializadora de energia

Mais verde

Em linha com o novo momento: Vibra Energia (BRDT3) fecha parceria para joint venture de etanol

30 de agosto de 2021 - 12:46

Antiga BR Distribuidora se aliou à Copersucar para comercializar o biocombustível, como parte da sua estratégia ESG

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar