Menu
2019-04-04T14:43:42-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Patrimônio de R$ 500 milhões

JGP Asset será a gestora do novo FIDC de debêntures de infraestrutura do BNDES

Fundo será formado com títulos que já integram a carteira do banco de fomento

16 de novembro de 2018
15:01 - atualizado às 14:43
infraestrutura
JGP foi selecionada para ser gestora do fundo numa chamada pública - Imagem: Shutterstock

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta sexta-feira, 16, que a JGP Asset Management será a gestora do seu novo Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC). O projeto será dedicado a investir em debêntures incentivadas de infraestrutura.

O novo FIDC já estava no radar do BNDES nos últimos anos e será formado com títulos que já integram a carteira do banco de fomento. O patrimônio do fundo deverá ser de, aproximadamente, R$ 500 milhões.

A JGP foi selecionada numa chamada pública. No total, oito instituições participaram do processo seletivo, incluindo a vencedora, informou o BNDES em nota. As gestoras Votorantim Asset Management e Itaú Asset Management ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente, e ficarão no cadastro de reservas.

Segundo o BNDES, o fato de o novo FIDC ser formado com debêntures de infraestrutura que já estão na carteira do banco contribui para diminuir o "risco de originação de ativos" e garante o benefício tributário para os cotistas do fundo - conforme a Lei 12.431/2011, as debêntures de infraestrutura são isentas de Imposto de Renda (IR).

"Além de criar mais uma fonte de financiamento a projetos de infraestrutura, o BNDES espera aumentar a base de investidores e incrementar a liquidez de títulos de infraestrutura, bem como securitizar parte de sua carteira, alienando ativos nos quais entende que já cumpriu sua missão institucional", informa a nota do BNDES, que ressalta que o banco de fomento não será cotista do fundo.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

pandemia

Covid-19: número de mortes sobe para 361,8 mil no Brasil

Nas últimas 24 horas, foram registradas mais 3.459 mortes no país

seu dinheiro na sua noite

Petróleo, minério e tudo que há de bom

Entre o fantasma do Orçamento com pedaladas, a besta da PEC “fura-teto”, o gigante da CPI da Covid e o monstro da pandemia, o Ibovespa conseguiu hoje engatar a terceira alta seguida e fechar acima dos simbólicos 120 mil pontos, marca que o índice não via desde fevereiro. Mas como pode? Bem, mais uma vez […]

hoje não

Hering rejeita proposta da Arezzo para potencial fusão

Segundo a Cia. Hering, a proposta “não atende ao melhor interesse dos acionistas e da própria companhia”

Polêmica na privatização

CVM vai investigar CEEE por suposta omissão na divulgação de informações

A autarquia começará a apuração de uma denúncia de omissão de fatos relevantes sobre a privatização da estatal gaúcha

FECHAMENTO

Commodities em alta levam o Ibovespa acima dos 120 mil pontos pela primeira vez desde fevereiro; dólar recua

O clima incerto em Brasília segue assombrando os investidores, mas ainda assim a bolsa brasileira consegue fôlego com as commodities para se manter no azul

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies