Menu
2019-04-05T15:54:38-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Petróleo disputado

Aos 48′ do 2º tempo, 5 empresas entram no jogo da partilha do pré-sal

Governo arrecadou R$ 6,82 bilhões com último leilão de petróleo realizado nesta sexta-feira, 28

28 de setembro de 2018
15:01 - atualizado às 15:54
Plataforma de petróleo
Expectativa é de que o governo arrecade R$ 235 bilhões em royalties e participações especiais durante 25 anosImagem: Shutterstock

Foi considerado um sucesso o último leilão de petróleo do governo para vender áreas de pré-sal. Isso porque nas negociações que aconteceram nesta sexta-feira, 28, as quatro áreas leiloadas foram arrematadas, gerando um saldo de R$ 6,82 bilhões aos cofres públicos.

Essa foi a 5ª rodada de partilha do pré-sal, com prazo de 25 anos para as empresas compradoras explorarem as áreas. A expectativa é de que o governo arrecade R$ 235 bilhões em royalties e participações especiais durante esse período. Esse número é bem maior do que o projetado pela União antes do leilão (R$ 180 bilhões), impactado pela forte alta recente nos preços do petróleo.

Todos na concorrência

Cinco empresas que participaram do leilão saíram vitoriosas e ganharam o direito de explorar uma das regiões negociadas.

A Petrobras levou a área Sudoeste de Tartaruga Verde, que não obteve concorrência. O consórcio formado pela Shell (50%) e a Chevron (50%) poderá explorar o bloco Saturno com excedente em óleo de 70,20%, frente ao mínimo de 17,54%.

Já o consórcio formado pela ExxonMobil (64%) e QPI Brasil (36%), arrematou o disputado bloco Titã com excedente em óleo de 23,49%, frente ao mínimo predefinido de 9,53%.

Por fim, o consórcio entre BP (50%), Ecopetrol (20%) e CNOOC (30%) arrematou o bloco Pau-Brasil com excedente em óleo de 63,79%, frente ao mínimo predefinido de 24,82%.

Com os resultados de todos os leilões de partilha realizados pelo governo em um ano, cinco petroleiras passaram a ser operadoras do pré-sal, além da Petrobras. São elas a Total, Shell, Equinor, BP e Exxon.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

às compras

Duratex compra 100% da Viva Decora e aprofunda digital

Empresa é uma plataforma de “inspiração para decoração e reforma de interiores”, que conta com uma base de mais de 120 mil arquitetos e designers cadastrados

algumas linhas

Banco do Brasil e Itaú Unibanco anunciam corte de juros acompanhando a Selic

Os dois bancos vão reduzir os custos de algumas linhas para pessoas físicas e empresas, a partir da próxima segunda-feira

Balanços

Lucro do Banco do Brasil cai 25,3% no segundo trimestre com baixa contábil de R$ 1,3 bilhão

Resultado de R$ 3,311 bilhões do BB no segundo trimestre ficou abaixo da projeção dos analistas, que apontava para um lucro de R$ 3,574 bilhões

Exclusivo SD Premium

As ações campeãs para o mês de agosto, segundo 13 corretoras

As empresas de perfil campeão estão prontas para surfar a retomada econômica – mesmo que ela demore mais um pouco para chegar. Confira a seleção dos analistas

covid no brasil

Covid-19: Brasil tem 97.256 óbitos e 2,02 milhões de recuperados

Atualmente, 741.180 pacientes estão em acompanhamento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements