Menu
2018-11-19T15:00:46-02:00
Esquenta dos mercados

Mercados: definição na Petrobras deve animar Bolsa

O economista Roberto Castello Branco acaba de aceitar o convite para assumir o comando da estatal de petróleo

19 de novembro de 2018
7:43 - atualizado às 15:00
Selo esquenta mercados
Será que teremos um rali de Natal este ano? - Imagem: Seu Dinheiro

Bom dia, investidor! O economista Roberto Castello Branco acaba de aceitar o convite para assumir o comando da Petrobrás. A informação foi confirmada, por meio de nota, pela assessoria do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes. Ivan Monteiro permanece no cargo até a nomeação do economista pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, o que só deve ocorrer em janeiro, após a posse.

Isso deve animar os mercados, que têm mais uma semana com dois feriados. Amanhã, o Dia da Consciência Negra fecha as bolsas em São Paulo e, na quinta-feira, é Ação de Graças, nos Estados Unidos. Mas tem muita coisa para acontecer.

Ex-diretor do Banco Central e da Vale, Castello Branco fazia parte do time de especialistas que Guedes reuniu durante a campanha para debater a formulação de propostas econômicas para o então presidenciável.

Castello Branco é visto como homem de confiança de Guedes e seu nome já vinha sendo cogitado para o posto. Mas, como o trabalho de Monteiro à frente da Petrobrás era bem avaliado pelo futuro ministro da Economia, havia disposição para que ele seguisse no comando da petroleira. Monteiro mostrou-se, contudo, reticente em permanecer por mais um período na estatal. De acordo com relato feito à reportagem do Estado, ele argumentou a Guedes que o trabalho de reestruturação financeira já havia sido feito na companhia e descreveu o desgaste a que se submeteu nos últimos anos como empecilho para sua confirmação.

No Exterior, há preocupação com as crises da Itália e do Brexit, enquanto Nova York anda apostando no fim do aperto dos juros e em um acordo com a China, que animam o investidor a sonhar com um rali de Natal.

Papai Noel

Todo ano é a mesma coisa: chega novembro, dezembro e todos os investidores começam a falar sobre o rali de fim de ano ou o "Santa Claus Rally”, um fenômeno que acontece em vários mercados. Nessa época, muitos investidores entram ou retornam para a bolsa de valores, provocando uma alta nos ativos financeiros, geralmente alguns dias antes do Natal.

Na sexta-feira, o Ibovespa rompeu os 88 mil, para fechar na máxima, a 88,5 mil pontos. O exercício hoje ainda pode distorcer o mercado, mas a maioria está otimista e acredita em boas surpresas para o fim do ano.

A razão número um para isso é a ação de Petrobras, que alem da indicação de Castello Branco, conta com a votação do projeto de cessão onerosa no Senado, prevista para quarta-feira, após o feriado. A lei definirá a revisão do contrato da União com a Petrobras, liberando o governo para o leilão do pré‐sal, em 2019, que deve arrecadar de R$ 100 bilhões a R$ 130 bilhões, cerca de R$ 30 bilhões para a estatal.

Na última sexta, Eduardo Guardia disse: "Vamos deixar a cessão onerosa na marca do pênalti para leilão em 2019". O ministro da Fazenda, que concordou em repassar parte dos recursos a Estados e municípios, deu entrevista ao Estadão de sábado, alertando para os riscos de um novo socorro sem a contrapartida do ajuste fiscal.

EUA

Para melhorar ainda mais as perspectivas do Ibovespa, só o que está faltando nesta festa é o estrangeiro voltar. As coisas devem melhorar para os emergentes se o FED (o Banco Central americano) confirmar as indicações recentes de que pode ir com mais calma nos juros e se Donal Trump, presidente dos EUA, entrar em entendimento com a China, como se espera que aconteça.

China

A Casa Branca ainda faz jogo duro, como no fim de semana, quando o vice‐presidente, Mike Pence, disse na reunião dos líderes da Ásia‐Pacífico que os EUA só vão retirar as tarifas se a China mudar a política comercial. As divergências impediram que os 21 países da região chegassem a um comunicado final, mas as expectativas são positivas. No final do mês, Trump e Xi Jinping estarão juntos na reunião do G‐20, na Argentina.

Agenda

O projeto de securitização da dívida dos Estados, que permite a governadores e prefeitos venderem créditos que têm a receber, pode entrar na pauta de votações da Câmara dos deputados, a ser definida amanhã (terça-feira). Também estão ainda na fila: a participação de estrangeiros nas companhias aéreas, a divisão dos recursos da loteria, o Simples Nacional, nova Lei de Licitações, novo Cadastro Positivo e a Medida Provisoria que cria o Fundo Ferroviário. Já a MP 844, que altera as regras do marco legal do saneamento para facilitar a privatização de empresas públicas de saneamento básico, terá de ser votada hoje, ou vai caducar.

 

*Com Estadão Conteúdoinformações do Bom Dia Mercado, de Rosa Riscala. Para ler o Bom Dia Mercado na íntegra, acesse www.bomdiamercado.com.br

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

balanço da doença

Brasil acumula 4,55 milhões de casos e 137,2 mil mortes por covid-19

Nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 377 mortes por covid-19, segundo o Ministério da Saúde

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Razão e Sensibilidade no mercado financeiro: a recente pressão de preços e possíveis alternativas

De todos os romances de Jane Austen, prefiro “Razão e Sensibilidade” — talvez pelo fato de estar em um ambiente tão atrelado à ambivalência: os mercados financeiros

Disputa com a Stone

Linx se recusa a assinar protocolo de oferta da Totvs, que sobe tom contra conselheiros da empresa

Totvs ainda não desistiu do negócio, mas disse que os conselheiros independentes da Linx trataram a oferta da companhia de forma desigual em relação à proposta feita pela Stone

seu dinheiro na sua noite

A segunda onda (e o primeiro teste)?

A bolsa brasileira ganhou 1 milhão de pessoas físicas nos últimos seis meses. São novos investidores que praticamente não sabem o que é perder dinheiro na renda variável. O Ibovespa registrou uma alta de respeitáveis 40% entre março — o epicentro do terremoto nos mercados provocado pela crise do coronavírus — e agosto. O ganho […]

abertura de capital

Bradesco planeja IPO da Ágora e corretora deve se separar do banco até o fim do ano

Analistas do Goldman Sachs tiveram conferência com os diretores do Bradesco, Leandro Miranda e Carlos Firetti. O plano é realizar o IPO depois de a Ágora conquistar o segundo lugar do setor em termos de participação de mercado — o que é previsto para acontecer dentro de 4 ou 5 anos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements