A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2018-12-13T16:11:29-02:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Mercados

Brasil é o emergente com menor posição de investidor estrangeiro

Levantamento do Instituto Internacional de Finanças (IIF) considera tanto a entrada e a saída de capitais como efeitos de variação cambial e outros vetores sobre o estoque de alocação

13 de dezembro de 2018
16:11
Brasil dinheiro bussola bolsa brasileira ibovespa b3
Imagem: Shutterstock

A notícia é seguinte: a posição do investidor estrangeiro em ativos brasileiros é a menor entre os mercados emergentes. Já o maior posicionamento está na África do Sul. A constatação é do Instituto Internacional de Finanças (IIF), reúne mais de 450 bancos de 70 países.

O lado bom de tal notícia é que há espaço para recuperação, como mostraram as estimativas do BTG Pactual. O lado ruim, por assim dizer, é que não é só o fluxo que importa quando se trata do posicionamento dos investidores.

Quando falamos de posição de investidor estrangeiro o que se tem em mente é basicamente a entrada e saída efetiva de capital do não residente em bolsa de valores e títulos. No entanto, o IIF desenvolveu e vem aprimorando uma medida mais ampla.

Além de considerar o fluxo, as análises do órgão também levam em conta o “valuation” das posições, ou seja, como a valorização ou desvalorização de ações, títulos e da taxa de câmbio afetam essas posições.

Vamos a um exemplo, se o mercado de ações apresentar um firme movimento de alta, isso torna um investimento inicial (fluxo) relativamente pequeno em uma grande posição (estoque), algo que tem o potencial de se tornar uma grande saída de capital no futuro (fluxo novamente).

Da mesma forma, um aporte inicial grande (fluxo) pode se tornar relativamente pequeno (estoque) no caso de uma acentuada desvalorização cambial.

O que o IIF fez foi calcular essa variável mais ampla de posição estrangeira em mercados emergentes para concluir que o Brasil é o mais “under-positioned” entre os pares.

Como isso é feito?

O IIF combina as informações sobre fluxo de investimento em portfólio (ações e títulos), que estão no balanço de pagamentos, com dados sobre a posição internacional de investimento, que permite calcular esse “efeito preço e renda” sobre os fluxos.

O que os dados mostram é que os movimentos de fluxo (entrada e saída – barras vermelhas nos gráficos abaixo) são muito raros, tanto que a maior parte na mudança de posicionamento dos investidores em momentos de stress acontece pelas mudanças no “valuation” do estoque de posições já existentes nesses mercados. Essas variações refletem depreciações cambiais, momentos de baixa no mercado de ações e no mercado de títulos

No gráfico abaixo, retirado do estudo do IIF, "BRL" representa o Brasil. A barra vermelha é o fluxo em % do PIB de 2010 a 2018. A barra azul é a variação no “valutation” das posições. ZAR é a África do Sul.

O próximo gráfico faz a mesma avaliação considerando as posições desde o primeiro trimestre de 2008.

E esse último mostra o total agregado para todos os emergentes com e sem a China.

 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) opera em queda depois de testar resistência dos US$ 25 mil; confira cotações

16 de agosto de 2022 - 20:15

O movimento do BTC coincide com a piora das condições das ações de tecnologia, incluindo a gigante chinesa Tencent, que deve registrar seu primeiro declínio trimestral de receita

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Nubank dispara, a nova briga entre BTG e XP e o xeque-mate de Putin; confira os destaques do dia

16 de agosto de 2022 - 18:36

Mais da metade de agosto já se passou e, até o momento, o “mês do desgosto” ainda não deu as caras na B3.  Por enquanto, o Ibovespa coleciona apenas dois pregões no vermelho. Em uma sessão hiper volátil, o índice até flertou com o campo negativo diversas vezes, mas o fluxo de capital estrangeiro levou […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa fecha no azul ‘de raspão’ e supera os 113 mil pontos; dólar sobe a R$ 5,14

16 de agosto de 2022 - 18:20

Nos Estados Unidos, o setor varejista alimentou o apetite dos investidores e o Ibovespa acabou se beneficiando

BATEU O DESESPERO?

Putin dá xeque-mate na rainha e faz Reino Unido buscar gás do outro lado do mundo; entenda a jogada

16 de agosto de 2022 - 16:44

De um lado, os britânicos enfrentam a pior crise energética em décadas — agravada pelos efeitos colaterais da guerra na Ucrânia — e, de outro, uma onda de calor que aumentou a demanda por energia

CORRIDA PELA INOVAÇÃO

A disputa entre BTG Pactual e XP no mundo dos investimentos chegou ao efervescente mercado de criptomoedas

16 de agosto de 2022 - 16:14

BTG e XP lançaram suas plataformas de negociação de criptoativos como bitcoin no mesmo dia; saiba como vai funcionar

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies