🔴 +30 RECOMENDAÇÕES DE ONDE INVESTIR EM MARÇO – ACESSE GRATUITAMENTE

Cotações por TradingView
Estadão Conteúdo
Travada

‘Não há recursos para fazer a reforma agrária no país’, diz secretário

No mandato anterior, o governo Temer deu prioridade na área a programas de regularização fundiária, entregando títulos de posse de terra para famílias

Estadão Conteúdo
10 de janeiro de 2019
8:25 - atualizado às 8:26
Luiz Antônio Nabhan Garcia
Luiz Antônio Nabhan Garcia - Imagem: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O secretário especial de regulação fundiária do Ministério da Agricultura, Luiz Antônio Nabhan Garcia, afirmou ontem ao Estado de S. Paulo que “não há recursos para fazer a reforma agrária no País”.

A oficialização de Nabhan no cargo foi publicada em edição extraordinária do Diário Oficial da União. “A realidade hoje é que não tem mais dinheiro no Incra, não tem dinheiro para fazer a reforma agrária”, afirmou o secretário.

Segundo ele, as atividades de reforma agrária tocadas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) não foram paralisadas.

O secretário também negou que tenha havido neste começo de governo o congelamento dos processos que estavam em andamento na gestão do ex-presidente Michel Temer.

No mandato anterior, o governo Temer deu prioridade na área a programas de regularização fundiária, entregando títulos de posse de terra para famílias. Em 2017, por exemplo, o Incra liberou um volume recorde de empréstimos - R$ 97 milhões - para assentados se instalarem nas terras.

Alterações

Na gestão do presidente Jair Bolsonaro, segundo Nabhan, haverá mudanças na avaliação da reforma agrária no País. O secretário explicou que essas alterações só poderão começar a ser implementadas a partir do dia 25 deste mês, data que foi estabelecida em decreto para que os atos de sua secretaria tenham efeito legal.

Ruralista e amigo pessoal de Bolsonaro, Nabhan aproveitou para criticar o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e o Conselho Indigenista Missionário (Cimi). “Não é mais o MST que vai determinar o que fazer em reforma agrária no Brasil. Não é mais o Cimi que vai dizer o que tem de ser feito sobre as demarcações de terra indígenas, nenhuma ONG”, disse Nabhan.

Ontem, o Estado não conseguiu contato com representantes do MST para tratar do assunto. Em texto divulgado no site do MST na terça-feira, Alexandre Conceição, da direção nacional do movimento, destaca a concentração de terra no Brasil, dizendo que o País “é o segundo nesse quesito, ficando atrás apenas do Paraguai”.

O secretário executivo do Cimi, Cleber Buzatto, explicou que o órgão nunca fez demarcação de terra indígena no Brasil. “Isso é uma responsabilidade do Estado brasileiro. Esse tipo de declaração só demonstra ignorância ou má-fé por parte do secretário”, disse.

Na semana passada, Nabhan disse ao Estado que o governo vai “passar a limpo todas as questões fundiárias no Brasil”. “Vai ser feito um levantamento amplo para ver a situação real da regularização fundiária. Você acha que tem irregularidades só no Incra? Tem irregularidade em muitos outros setores também.”

Compartilhe

MAKE IT RAIN

Xi Jinping preocupado? China inicia novas medidas para tentar salvar a economia e a colheita; entenda

22 de agosto de 2022 - 9:10

O país asiático não só tenta apagar as chamas do dragão da desaceleração econômica, como também salvar a colheita do verão mais quente e seco de Pequim em 61 anos

AGRO EM ALTA

Governo oferecerá mais de R$ 340 bilhões para produtores rurais no novo Plano Safra; valores entram em vigor em julho

29 de junho de 2022 - 19:56

O programa do governo federal prevê o direcionamento de recursos públicos para financiar e apoiar a agropecuária nacional

O AGRO É POP

BB DTVM lança o AGRI11, primeiro ETF que segue o novo índice do agronegócio na B3

24 de maio de 2022 - 15:56

Na estreia, os papéis AGRI11 operam em alta; o ETF é o segundo fundo voltado ao agronegócio que a gestora do Banco do Brasil lança neste ano

MERCADO DE TRABALHO

Quatro setores da economia definem as profissões do futuro; confira quais são elas

27 de abril de 2022 - 11:50

As profissões do futuro estão nas áreas de tecnologia, indústria da transformação, agricultura e saúde. Ao todo, são quase 50 ocupações

DE OLHO NO AGRO

Tereza Cristina destaca importância da Rússia e Belarus em potássio e ureia e anuncia lançamento do Plano Nacional de Fertilizantes; entenda

2 de março de 2022 - 18:20

“Desde que nós soubemos, no ano passado, que a Bielorrússia (Belarus) sofreria sanções dos EUA e da União Europeia, começamos um périplo por alguns países”, disse a ministra

FOCO NO AGRO

Em meio a tensões entre Ucrânia e Rússia, Bolsonaro e Putin destacam parceria na área de fertilizantes

16 de fevereiro de 2022 - 15:45

Bolsonaro ainda citou o lado conservador do colega russo. “Compartilhamos de valores comuns, como crença em Deus e defesa da família”

DÉCIMO ANDAR

Fiagro: fique por dentro da nova forma de ganhar dinheiro investindo no agronegócio

30 de janeiro de 2022 - 7:50

Fundo é uma junção dos recursos de vários investidores para a aplicação em ativos de investimentos do agronegócio, sejam eles de natureza imobiliária rural ou de atividades relacionadas à produção do setor

NO PARABRISA DA ECONOMIA

Agenda de indicadores: Fique por dentro dos números que mexem com o mercado na próxima semana

7 de janeiro de 2022 - 16:57

O grande destaque entre os indicadores da economia previstos para a próxima semana é a inflação medida pelo IPCA. Confira a agenda completa

dinheiro no caixa

BrasilAgro vende área no Mato Grosso por R$ 589 milhões, mais do que o levantado no IPO

7 de outubro de 2021 - 19:58

Na abertura de capital, em fevereiro deste ano, empresa levantou R$ 500,1 milhões; com operação, a companhia diz aproveitar “bom ciclo das commodities”

Colhendo altas

Boa Safra (SOJA3) encontra solo fértil na B3, e Itaú BBA recomenda compra da ação, que já subiu 40% desde IPO

28 de setembro de 2021 - 16:28

As perspectivas para a empresa, que já é líder no mercado nacional de sementes, e os múltiplos da ação agradaram os analistas do banco de investimentos

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies