Menu
2019-06-07T18:45:54-03:00
Estadão Conteúdo
Banco de fomento em ação

BNDES reativa ModerFrota com mais R$ 536 milhões para safra 2018/19

Com isso os recursos, a dotação do principal programa federal de financiamento de máquinas e equipamentos agrícolas passou de R$ 7,6 bilhões para R$ 8,1 bilhões

29 de abril de 2019
17:11 - atualizado às 18:45
BNDES
Imagem: Shutterstock

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) retomou as operações do Moderfrota com R$ 536 milhões adicionais para a safra 2018/19. Pela manhã, na abertura da Agrishow, em Ribeirão Preto (SP), a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, havia anunciado a liberação de mais R$ 500 milhões para o programa.

Com isso os recursos informados pelo BNDES, a dotação do principal programa federal de financiamento de máquinas e equipamentos agrícolas passou de R$ 7,6 bilhões para R$ 8,1 bilhões no ciclo 2018/19, segundo nota do banco.

Do total, R$ 477 milhões serão destinados a micro, pequenas e médias empresas, com taxas de juros de 7,5% ao ano; as grandes empresas vão dispor de R$ 59 milhões, com taxa de 9,5% a.a.

O BNDES lembrou que novos protocolos de operações do Moderfrota estavam suspensos desde o último dia 11.

Os recursos extras já podem ser acessados em mais de 30 instituições financeiras parceiras do BNDES, dentre agências de fomento, bancos de montadoras, cooperativas de crédito, bancos cooperativos, privados e públicos, de acordo com o comunicado.

O BNDES informou, ainda, que, na última quinta-feira (25), retomou o recebimento de pedidos de financiamento relativos ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar - Pronaf Investimento, com taxa de juros prefixada de até 4,6% a.a., para a safra 2018/19.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

O melhor do seu dinheiro

O preço do diesel e o cobertor curto

Na briga do presidente Jair Bolsonaro para tentar baixar o preço dos combustíveis e do gás de cozinha no país, não foi só a Petrobras que apanhou. Pode ser que sobre também para os bancos. E na bolsa, as ações das instituições financeiras já sofreram um bocado nesta segunda-feira por causa disso. Tudo ia bem […]

FECHAMENTO

Brasília força Ibovespa a pisar no freio e bolsa quase zera ganhos após avançar mais de 2%; dólar fica estável

No exterior, as bolsas tiveram dias de ganho expressivo, com os mercados repercutindo de forma positiva a aprovação do pacote de estímulos americano e uma nova opção de vacina

Proposta na mesa

Aumento de tributação aos bancos está sendo discutido para compensar a desoneração do diesel

A lógica proposta seria da CSLL subir para compor a compensação dos tributos com o intuito de zerar a tributação do diesel e do gás de cozinha, tendo um custo total de quase R$ 3,6 bilhões.

Concentrado

Foco de Biden é a aprovação do pacote de US$ 1,9 trilhão, diz Casa Branca

O texto foi avalizado pela Câmara dos Representantes no fim de semana e ainda precisa ser analisado pelo Senado.

Casamento do ano?

Fusão de Hapvida e Intermédica deve revolucionar setor de saúde, apontam analistas; ações sobem mais de 5%

Para analistas, união das companhias não deve encontrar grandes dificuldades para conseguir aprovação do Cade, com o ponto mais crítico sendo, possivelmente, Minas Gerais, onde ambas concentram 16% do mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies