Menu
2019-04-30T15:08:56+00:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco) e “Abandonado” (Geração).
Reação ao balanço

Santander cai na bolsa apesar de lucro acima do esperado no trimestre

Os números foram considerados no geral positivos pelos analistas que acompanham o banco, mas não foram suficientes para empolgar os investidores na bolsa

30 de abril de 2019
14:53 - atualizado às 15:08
Santander
Santander - Imagem: Shutterstock

Assim como aconteceu com o Bradesco na semana passada, o lucro acima do esperado pelo Santander no primeiro trimestre não foi suficiente para empolgar os investidores hoje na bolsa. As units (recibos de ações) do banco (SANB11) eram negociados em queda de 2,34%, cotadas a R$ 44,82, por volta das 14h40.

Resta saber se os papéis do Santander vão virar e fechar em alta, como aconteceu com o concorrente na última quinta-feira. Confira nossa cobertura completa dos mercados hoje.

Os números do Santander foram considerados no geral positivos pelos analistas que acompanham o banco. O lucro aumentou 21,9% em relação ao primeiro trimestre do ano passado, para R$ 3,485 bilhões.

A queda nas despesas de provisão para calotes e a alta nas receitas com tarifas foram alguns dos pontos destacados nos relatórios enviados a clientes na manhã de hoje, logo após a divulgação do balanço.

Mas o lucro maior que o esperado também é justificado por um fator técnico, segundo os analistas do BTG Pactual e Bradesco BBI: a taxa efetiva de imposto paga pelo banco foi menor do que a projetada. Já o Itaú BBA considerou que a alíquota efetiva de imposto voltou ao normal do banco.

Leia a seguir qual foi a leitura dos analistas sobre os resultados do Santander e a recomendação para as ações:

BTG Pactual - "Um bom começo para o ano"

Recomendação: neutra

Preço-alvo: R$ 48,50

"Enquanto o PIB do Brasil provavelmente vai desapontar no primeiro trimestre, o desempenho do Santander não. Então, foi um começo decente para o ano, e com o potencial de desencadear outra rodada de (pequenas) altas nas projeções de resultados pelo mercado."

"As receitas com tarifas e as despesas, apesar de um pouco abaixo das nossas expectativas, tiveram um desempenho relativo melhor do que o Bradesco."

Safra - "Mantendo a tendência de resultados fortes"

Recomendação: neutra

Preço-alvo: R$ 48,00

"De maneira geral, os resultados do Santander Brasil foram fortes (em linha com as nossas expectativas), mantendo a tendência de melhoria de rentabilidade e bom desempenho no mercado de varejo."

Itaú BBA - "Resultados sólidos no 1º trimestre"

Recomendação: market perform (neutra)

Preço-alvo: R$ 52,00

"Apesar das expectativas iniciais de um possível declínio nos resultados de tesouraria, os resultados continuaram muito fortes."

"Os resultados do banco foram bons, mas apenas reforçam que os lucros estão a caminho de atingir nossa expectativa de R$ 14,3 bilhões e um retorno sobre o patrimônio de 20,9% em 2019."

Bradesco BBI - "Crescimento do crédito não é mais exclusivo do Santander"

Recomendação: neutra

Preço-alvo: R$ 52,00

"Vimos outro trimestre sólido do Santander, com a continuidade da expansão do crédito e a inadimplência sob controle. No entanto, a ação é agora a mais cara entre os bancos brasileiros, negociando a 2,4 vezes o patrimônio líquido e 12,4 vezes o lucro projetado para 2019."

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Não está sendo fácil

Deu ruim pra Cielo! Empresa retira projeção de lucro e corta dividendos dos acionistas

Projeções de lucro entre R$ 2,3 bilhões e R$ 2,6 bilhões foram extintas, enquanto o percentual de distribuição de dividendos caiu para 30%

Só assim resolve!

Se não aprovar a Previdência, só chamando um ministro da Alquimia, diz Bolsonaro

Segundo presidente, mídia tenta criar atrito, mas casamento com Paulo Guedes segue mais forte que nunca. Ministério da Economia solta nota oficial

Seu Dinheiro na sua noite

Paisagem na janela

O mercado financeiro tem todo um linguajar próprio, com uma penca de termos em inglês. Alguns deles já foram “tropicalizados”, por assim dizer, e fazem parte do dia a dia de quem acompanha as negociações. É o caso do IPO, que é a sigla para oferta pública inicial (ou initial public offering), como é chamada […]

Tudo pelo teto de gastos

FMI diz que ajuste fiscal depende de idade mínima e redução de benefícios de servidores

Fundo afirma que uma reforma robusta e medidas adicionais na área fiscal são necessárias para colocar a dívida pública em trajetória sustentável

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast: Natura e Avon no mesmo pote e o dia depois do ‘tsunami’

Semana foi marcada por negócio bilionário no segmento de beleza, briga pela Netshoes e novidades no front político.

Conquistando aliados

Entidades assinam manifesto pró-reforma da Previdência

Empresários alegam ter confiança na aprovação do texto e dizem que as mudanças são um primeiro passo para a retomada da confiança

Cenário de emprego misto

Caged aponta criação de 129 mil empregos formais em abril; serviços lideram vagas

Resultado divulgado pelo governo, em linha com as expectativas de mercado, foi o melhor para o mês desde 2013

Se quiser ir, vai

Ninguém é obrigado a ficar como ministro, diz Bolsonaro sobre fala de Guedes

Na linha defendida por seu ministro da Economia, presidente voltou a dizer que sem a reforma previdenciária “será o caos na economia”

Privatizações

“Brasil é locomotiva atolada no brejo, precisamos colocá-la sobre os trilhos”, diz Salim Mattar

O secretário responsável pelas privatizações do governo Bolsonaro afirmou mais uma vez que não conhece nenhuma estatal eficiente. “Se alguém encontrar me manda um WhatsApp.”

Mais casos de corrupção

Líder do governo Bolsonaro no Senado está entre os alvos da Lava Jato com bens bloqueados

Senador Fernando Bezerra Coelho é acusar de cometer desvios em negócios relacionados ao esquema de corrupção na Petrobras

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements