Menu
2019-04-05T15:54:38-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Petróleo disputado

Aos 48′ do 2º tempo, 5 empresas entram no jogo da partilha do pré-sal

Governo arrecadou R$ 6,82 bilhões com último leilão de petróleo realizado nesta sexta-feira, 28

28 de setembro de 2018
15:01 - atualizado às 15:54
Petrobras Açu
Expectativa é de que o governo arrecade R$ 235 bilhões em royalties e participações especiais durante 25 anosImagem: Shutterstock

Foi considerado um sucesso o último leilão de petróleo do governo para vender áreas de pré-sal. Isso porque nas negociações que aconteceram nesta sexta-feira, 28, as quatro áreas leiloadas foram arrematadas, gerando um saldo de R$ 6,82 bilhões aos cofres públicos.

Essa foi a 5ª rodada de partilha do pré-sal, com prazo de 25 anos para as empresas compradoras explorarem as áreas. A expectativa é de que o governo arrecade R$ 235 bilhões em royalties e participações especiais durante esse período. Esse número é bem maior do que o projetado pela União antes do leilão (R$ 180 bilhões), impactado pela forte alta recente nos preços do petróleo.

Todos na concorrência

Cinco empresas que participaram do leilão saíram vitoriosas e ganharam o direito de explorar uma das regiões negociadas.

A Petrobras levou a área Sudoeste de Tartaruga Verde, que não obteve concorrência. O consórcio formado pela Shell (50%) e a Chevron (50%) poderá explorar o bloco Saturno com excedente em óleo de 70,20%, frente ao mínimo de 17,54%.

Já o consórcio formado pela ExxonMobil (64%) e QPI Brasil (36%), arrematou o disputado bloco Titã com excedente em óleo de 23,49%, frente ao mínimo predefinido de 9,53%.

Por fim, o consórcio entre BP (50%), Ecopetrol (20%) e CNOOC (30%) arrematou o bloco Pau-Brasil com excedente em óleo de 63,79%, frente ao mínimo predefinido de 24,82%.

Com os resultados de todos os leilões de partilha realizados pelo governo em um ano, cinco petroleiras passaram a ser operadoras do pré-sal, além da Petrobras. São elas a Total, Shell, Equinor, BP e Exxon.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Triste marca

Brasil registra mais de 500 mil mortos por covid-19

Em 24 horas foram 2.301 óbitos e 82.288 novos casos. Em nota, Conass ressalta que o Brasil tem 2,7% da população mundial, e é responsável por 12,8% das mortes

Here comes the sun

Energia solar ruma para liderança no País até 2050

O sol será responsável por 32% da geração, ao mesmo tempo em que a participação das hidrelétricas deve cair para cerca de 30%

ESTRADA DO FUTURO

Os três setores mais lucrativos em tecnologia, e por que você deve investir neles

Integração entre softwares e Inteligência Artificial são dois dos segmentos que devem fazer parte de qualquer portfólio de investimentos vencedor

Ano de eleição

Promessas de Bolsonaro estouram “folga” do Orçamento em 2022

A ampliação do Bolsa Família e um eventual aumento de 5% nos salários do funcionalismo público já superam o espaço adicional de R$ 25 bilhões para o próximo ano

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies