Menu
2018-11-28T17:22:20-02:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Serviços financeiros

Clientes das fintechs estão (bem) mais satisfeitos que os dos bancos

Uma pesquisa do Google mostra que 71% dos usuários das novas empresas financeiras com foco em tecnologia estão felizes com serviços. Já nos bancos, esse percentual é de apenas 42%

28 de novembro de 2018
16:14 - atualizado às 17:22
Cartão nubank
Cartão de crédito, como o do Nubank, é o produto mais usado pelos clientes das fintechsImagem: shutterstock

Você está satisfeito com o seu banco? Já pensou em testar os serviços de uma fintech? Pois uma pesquisa do Google mostra que os clientes das novas empresas financeiras com foco em tecnologia estão mais felizes.

O índice de satisfação com as fintechs é de 71%, bem acima dos consumidores dos bancos tradicionais, que está em apenas 42%, de acordo com o levantamento.

As novas empresas que passaram a concorrer com os bancos têm atraído uma quantidade cada vez maior de usuários. Entre os atrativos estão as tarifas mais baixas ou mesmo inexistentes.

O produto mais usado pelas pessoas que se tornaram clientes das fintechs é o cartão de crédito, de acordo com a pesquisa. Uma das empresas mais bem sucedidas entre as fintechs brasileiras é justamente a emissora de cartões Nubank.

As buscas no Google também sinalizam o maior interesse dos clientes de serviços financeiros. A procura por "melhor banco digital", por exemplo, cresceu quatro vezes no último ano.

Os resultados da pesquisa, feita com 800 pessoas entre os dias 16 e 20 de novembro, foram apresentados durante um evento sobre fintechs que acontece nesta quarta-feira, na sede do Google em São Paulo.

Marcas pouco amadas

Os bancos têm motivos para se preocupar com o avanço da concorrência. Indústrias com margens altas, marcas pouco amadas e barreiras de entrada supostamente altas são as mais propensas a sofrer a chamada disrupção.

"Esse é exatamente o caso do setor financeiro no Brasil", diz Guilherme Horn, diretor da consultoria Accenture, que participou do evento.

A pesquisa do Google sugere que há um espaço grande para novas empresas como as fintechs ganharem a preferência do consumidor. Dos clientes que se declararam muito insatisfeitos com os serviços financeiros, 52% não sabem para qual empresa mudariam.

E você, já mudou ou está disposto a experimentar algum serviço financeiro fora dos bancões? Deixe seu comentário logo abaixo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

MAIS LIDAS DO SEU DINHEIRO

MAIS LIDAS: O sonho da aposentadoria rápida

Caro leitor, O que te assusta mais: o coronavírus ou a fila do INSS? Não tenho dúvidas de que a nova doença foi o assunto da semana no mundo todo, mas o desejo de se aposentar rápido – e sem depender do governo – foi o que bombou aqui no Seu Dinheiro.  O projeto Aposente-se aos […]

DE OLHO NA TECNOLOGIA

Toyota investe US$ 394 milhões em companhia de táxi aéreo elétrico, Joby Aviation

Parecida a um drone, a aeronave tem capacidade para quatro passageiros mais o piloto, possui seis hélices, um alcance de 150 milhas (aproximadamente 240 km) e pode voar até 200 milhas por hora (cerca de 320 km/h)

POLÍTICA

Em Davos, Doria se ‘afasta’ de Bolsonaro

Nesses 12 meses de intervalo, o clima entre os dois não apenas esfriou como houve troca de farpas tendo como pano de fundo o cenário político de 2022

EMPREGO

Em 1º ano, Bolsonaro gera mais vagas que Temer, mas fica atrás de Lula e Dilma

Com a economia ganhando tração a partir do segundo semestre do ano passado, o Caged registrou saldo positivo de 644.079 vagas com carteira assinada em 2019

COLUNA DO PAI RICO PAI POBRE

Ter um emprego versus empreender

Veja como avaliar se é melhor ter um próprio negócio, ser autônomo ou arrumar um emprego.

EMPREGOS

Para gerar 1 milhão de empregos, economia tem de crescer 3%, diz secretário

O secretário de Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Dalcolmo, evitou nesta sexta-feira, 24, fazer uma previsão oficial para a geração de empregos com carteira assinada em 2020, mas disse acreditar em até 1 milhão de novos postos de trabalho neste ano, caso o Produto Interno Bruto (PIB) tenha uma alta próxima de 3% até […]

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O que será que será da Selic?

A taxa básica de juros (Selic) vai continuar em queda? Quando fiz essa pergunta recentemente a um gestor de fundos, ele me devolveu com outra pergunta: – Você quer que eu responda o que o Banco Central deveria fazer ou o que ele vai fazer? Pode parecer uma diferença sutil, mas o mercado encontra-se atualmente […]

Dólar teve alta

Tensão com o coronavírus freia os mercados e faz o Ibovespa ficar no zero a zero na semana

O coronavírus trouxe cautela aos mercados, mas não desencadeou uma onda de pessimismo. Como resultado, o Ibovespa ficou praticamente zerado na semana — a nova doença neutralizou o otimismo estrutural visto na bolsa nos últimos dias

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast Touros e Ursos: Já pensou em conquistar sua independência financeira?

Repórteres do Seu Dinheiro trazem em podcast semanal um panorama sobre tudo o que movimentou os seus investimentos nesta semana

de olho na inflação

BC está confortável com inflação após choque de proteína, diz Campos Neto

“Há um gap de política monetária que a gente tenta comunicar. É importante, porque parte do que foi feito não está totalmente dissipado”, afirmou em seguida

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements