Menu
2019-06-21T13:04:27+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Corrida contra o tempo

Câmara e Senado devem votar hoje MP que permite capital estrangeiro em aéreas; Gol e Azul sobem na bolsa

MP do setor aéreo foi editada no fim do ano passado por Michel Temer e permite que estrangeiros possam deter até 100% do capital das aéreas brasileiras

21 de maio de 2019
16:06 - atualizado às 13:04
Avião
Ações das aéreas subiam forte com expectativas de aprovação da MP - Imagem: Shutterstock

Correndo contra o tempo, as duas Casas do Legislativo se preparam para votar a medida provisória que trata da abertura total do setor aéreo para capital estrangeiro, que pode caducar se não for votada até quarta.

De acordo com a líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), o plenário da Câmara dos Deputados deve votar a MP nesta terça-feira, 21.

Já no Senado, o presidente Davi Alcolumbre (DEM-RJ) afirmou que vai conversar com líderes e tentará votar ainda hoje a medida provisória.

"Como temos esse prazo que está muito restrito, vou conversar com os líderes para ver se a gente segura a ordem do dia para votar pelo menos a que vai vencer amanhã, votar ainda hoje", disse Alcolumbre ao chegar no gabinete da presidência do Senado.

Além disso, ele relatou ter conversado com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sobre a pauta de medidas provisórias. A Câmara votaria duas medidas hoje - a do setor aéreo e a que cria a empresa Nav Brasil - e outras duas no dia seguinte - incluindo a reforma administrativa.

Enquanto isso, no mercado, as ações das aéreas Azul e Gol se destacavam entre as maiores altas do Ibovespa. Preferenciais da Azul subiam 4,5% no meio da tarde, no mesmo momento em que as preferenciais da Gol ganhavam 6,19%. A expectativa dos investidores é positiva para que o projeto consiga ser aprovado no Congresso.

Pauta essencial para o setor

A MP do setor aéreo foi editada no fim do ano passado pelo então presidente Michel Temer e permite que estrangeiros possam deter até 100% do capital das companhias aéreas brasileiras. Até a edição da matéria, o limite era de 20%.

Para o governo, a permissão é necessária para garantir a competição no setor. Atualmente, só há quatro empresas operando nacionalmente.

Inicialmente o governo queria retirar dois jabutis que foram incluídos no texto pelo relator da proposta, senador Roberto Rocha (PSDB-MA): o fim da cobrança por bagagem despachada e a exigência de que as empresas estrangeiras sejam obrigadas a operar rotas regionais.

A avaliação agora, no entanto, é de que não há mais tempo para negociar estes pontos e é melhor aprovar a medida do jeito que está.

*Com Estadão Conteúdo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Nada como a concorrência

Caixa lança o desafio e bancos se movem: BB oferece financiamento imobiliário com taxas de acordo com prazos e Bradesco avalia juros atrelados ao IPCA

Banco do Brasil vai praticar tarifas mais baixas para prazos de financiamento menores, enquanto o Bradesco ainda é reticente com as mudanças

Seu Dinheiro na sua noite

Tupi or not tupi

Há quase um século, o escritor Oswald de Andrade redigia o Manifesto Antropofágico, o clássico (e divertidíssimo) texto no qual defende a valorização de uma cultura verdadeiramente brasileira. A ideia não era se opor à influência estrangeira, mas devorá-la. A zoeira com o monólogo de Shakespeare em Hamlet (“To be, or not to be”) sintetiza […]

No júri

Petrobras tem vitória no Carf em processo envolvendo R$ 5,1 bilhões

Processo administrativo fiscal trata da cobrança de CIDE-Importação sobre remessas ao exterior para pagamento de contratos de afretamento

Crédito mais barato

Caixa apresenta nova modalidade de financiamento com juros atrelados ao IPCA

Taxas de juros da nova modalidade vão oscilar entre 2,95% a 4,95% ao ano mais a variação do IPCA. A demanda estimada pelo produto está na casa de R$ 50 bilhões

Vai tranquilo

Maia sobre reforma tributária: “não estamos com pressa”

Presidente da Câmara diz querer estabelecer um debate sobre o tema de forma tranquila e profunda

De mudança e sob nova direção

Após governo mandar Coaf para o BC, Ricardo Liáo é nomeado novo presidente do órgão

Indicação é vista como uma forma de garantir certa continuidade na administração do Coaf

Sem sinal

Oi perde quase metade do valor na bolsa em apenas quatro dias

Com mais de 37,5 milhões de clientes no país, Oi passa a ser avaliada em apenas R$ 4,4 bilhões na B3; só hoje, as ações ordinárias da operadora registraram uma desvalorização de 27%, cotadas a R$ 0,73

DE OLHO NO GRÁFICO

Queda do Ibovespa, S&P e as ações para ficar de olho

No De Olho no Gráfico de hoje, Fausto Botelho fala de suas expectativas para o Ibovespa, o S&P, o Nasdaq, o dólar e o desempenho das ações para as quais tem recomendação de venda

Primeiro texto

Relator da reforma da Previdência no Senado diz estar fazendo esforço para entregar relatório na sexta-feira

A presidente da CCJ, Simone Tebet, já havia dito que essa era a previsão, sendo que a leitura do documento será feita no dia 28

Siga o dinheiro

Fluxo do gringo na bolsa em 2019 ainda é positivo e eu posso provar

Dados disponibilizados pela B3, que mostram saída de R$ 19 bilhões até 15 de agosto, não contabilizam valores movimentados em ofertas de ações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements