🔴 CHANCE DE MULTIPLICAR O SEU CAPITAL POR 7,5X COM 1 CLIQUE – CONHEÇA A FERRAMENTA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
PENDURANDO A CONTA?

Sem elevação do teto da dívida, Yellen fala em ‘consequências altamente adversas’, mas congressista que tem ‘caneta na mão’ culpa governo

Questionada sobre preparativos para um eventual calote, a autoridade disse que o Tesouro não está envolvido nessas conversas, mas sim em buscar contornar o problema

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
24 de maio de 2023
14:41 - atualizado às 14:42
dívida, negócio, inadimplência, débito, conta, dinheiro, moedas
Imagem: Pixabay

A secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, advertiu nesta quarta-feira (24) para o risco de consequências "altamente adversas", caso o Congresso e a Casa Branca não cheguem a um acordo para elevar o teto da dívida do governo federal.

Durante entrevista em evento do Wall Street Journal, a autoridade disse que já vê estresse nos mercados financeiros por causa do impasse, inclusive em leilão de títulos (bills).

Yellen afirmou que o governo enfrentará "decisões muito difíceis" em seus pagamentos, caso o teto da dívida não seja elevado. Anteriormente, ela havia informado em carta que a falta de recursos ocorreria “provavelmente" a partir de 1º de junho.

Nesta quarta, Yellen disse que o Tesouro trabalha para atualizar em breve o Congresso sobre a data, buscando dar mais exatidão a ela. De qualquer forma, ela reafirmou ser "altamente provável" que o problema da falta de recursos ocorra no início do próximo mês.

Corte de gastos para encaixar na dívida

A proposta inicial do governo já era de reduzir o déficit em US$ 3 trilhões, ao longo de dez anos, disse Yellen. Nas negociações com a oposição republicana, o presidente Joe Biden propôs um corte extra de US$ 1 trilhão no déficit, apontou. Ela acrescentou que há uma equipe experiente de negociadores tratando do tema.

Yellen disse ainda ser "muito importante" o compromisso de governo e oposição para que o país não entre em default. Isso ajuda a proteger também o dólar e os Treasuries, mencionou.

  • Ainda tem dúvidas sobre como fazer a declaração do Imposto de Renda 2023? O Seu Dinheiro preparou um guia completo e exclusivo com o passo a passo para que você “se livre” logo dessa obrigação – e sem passar estresse. [BAIXE GRATUITAMENTE AQUI]

Preparados para o pior?

Questionada sobre preparativos para um eventual calote, a autoridade disse que o Tesouro não está envolvido nessas conversas, mas sim em buscar contornar o problema.

A Secretária do Tesouro disse que a responsabilidade fiscal é "extremamente importante" e que os rumos da política fiscal podem ser discutidos. Segundo ela, o governo Biden tem mostrado esse foco.

A questão ao elevar o teto da dívida, reforçou Yellen, é para pagar dívidas já aprovadas pelo Congresso, sem criar novos débitos.

Quem tem o teto da dívida na mão

Já o presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Kevin McCarthy, afirmou que as negociações para solucionar o impasse do teto da dívida podem "ter progressos" ainda nesta quarta, mas alertou que segue distante dos democratas em várias das divergências.

Em coletiva de imprensa, McCarthy reiterou o argumento de que o governo precisa cortar gastos e culpou o partido governista pela persistência das incertezas.

Segundo ele, a Casa Branca não aceita reduzir as despesas e demorou muito tempo para começar as discussões.

Ainda assim, o republicano disse não acreditar que haverá calote da dívida pública. "Acredito firmemente que resolveremos esse problema", disse.

Compartilhe

MAIS POLÊMICA

CEO de empresa ligada à rede social de Trump é alvo de investigação por fraude nos Estados Unidos

18 de julho de 2024 - 14:00

Patrick Orlando é acusado pela SEC americana de mentir sobre os planos de sua “companhia do cheque em branco” de se fundir com a startup por trás da Truth Social

Restrição monetária

Lagarde mantém juros restritivos na Europa e diz o que é preciso para as taxas baixarem

18 de julho de 2024 - 13:07

Banco Central Europeu procura trazer a inflação da zona do euro para a meta de 2%

ELEIÇÕES NOS EUA

Biden revela o que o faria desistir de disputar presidência contra Trump em entrevista divulgada horas após diagnóstico de covid

18 de julho de 2024 - 10:59

Biden recebeu diagnóstico de infecção por covid-19 na quarta-feira e precisou interromper sua campanha à reeleição

MILES GUO

Ex-magnata chinês aliado de Steve Bannon é condenado por fraude bilionária nos EUA

17 de julho de 2024 - 15:00

Miles Guo vivia exilado nos Estados Unidos e é crítico do Partido Comunista chinês

CABO DE GUERRA

A disputa pelo fundo do mar: a próxima fronteira da briga tecnológica entre EUA e China

16 de julho de 2024 - 20:00

Projetados para transportar conexões de dados e telecomunicações entre continentes, os cabos submarinos se tornaram uma nova fonte para conflitos geopolíticos

ELEIÇÕES NOS EUA

Lula sobre Trump: “Vai tentar tirar proveito”. A declaração do petista sobre a campanha nos EUA após o tiro em comício

16 de julho de 2024 - 19:57

Nas primeiras entrevistas após o atentado, o agora candidato republicano à presidência disse que foi salvo “por sorte ou por Deus”

Grandes demais para quebrar

Bancões americanos ganham mais com área de investimento e gestão de ativos do que com juros

16 de julho de 2024 - 15:04

BofA teve queda na receita com juros de 3%, enquanto o Morgan Stanley amargou redução de 17% nesse item

TÁ CHEGANDO A HORA

Toda unanimidade é burra? Mercado passa a ver 100% de chance de corte de juros nos EUA em setembro

16 de julho de 2024 - 14:38

Há um mês, as probabilidades de que os juros fossem reduzidos em setembro eram de cerca de 70%; entenda o que mudou de lá para cá e entenda se a redução ds juros está mesmo garantida

ELEIÇÕES NOS EUA

Depois do tiro: Trump leva os votos do Partido Republicano e é o candidato oficial — ele também escolhe o vice. Saiba quem é J.D. Vance

15 de julho de 2024 - 18:42

A escolha de Trump representa um salto na carreira de Vance, de 39 anos, que ingressou no Senado como um político recém-chegado há menos de dois anos; saiba o que ele pensa e defende

Eleições nos EUA

Trump (quase) eleito nos EUA após atentado? Como fica o mercado caso o republicano volte ao poder

15 de julho de 2024 - 18:07

Trump leva a Presidência e os republicanos levarão o Congresso e o Senado. Será a Red Wave. Nunca é favorável quando um dos partidos vence as 3 casas pela falta de negociação de acordos

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar