Menu
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Único lance

Em ‘leilão’, Votorantim e fundo de pensão canadense levam controle da Cesp

Empresa formada pela Votorantim Energia e O Canada Pension Plan Investment Board (CPPIB) foi a única a dar um lance para adquirir bloco que corresponde a 40,6% do capital social da companhia

19 de outubro de 2018
14:38 - atualizado às 19:08

O governo do estado de São Paulo conseguiu realizar o leilão de privatização da Companhia de Energia Elétrica de São Paulo (Cesp) nesta sexta-feira, 19.

Essa é a quarta tentativa do estado em leiloar a empresa. O evento aconteceu na sede da B3, em São Paulo. O bloco de controle da Cesp colocado à venda inclui 116,4 milhões de ações pertencentes ao governo paulista, que corresponde a 40,6% do capital social da companhia.

A São Paulo Energia, formada pela Votorantim Energia e O Canada Pension Plan Investment Board (CPPIB), foi a única a dar o lance e conseguiu levar o controle da estatal. Os sócios ofereceram R$ 14,60 por ação da companhia, o que corresponde a um ágio de 2,09% ante o preço mínimo de R$ 14,30 por ação, segundo Broadcast, do Estadão.

O consórcio deverá pagar, com isso, R$ 1,699 bilhão pela fatia do controle. Agora, o grupo precisa que os minoritários participem da oferta pública de aquisição de ações (OPA) obrigatória. O valor da aquisição pode chegar ao R$ 4,8 bilhões, ainda de acordo com Broadcast. Não por acaso, as ações da Cesp foram o grande destaque no pregão de hoje na bolsa. Os papéis PNB dispararam 16,12% e os ON, 25,93%.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu