🔴 NOVA META: ATÉ R$ 3.000 POR DIA COM DUAS OPERAÇÕES – CONHEÇA O INDICADOR X

Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP, já passou pelo portal DCI e setor de análise política da XP Investimentos.
RECORDE ATRÁS DE RECORDE

Nasdaq supera os 17 mil pontos pela primeira vez na história — com a ajuda de uma gigante de tecnologia 

O índice que reúne as principais empresas de tecnologia encerrou o pregão aos 17.109,88 pontos

Estátua de Touro em frente à bolsa de Nova York; índices ajudam bitcoin (BTC) hoje
Estátua de Touro em frente à bolsa de Nova York. - Imagem: Shutterstock

2024 é a mais nova temporada de recorde das bolsas de Nova York. Ou melhor, o mês de maio. Há duas semanas, o Dow Jones ultrapassou os 40 mil pontos inéditos e hoje foi a vez do Nasdaq. 

O índice que reúne as principais empresas de tecnologia superou os 17 mil pontos pela primeira vez na história e encerrou o pregão aos 17.109,88 pontos. Siga os mercados.

O “empurrão” para a quebra do recorde foi dado pela fabricante de semicondutores Nvidia. As ações da companhia subiram mais de 7% no pregão desta terça-feira (28) e fecharam cotadas acima de US$ 1,1 mil. 

Como resultado, a empresa está próxima de alcançar US$ 3 trilhões em valor de mercado — e ficar ao lado de Microsoft e Apple. Ou até mesmo tornar-se a companhia mais valiosa do mundo, destronando a fabricante de iPhones — avaliada em US$ 2,91 trilhões. 

Além disso, as ações da Gamestop, varejista de videogames, tiveram salto de 25,16%, após a empresa anunciar a conclusão de uma oferta de ações de cerca de US$ 933,4 milhões.

O objetivo da companhia é usar os recursos para fins corporativos gerais, incluindo possíveis aquisições ou investimentos. 

Nasdaq e Dow Jones: o motivo por trás dos recordes 

Nas últimas semanas, Wall Street tem renovado recordes históricos e um dos principais motivos é a política monetária dos Estados Unidos. 

Os investidores mantêm as expectativas de que o Federal Reserve (Fed), o banco central norte-americano, inicie o afrouxamento monetário ainda neste ano. Os juros nos EUA estão no maior nível em quase 23 anos, no intervalo entre 5,25% a 5,50% ao ano desde julho de 2023

As probabilidades de uma redução nos juros, de pelo menos 0,25 ponto percentual — o que levaria à faixa de 5,00% a 5,25% ao ano — estão acima de 50% apenas para os meses de novembro e dezembro deste ano, de acordo com a ferramenta de monitoramento FedWatch, do CME Group. 

As chances de um corte nos juros em setembro caíram para cerca de 46%, contra mais de 50% há uma semana.

Enquanto os investidores esperam novos dados de inflação, os discursos de dirigentes do Fed calibram as expectativas. 

Nesta terça-feira, o presidente da unidade do Fed de Minneapolis, Neel Kashkari, disse que não descarta cortes nos juros, mas reiterou que o colegiado do BC norte-americano precisa ter "mais confiança" na trajetória de desaceleração da inflação e retorno à meta de 2%. 

Por outro lado, ele disse que não vê a possibilidade de mais de dois cortes de juros neste ano. 

"Não creio que alguém tenha retirado totalmente os aumentos das taxas de juro de cogitação", disse Kashkari no Fórum Internacional de Política Monetária Barclays-CEPR. "Acho que as chances de aumentarmos as taxas são bastante baixas, mas não quero tirar nada da mesa."

Kashkari não tem direito a voto nas decisões de política monetária deste ano. 

Compartilhe

APOSTAS PARA O CÂMBIO

O dólar não vai mais cair? Alckmin diz que governo tem “absoluta confiança” sobre a trajetória da moeda norte-americana

13 de junho de 2024 - 17:52

O presidente em exercício falou sobre o tema um dia após a moeda americana ter ultrapassado a cotação de R$ 5,40 pela primeira vez desde janeiro de 2023

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Dólar fecha próximo da mínima intraday com rescaldo de Haddad sobre fiscal; Ibovespa sustenta os 119 mil pontos

13 de junho de 2024 - 17:17

RESUMO DO DIA: O cenário fiscal roubou a cena mais um vez no mercado acionário brasileiro. Se ontem foram as falas do presidente Lula que aumentaram a aversão ao risco, hoje o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, ficou encarregado de ‘reduzir os danos’. Apesar dos esforços do ministro, o Ibovespa não deixou o tom negativo. […]

CAI, CAI

Fuga dos investidores? Como a B3 contribuiu para a forte queda do Ibovespa em maio; ações B3SA3 recuam 

13 de junho de 2024 - 15:59

A dona da bolsa registrou volume médio diário de negociações 8,8% menor em maio na comparação anual; Goldman Sachs mantém a recomendação

PROTEÇÃO NA CARTEIRA

O dólar já subiu 10% em 2024: essas são as 5 ações para lucrar com o real fraco, segundo o BTG Pactual

13 de junho de 2024 - 14:28

Os analistas também escolheram cinco papéis para ficar longe em meio à disparada da moeda norte-americana neste ano — duas aéreas integram essa lista

STF DECIDIU

Fim do impasse sobre remuneração do FGTS deve beneficiar as ações de construtoras de baixa renda — e o BTG Pactual diz qual é a sua favorita no segmento

13 de junho de 2024 - 13:01

Vale relembrar que o fundo é uma de suas principais fontes de recursos para o setor imobiliário

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Fed mantém juros inalterados pela sétima vez consecutiva e dólar sobe a R$ 5,40; Ibovespa cai 1% de olho no fiscal

12 de junho de 2024 - 17:21

RESUMO DO DIA: Se enganou quem achou que a decisão dos juros nos Estados Unidos seria o único destaque do dia. O cenário fiscal doméstico roubou a cena e o Ibovespa voltou ao território negativo. O principal índice da bolsa brasileira fechou em baixa de 1,40%, aos 119.936 pontos, renovando a mínima do ano e […]

FECHAMENTO DOS EUA

Inflação e juros: o combo que fez o S&P 500 e o Nasdaq saltarem para um outro recorde intradiário

12 de junho de 2024 - 17:06

De um lado, o CPI de maio veio melhor do que as projeções. De outro, o Fed manteve a taxa de juros inalterada e reduziu para um o número de cortes neste ano

REPORTAGEM ESPECIAL

Exclusivo: Controladores da Méliuz (CASH3) montam posição em opções com ações da empresa, que quer apertar “pílula de veneno”

12 de junho de 2024 - 15:22

Ações da Méliuz (CASH3) dispararam mais de 15% após empresa divulgar que pessoas ligadas ao controle “venderam opções de venda” de ações da companhia

OPERAÇÃO GREENWASHING

Como uma operação da polícia federal deve afetar os dividendos de dois fiagros com mais de 40 mil cotistas

12 de junho de 2024 - 13:26

Os proventos do AZ Quest Sole (AAZQ11) e do AZ Quest negociado na Cetip, devem ser afetados pelos desdobramentos de uma operação deflagrada na semana passada

TERREMOTO NO MERCADO

Dólar dispara a R$ 5,42 e Ibovespa atinge menor nível em um ano: o que Lula tem a ver com isso?

12 de junho de 2024 - 12:35

Declarações do presidente da República suscitaram mais preocupações sobre o cenário fiscal; mercado vê enfraquecimento de Haddad

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar