Menu
2019-07-05T17:05:39+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
após vazamentos...

Para Moro, é falso dizer que combate à corrupção prejudica a economia

O ministro da Justiça, Sergio Moro, defendeu nesta sexta-feira, 5, a atuação da Lava Jato no combate à corrupção; ele participou de um evento em São Paulo com agentes do mercado financeiro

5 de julho de 2019
13:29 - atualizado às 17:05
shutterstock_1218355114
Sergio Moro - Imagem: Shutterstock

O ministro da Justiça, Sergio Moro, defendeu nesta sexta-feira, 5, a atuação da Lava Jato no combate à corrupção. Ele contestou a argumentação de que a operação foi negativa para a economia, por ter prejudicado empresas investigadas.

"Isso é uma falácia. O combate à corrupção é sempre positivo, sempre vai levar no curto, no médio e no longo prazo para benefícios para a economia", disse o ministro. O ex-juiz também rejeitou a tese de que a Lava Jato quebrou empresas, pois os investigados eram pessoas físicas.

"Os acordos feitos foram feitos com propósito de manter as empresas", disse. Ele ainda sugeriu que os dirigentes de empresas que estejam envolvidos em atos de corrupção busquem preservar as empresas.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

O ministro ainda disse que acredita que houve diminuição no uso do caixa 2 para campanhas eleitorais entre de 2014 e 2018, embora tenha reconhecido que é uma "zona cinzenta, difícil de dimensionar". "A percepção geral no mundo político, e na imprensa, é de que houve diminuição de recursos financeiros empregados em campanhas, seja no oficial ou no caixa 2".

O ministro falou durante um evento, em São Paulo, da XP Investimentos - onde foi muito aplaudido pela plateia, formada majoritariamente por agentes do mercado financeiro.

Vazamentos

Na manhã desta sexta-feira, 5, a revista Veja divulgou mais uma leva de vazamentos de mensagens, sugerindo que, quando ainda atuava como juiz federal em Curitiba, Moro teria orientado procuradores da Operação Lava Jato a anexar provas para fortalecer a parte acusatória num processo.

O ministro disse hoje que não tem medo sobre o que eventualmente o site The Intercept Brasil poderá divulgar. Ele disse para que o site apresente todas as mensagens - o que ainda assim "ser eticamente reprovável".

Moro ainda reiterou que, se as mensagens não tiverem adulterações, tem convicção que agiu dentro da legalidade, e voltou a afirmar que não se lembra de mensagens trocadas há dois ou três anos e que um diálogo tirado do contexto ou a inserção de uma palavra pode alterar teor das mensagens.

O ex-juiz também disse que houve um erro de procedimento da revista em não ouvi-lo antes da publicação do texto. "A matéria não dá direito de resposta", afirmou.

Moro 2022?

Moro deixou em aberto a possibilidade de se candidatar a presidente da República, após ser questionado sobre o tema. Mas enfatizou o trabalho feito na Operação Lava Jato. "Percebem que queremos fazer a coisa certa dentro do governo, que queremos avançar", disse.

O ministro disse que faz parte do governo atual e que o candidato do governo para 2022 é Bolsonaro. A jornalista que o questionou inicialmente no evento rebateu que não se referiu em nenhum momento a 2022 na sua pergunta. Moro, então, começou a sua reposta contando que o trabalho como juiz na Operação Lava Jato representou um "engrandecimento institucional".

Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

O SEGUNDO MAIS RICO DO BRASIL

Jorge Paulo Lemann: o bilionário dos resultados

Como o carioca revolucionou o capitalismo brasileiro, comprou grandes ícones americanos como Budweiser, Burger King e Kraft Heinz, e acumulou uma fortuna de US$ 22,4 bilhões

Mercado de trabalho

Emprego informal recorde derruba produtividade da economia brasileira

O crescimento do trabalho informal tem afetado os índices de produtividade da economia do país, de acordo com cálculos da Fundação Getulio Vargas

Shake it off

Taylor Swift, o grupo de investimentos Carlyle e uma briga feia no mundo da música pop

O Carlyle está no centro de uma discussão envolvendo Taylor Swift e sua antiga gravadora, a Big Machine Records, que estão disputando os direitos autorais da obra da cantora pop

Seu Dinheiro no sábado

MAIS LIDAS: O jovem bilionário do Facebook

20 de janeiro de 2010: essa é a data da minha primeira postagem no Facebook. Nada muito inspirador, eu estava só reclamando do clima chuvoso. Nos meses seguintes, todas as minhas interações tratavam de joguinhos on-line — aparentemente, eu era um grande fã de FarmVille. Acessar o túnel do tempo das redes sociais é revelador. […]

Fim das atividades

Braskem encerra extração de sal-gema em Alagoas, alvo de ações de R$ 40 bi

Após supostos prejuízos causados a ruas e casas em Maceió (AL), a petroquímica Braskem decidiu encerrar as atividades de extração de sal-gema cidade

Ultrapassou Jeff Bezos

O maior bilionário: Bill Gates volta a ser o homem mais rico do mundo

Com uma fortuna avaliada em US$ 110 bilhões, o fundador da Microsoft, Bill Gates, ultrapassou Jeff Bezos na disputa pelo posto de maior bilionário do mundo

O segundo passo

Binance e Bittrex, duas exchanges estrangeiras de criptomoedas para chamar de sua

Entenda por que vale a pena abrir conta em uma corretora de fora e veja quais são as principais diferenças entre as duas casas sugeridas por especialistas com grande experiência no mercado

Dicas do Fausto Botelho

Bitcoin e outras criptomoedas que estão com tendência de alta

Neste vídeo, o analista gráfico faz projeções para o Bitcoin e muitas outras criptomoedas, além de fazer comentários sobre a tendência do S&P

Abertura de capital

XP Investimentos dá a largada para o IPO e apresenta documentos à CVM americana

A XP Investimentos protocolou os documentos referentes ao seu processo de abertura de capital nos EUA. A operação será feita na Nasdaq, com ofertas primárias e secundárias

Tensão nos ares

Crise na Boeing: sindicatos de companhias aéreas temem a liberação do 737 Max

Com a possibilidade de as aeronaves 737 Max da Boeing serem liberadas novamente para voar, os sindicatos das companhias aéreas mostram-se preocupados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements