🔴 META: ATÉ R$ 3.000 POR DIA COM 2 OPERAÇÕES – CONHEÇA O INDICADOR X

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
APÓS INCIDENTE COM AVIÃO

Enquadrada pelo governo dos EUA, Boeing deve apresentar hoje plano para aumentar segurança de aeronaves

O órgão do governo norte-americano exigiu que a empresa produzisse um plano de recuperação após um de seus jatos sofrer com o estouro de um painel de fuselagem durante um voo da Alaska Airlines em janeiro

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
30 de maio de 2024
10:29 - atualizado às 10:30
Foto de divulgação do modelo 737 Max da Boeing
Foto de divulgação do modelo 737 Max da Boeing - Imagem: Shutterstock

Com o prazo dado pela Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês) se aproximando rapidamente do fim, a Boeing deve informar à FAA nesta quinta-feira (30) seus planos para corrigir os problemas de segurança e qualidade que têm prejudicado a fabricação de aeronaves nos últimos anos.

A FAA exigiu que a empresa produzisse um plano de recuperação após um de seus jatos sofrer com o estouro de um painel de fuselagem durante um voo da Alaska Airlines em janeiro. O incidente prejudicou ainda mais a reputação da Boeing e levou a várias investigações civis e criminais.

Delatores acusaram a empresa de adotar atalhos que colocam os passageiros em perigo, uma alegação que a Boeing contesta. Um painel convocado pela FAA encontrou deficiências na cultura de segurança da fabricante de aeronaves.

O que pede a FAA

No final de fevereiro, o administrador da FAA, Mike Whitaker, deu à Boeing 90 dias para apresentar um plano para melhorar a qualidade e amenizar as preocupações de segurança da agência. Whitaker descreveu o plano como o começo, não o fim, de um processo para aprimorar a empresa.

"Será um longo caminho para a Boeing voltar ao ponto em que precisa estar, produzindo aviões seguros", disse ele à ABC News na semana passada.

A FAA limitou a produção pela Boeing do 737 Max, seu avião mais vendido. Analistas acreditam, porém, que o número que a empresa está produzindo caiu além do limite imposto.

Vale relembrar que os problemas recentes da Boeing podem expô-la à responsabilização criminal relacionada aos acidentes mortais que envolveram dois jatos Max, em 2018 e 2019.

O Departamento de Justiça disse há duas semanas que a Boeing violou os termos de um acordo de 2021 que permitia que ela evitasse ser processada por fraude. A acusação foi baseada na alegação de que a empresa enganou os reguladores sobre um sistema de controle de voo implicado nos acidentes.

Relembre os incidentes com os aviões 737 Max da Boeing

A FAA intensificou o cerco à companhia após um incidente envolvendo um jato Boeing 737 Max-9 no início do ano. Em um vídeo publicado por passageiros nas redes sociais, é possível ver um avião voando de porta aberta em 6 janeiro.

As filmagens ocorreram após a aeronave da Boeing perder uma parte da fuselagem durante voo, o que forçou o piloto a realizar um pouso de emergência, em Portland, no Oregon. Não houve feridos. Já a causa do incidente não foi determinada.

A situação levou a Administração Federal de Aviação (FAA), agência regulatória de aviação dos Estados Unidos, a suspender os voos de todos os aviões desse modelo nos EUA e solicitar uma “revisão urgente” nos jatos da Boeing.

E essa não é a primeira vez que a família de jatos 737 Max da Boeing apresenta problemas. Em 2018 e 2019, dois aviões da linha se envolveram em acidentes que mataram 346 pessoas. As quedas resultaram em uma suspensão de todos os voos com jatos do tipo por 20 meses.

Desde então, a empresa tenta retomar a confiança dos reguladores na família 737 Max — e pretendia até aumentar a produção das aeronaves para voos globais.

*Com informações de Estadão Conteúdo, CNBC e CNN.

Compartilhe

A FARRA VAI ACABAR?

A Inteligência Artificial (IA) alçou Wall Street a novos recordes — mas os investidores estão preparados se a bolha estourar?

18 de junho de 2024 - 9:39

O surgimento de empresas de ponta no ramo de inteligência artificial conseguiu driblar — ainda que momentaneamente — o mau humor decorrente das altas taxas de juros por lá

MAIS UM CAPÍTULO DA NOVELA

Petrobras (PETR4): dividendos comprometidos… de novo? O pagamento de R$ 19,8 bilhões à Receita que pode cortar a remuneração extra aos acionistas

17 de junho de 2024 - 20:09

Cálculos da própria estatal mostram que o impacto após os efeitos tributários será de R$ 11,87 bilhões no lucro líquido do segundo trimestre de 2024

É TUDO CULPA DA IA

Nem Japão, nem Cingapura: o país asiático que está se tornando a nova potência em data centers e já atraiu bilhões de big techs como Google e Microsoft

17 de junho de 2024 - 20:00

Uma cidade com quase 800 mil habitantes se tornou um dos principais destinos dos investimentos bilionários de grandes empresas de tecnologia em centros de dados

ATENÇÃO, ACIONISTA!

Dividendos e JCP: Itaúsa anuncia provento bilionário e Cemig (CMIG4) marca data do pagamento; confira os detalhes

17 de junho de 2024 - 19:15

O valor total de Juros sobre Capital Próprio e dividendos a ser pago pelas duas empresas ultrapassa R$ 3 bilhões

TECH EM FOCO

A bateria do iPhone finalmente vai melhorar? Fornecedora da Apple desenvolve bateria revolucionária — e segura —, que promete armazenar mais energia

17 de junho de 2024 - 18:29

As chamadas solid-state battery são consideradas a nova fronteira da tecnologia, ao menos no ramo de capacitância

AS RAINHAS DOS PROVENTOS

Dinheiro no bolso: As 7 ações que prometem pagar os melhores dividendos na visão do Itaú BBA

17 de junho de 2024 - 17:00

O Índice Dividendos (IDIV) do banco, que superou o Ibovespa, tem empresas de serviços públicos essenciais e de construção entre os setores de destaque

BATALHA DAS CONSTRUTORAS

Meus dividendos, minha vida: Bank of America escolhe ação favorita entre Cury (CURY3) e Direcional (DIRR3) e prevê proventos robustos para a top pick

17 de junho de 2024 - 16:35

O banco atualizou seus números para incorporar o crescimento recente do programa habitacional e o otimismo dos analistas com as construtoras de baixa renda

PAPEL QUE RELUZ

Ouro nas alturas: Metal precioso já subiu 15% em 2024 e valorização abre oportunidade para se tornar sócio desta gigante da mineração

17 de junho de 2024 - 16:16

Segundo o BTG Pactual, este é o “tão esperado ponto ideal” para quem quer se tornar sócio desta mineradora canadense; descubra qual é o papel

DIREITOS TRABALHISTAS

Vale (VALE3) consegue aval da Justiça para sair da “lista suja” do trabalho escravo — pelo menos por enquanto

17 de junho de 2024 - 10:16

A mineradora foi incluída no cadastro de trabalho escravo devido a uma situação ocorrida em fevereiro de 2015 com uma de suas contratadas em Minas Gerais; entenda a situação

PAPÉIS NO VERMELHO

Ficou barato? Cogna (COGN3) lança programa de recompra após ações perderem metade do valor na B3

17 de junho de 2024 - 9:59

De olho na maximização do retorno dos acionistas, a companhia de educação decidiu tirar 44,2 milhões de papéis de circulação do mercado

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar