IPCA + 8% e outros títulos ‘premium’: receba as melhores ofertas de renda fixa no seu WhatsApp

Cotações por TradingView
2019-04-04T14:14:49-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Mercado potencial

Diplomata chinesa abre jogo sobre potencial de importação do Brasil no próximos anos

Em evento, Xia Xiaoling disse que a China precisará importar o equivalente US$ 10 trilhões em produtos brasileiros nos próximos cinco anos

25 de outubro de 2018
13:08 - atualizado às 14:14
China-Brasil
Imagem: shutterstock

A China precisará importar US$ 10 trilhões em produtos brasileiros nos próximos cinco anos. A estimativa foi dada pela diplomata chinesa no Brasil, Xia Xiaoling,durante evento nesta quinta-feira, 25, para promover a Feira Internacional de Importação da China, que será realizada entre os dias 5 e 10 de novembro, em Xangai.

"Embora nesse momento a China importe mais soja, petróleo e minérios do Brasil, há aqui produtos de maior valor agregado e a China precisa comprá-los", disse.

Entre os potenciais, segundo Xia, estão os aviões da Embraer, os biocombustíveis e os veículos flex, que podem ganhar espaço entre os chineses em um momento o país precisa aumentar seu consumo de etanol.

Além disso, a diplomata destaca que produtos não tão conhecidos atualmente pelo público chinês têm potencial, como vinho, cachaça, derivador do leite e até itens de vestuário e calçados.

"O que falta no Brasil é divulgação, é dar a conhecer seus produtos. A China tem 1,3 bilhão de consumidores e esse é um mercado enorme que o Brasil não pode perder", disse.

Mudança de ares

O ministro-conselheiro da Embaixada da China no Brasil, Qu Yuhui, disse que os ataques do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) aos investimentos chineses refletem "falta de conhecimento do conteúdo estratégico de nossa parceria". Yuhui, porém, disse que o pais está "aberto para conversar com qualquer político" e "vai ter uma nova agenda e vamos precisar de um período de adaptação".

Na semana passada, Bolsonaro disse que não venderia ativos de geração de energia a investidores chineses e acrescentou que eles estão "comprando o Brasil".

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Governo eleito

Alckmin avisa que anúncio de novo ministro da Fazenda está próximo

26 de novembro de 2022 - 16:11

Em evento com empresários, vice-presidente eleito prometeu ajuste fiscal permanente e conjunto de reformas

Troca ou devolução

Comprou na Black Friday e se arrependeu? Veja quais são seus direitos

26 de novembro de 2022 - 11:59

O excesso de compras para aproveitar as oportunidades da Black Friday podem se transformar numa ‘ressaca’ no cartão de crédito

Recomendação de compra

Cielo (CIEL3) já dobrou de preço, mas ainda pode subir mais de 50% na bolsa, diz Santander. Confira detalhes

26 de novembro de 2022 - 9:48

Analistas do banco veem a Cielo (CIEL3) com vantagem competitiva em relação a adquirentes como Stone e PagSeguro

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: PIB do 3º trimestre no Brasil e payroll nos EUA são destaques de semana cheia

26 de novembro de 2022 - 8:11

A agenda econômica estará carregada nesta semana, com dados importantes de atividade e inflação a serem divulgados no mundo

Aperte o play!

Só acaba quando termina: Lula talvez não consiga gastar tanto assim; como isso mexe com seus investimentos?

26 de novembro de 2022 - 8:00

No podcast Touros e Ursos desta semana, PEC da Transição, Haddad na Fazenda, Petrobras e, é claro, futebol

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies