🔴 DESCUBRA O ‘SEGREDO’ PARA BUSCAR ATÉ R$ 14 MIL POR MÊS EXTRA – SAIBA MAIS

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
DIA 96

Lula dá bronca de novo em ministro… dessa vez por causa da Petrobras — e sobrou até para o BC

Com a língua afiada, o presidente mandou recado sobre a política de preços da estatal e sobre a taxa de juros

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva real dólar
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva - Imagem: Joédson Alves/Agência Brasil

A fama de centralizador do presidente Luiz Inácio Lula da Silva é conhecida e não é de hoje. Quem trabalha próximo a ele sabe que é o petista que dá a última palavra nas decisões do governo — ou pelo menos deveria saber. 

Na quarta-feira (05), o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, concedeu uma entrevista à Globo News confirmando que o governo irá mudar a política de preços da Petrobras — e que a estatal já havia sido orientada para isso. 

A declaração causou um rebuliço no mercado e fez as ações da Petrobras caírem mais de 5% assim foi ao ar — ainda que no final do dia os papéis PETR3 e PETR4 tenham se recuperado. 

A própria estatal chegou a negar a informação, indicando que mantém a paridade de preços internacionais como a diretriz para o valor dos combustíveis praticados aqui.

Parece que Lula não gostou do resultado e do efeito da declaração de Silveira. 

Lula dá a palavra final

Nesta quinta-feira (06) Lula não deixou dúvidas de quem toma as decisões importantes do governo. 

Em café com os jornalistas, o presidente foi bem claro: “A política de preços da Petrobras será discutida pelo governo no momento em que o presidente da República convocar o governo para discutir. Enquanto o presidente da República não convocar, a gente não vai mudar o que está funcionando hoje", afirmou.

É bem verdade também que o presidente é um crítico da política de preços da Petrobras. Hoje, ele repetiu que o Brasil não deve estar submetido ao preço de paridade de importação (PPI) e disse que a estatal tem que aumentar investimentos.

"A Petrobras não pode continuar distribuindo a quantidade de dividendos que vem distribuindo. A Petrobras precisa fazer investimentos no Brasil", disse.

Essa não é a primeira bronca

Lula já deu essa bronca antes e o ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França, lembra bem disso. 

Um dia após França ter anunciado que o governo federal preparava um programa para vender passagens aéreas mais baratas para aposentados, funcionários públicos e estudantes, Lula deu um pito no ministro.

Na ocasião, Lula disse que "qualquer genialidade" que alguém possa ter deve ser anunciada à Casa Civil para que a pasta discuta com a Presidência.  "Para que a gente possa chamar o autor da genialidade", afirmou o presidente, subindo o tom. 

Sobrou, de novo, para o BC

Com a língua afiada, o petista não poupou hoje um de seus principais desafetos: Roberto Campos Neto, o presidente do banco central. 

Na avaliação de Lula, o atual patamar da taxa de juros é "incompreensível" para o desenvolvimento do País. Ele também Lula comentou declarações de Campos Neto, de que, para atingir a meta de inflação em 2023, a Selic teria que ultrapassar 20%.

"É no mínimo uma coisa não razoável de ser dita", disse Lula. "Se a meta está errada, muda-se a meta", afirmou.

Lula disse que será preciso que o governo "encontre um jeito" para que o BC comece a reduzir os juros. "Vamos ter que encontrar um jeito para que o Banco Central comece a reduzir a taxa de juros. Não é compreensível porque não temos inflação de demanda", continuou.

Em meio às críticas a Campos Neto nas últimas semanas, Lula disse que não ficará "brigando" com o presidente do BC, uma vez que a instituição detém autonomia em relação ao governo e quem aprovou o nome de Campos Neto foi o Senado.

Compartilhe

MEMÓRIA (DO) REAL

Nos 30 anos do Plano Real, Pedro Malan relata como o Brasil venceu a “marcha da insensatez”

24 de junho de 2024 - 6:24

Em evento em SP, Malan revelou bastidores da formação da equipe econômica responsável pela criação do Plano Real

OS CANDIDATOS AO PLEITO

De Tarcísio a Huck e Michelle Bolsonaro: o que dizem os possíveis adversários de Lula sobre as eleições de 2026

23 de junho de 2024 - 16:58

Fora do pleito, Bolsonaro organiza a fila de possíveis herdeiros ao seu legado político e rivais para o atual presidente

TOUROS E URSOS NAS ELEIÇÕES

Tabata Amaral, pré-candidata à prefeitura de São Paulo, fala com exclusividade ao Seu Dinheiro sobre privatizações e revela preocupação fiscal com município

23 de junho de 2024 - 13:03

A deputada diz que o fato de ser pouco conhecida é o maior desafio da pré-candidatura à Prefeitura de São Paulo

ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Ricardo Nunes confirma bolsonarista como vice, enquanto Lula e Boulos são condenados pelo TRE; entenda

22 de junho de 2024 - 14:03

O anúncio foi feito no mesmo dia em que o presidente e o pré-candidato do PSOL foram condenados por propaganda eleitoral antecipada

TOUROS E URSOS NAS ELEIÇÕES

Exclusivo: Tabata Amaral diz como espera conquistar eleitores de Nunes e Boulos e por que rejeita rótulo de “terceira via”

22 de junho de 2024 - 12:05

A deputada diz que o fato de ser pouco conhecida é o maior desafio da pré-candidatura à Prefeitura de São Paulo

TOUROS E URSOS NAS ELEIÇÕES

Exclusivo: “Estou assustada com a situação fiscal de São Paulo”, diz Tabata Amaral, que critica gastos de Ricardo Nunes na prefeitura

21 de junho de 2024 - 19:22

“Parece que na hora que a bonança chegou, acharam que a responsabilidade fiscal não era mais necessária, disse a pré-candidata à Prefeitura em entrevista ao Seu Dinheiro

UMA NOVA UNIÃO?

Quem vai ficar com ela? Por que o PL recuou na disputa com o União Brasil pelo comando da Câmara de SP 

21 de junho de 2024 - 17:31

Bancada de vereadores do partido afirmou que apoiará o União Brasil na eleição para a Mesa Diretora da Casa em 2025

TOUROS E URSOS NAS ELEIÇÕES

Exclusivo: Tabata Amaral se coloca contra privatização da Sabesp (SBSP3) e diz o que fará com contratos herdados da prefeitura

21 de junho de 2024 - 11:19

A deputada federal é pré-candidata pelo PSB participou da mais recente edição do Touros e Ursos, o podcast do Seu Dinheiro

Cenário eleitoral

Pesquisa mostra que Boulos oscila dentro da margem, para 35,7%, e Nunes sobe para 23,4% das intenções de voto em São Paulo

19 de junho de 2024 - 13:27

Levantamento mostra os candidatos Pablo Marçal (PRTB) com 12,6% e Tabata Amaral com 10,7%

DINHEIRO NO BOLSO

Quem abocanhou a maior parcela do fundo eleitoral: PT ou PL? Partidos dividem quase R$ 5 bilhões para campanhas 

18 de junho de 2024 - 14:15

Este ano a quantia é o dobro da última votação municipal e é equivalente ao destinado às eleições presidenciais de 2022

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar