Menu
2019-05-02T15:44:42+00:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Lista VIP da bolsa

B3 confirma entrada da Azul e da IRB na carteira do Ibovespa

No período de maio a agosto, o principal índice da bolsa brasileira vai contar com 66 ativos de 63 empresas

2 de maio de 2019
15:28 - atualizado às 15:44
Bolsa de valores de São Paulo
Bolsa de valores de São Paulo - Imagem: Shutterstock

Agora é oficial! A B3 confirmou nesta quinta-feira, 2, a inclusão de mais duas ações na carteira do Ibovespa, que vai vigorar do dia 6 de maio ao dia 30 de agosto de 2019. Preferenciais da Azul (AZUL4) e ordinárias da IRB (IRBR3) entram no jogo e passam para a "lista VIP" da bolsa brasileira.

Os dois ativos já vinham sendo cotados para compor o índice desde a primeira prévia da carteira, divulgado no começo de abril. Na contramão deles estão os papéis ordinários da Log (LOGG3), que deixam a carteira no próximo período.

O saldo final de toda essa movimentação é que o principal índice da Bolsa agora vai contar com 66 ações de 63 empresas.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Os peso-pesado

Como já era esperado, o Top 5 das ações de maior peso no Ibovespa se manteve para o próximo período. Itaú (ITUB4), Vale (VALE3), Bradesco (BBDC4) e Petrobras (PETR4 e PETR3) seguem classificadas como gigantes e, juntas, são responsáveis por quase 42% do índice. Confira a lista completa de como fica o índice a partir da próxima segunda-feira.

Critérios rígidos

Não é à toa que muita gente no mercado chama o Ibovespa de "lista VIP" da Bolsa. Para definir os papéis que entram e saem do índice, a B3 segue uma espécie de manual de procedimentos, que sofreu uma grande modificação em 2014 e foi atualizado recentemente.

Nesse processo, a B3 divulga três prévias das novas composições dos índices. A 1ª sai no primeiro pregão do último mês de vigência da carteira em vigor. Já a 2ª prévia é divulgada no pregão seguinte ao dia 15 do último mês de vigência da carteira atual. Por fim, a 3ª prévia é publicada no penúltimo pregão de vigência da carteira em vigor.

Para tirar todas as dúvidas, eu preparei para você esta matéria que explica o passo a passo sobre como uma ação entra ou sai do Ibovespa.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

De volta aos cofres da União

Caixa deve devolver R$ 3 bi ao governo

Recursos contribuirão para reduzir a dívida pública. A devolução refere-se ao dinheiro recebido pelos bancos durante o governo petista para reforçar seu capital

Pauta avançou no Congresso

Reforma tributária resultará em bom texto mesmo com mudança em comissão, diz Appy

Segundo Bernard Appy, a proposta de reforma tributária pode elevar em 10% o potencial de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em um período de dez anos

governo de lado

Senadores já discutem agenda própria

Em almoço realizado nesta quarta-feira, 22, na residência oficial do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), líderes de bancadas avaliaram que o governo está “sem rumo”

Mais mercado, menos bancos

Crédito total no país é de R$ 9,5 trilhões ou 138% do PIB e governo fica com quase metade disso

Banco Central passa a apresentar dados sobre o crédito ampliado, que além das operações feitas no sistema financeiro, agrega títulos públicos, privados e operações externas

Blog da Angela

Se o risco é alto e a articulação deve ser perfeita, entregue-se ao inimigo…

A Nova Previdência será um passo fundamental para o reequilíbrio das contas públicas no médio e no longo prazo. Não é à toa que a reforma da Previdência é considerada a mãe das reformas estruturais que o Brasil precisa fazer

TUDO QUE VAI MEXER COM SEU DINHEIRO HOJE

Ares agitados: o novo jogo do setor aéreo

Veja os destaques do Seu Dinheiro nesta manhã

Dia de cautela

Exterior negativo pressiona Ibovespa e dólar; mercado analisa cenário político local

O Ibovespa abriu o pregão desta quinta-feira (23) em queda, com os mercados exibindo um tom de prudência em relação à guerra comercial e à cena política doméstica. O dólar opera em alta

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quinta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

fim da lua de mel

Otimismo após eleições acaba e confiança do consumidor recua, afirma FGV

Quanto às perspectivas para os meses seguintes, o indicador que mede o otimismo relacionado à evolução da economia foi o que mais contribuiu para a queda da confiança no mês

Duras críticas

‘Setor privado não investe em ditaduras’, afirma Maia

Declarações ocorreram no dia seguinte à discussão pública com o líder do governo na Casa, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), motivada por críticas ao Legislativo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements