🔴 CHANCE DE MULTIPLICAR O INVESTIMENTO EM ATÉ 14,5X EM 8 DIAS? ENTENDA A PROPOSTA

Carolina Gama
Formada em jornalismo pela Cásper Líbero, já trabalhou em redações de economia de jornais como DCI e em agências de tempo real como a CMA. Já passou por rádios populares e ganhou prêmio em Portugal.
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
XIiii

É proibido ser bilionário na China? Quem são os cinco figurões que simplesmente sumiram no país

O mais recente caso de sumiço envolve Bao Fan, presidente-executivo da China Renaissance Holdings; o mais emblemático é o de Jack Ma, o chefe do gigante do comércio eletrônico Alibaba

Victor Aguiar
Carolina Gama, Victor Aguiar
9 de março de 2023
18:08 - atualizado às 17:51
O fundador do Alibaba, Jack Ma
Jack Ma, fundador do Alibaba e Ant Group - Imagem: Shutterstock

Elon Musk, dono da Tesla e do Twitter, odeia ter sua privacidade invadida — tanto é que baniu da rede social uma conta que rastreava o seu jatinho particular. Mas, enquanto o bilionário-celebridade faz de tudo para permanecer fora do radar, os ricaços da China querem justamente o contrário: por lá, tem sido comum o 'desaparecimento' de empresários cujas fortunas chegam à casa dos bilhões de dólares.

O mais recente caso de sumiço de figurões chineses envolve Bao Fan, presidente-executivo da China Renaissance Holdings,  cujos clientes incluem as principais empresas de tecnologia Didi, Meituan, Tencent, Alibaba e Baidu. 

Talvez o caso mais emblemático de desaparecimento de bilionários na China é o de Jack Ma, o chefe da Alibaba. O fundador do portal de vendas online deixou de ser visto no fim de 2020, quando o Ant Group estava pronto para lançar a maior oferta pública inicial de ações (IPO).

Antes do evento, Ma discursou e criticou o sistema financeiro chinês. Depois dessas declarações, o empresário desapareceu. Houve rumores de que Ma estaria em prisão domiciliar ou detido pelas autoridades chinesas. Alguns chegaram a duvidaram que ele estivesse vivo — mas ele estava e reapareceu três meses depois. 

Quem são os bilionários que desapareceram na China

Desde 2015, pelo menos cinco executivos desapareceram na China. 

  • 2015: Guo Guangchang, presidente do conglomerado Fosun International, mais conhecido no Ocidente por ser dono do Wolverhampton Wanderers, time de futebol da Premier League inglesa. Ele sumiu em dezembro daquele ano 
  • 2017: O empresário sino-canadense Xiao Jianhua foi detido em um hotel de luxo em Hong Kong. Ele era uma das pessoas mais ricas da China. No ano passado, ele foi preso por corrupção.
  • 2020: o magnata do setor imobiliário Ren Zhiqiang desapareceu em março, depois de chamar Xi de "palhaço" por sua gestão da pandemia da covid-19. Ele reapareceu e naquele mesmo ano, em um julgamento que durou um dia, Ren foi condenado a 18 anos de prisão por corrupção.
  • 2020: o bilionário sumido de maior destaque é o fundador do Alibaba, Jack Ma, que era a pessoa mais rica da China. Ele desapareceu no final daquele ano após criticar os reguladores financeiros do país. O plano de listar em bolsa as ações da sua gigante de tecnologia financeira, o Ant Group, foi abandonado.
  • 2023: O fundador da China Renaissance Holdings, Bao Fan, sumiu em fevereiro deste ano e reacendeu o fenômeno do desaparecimento de bilionários na China. Ele é visto como um magnata no setor de tecnologia do país.

Xi está por trás dos desaparecimentos?

Embora bilionários desaparecidos tendam a receber muito mais atenção, também há vários casos menos divulgados de cidadãos chineses desaparecidos após participarem, por exemplo, de protestos antigovernamentais ou campanhas de direitos humanos.

Segundo especialistas, o sumiço de bilionários, no entanto, é uma das maneiras pelas quais o presidente da China, Xi Jinping, está reforçando seu controle sobre a segunda maior economia do mundo.

O governo chinês insiste que as ações tomadas contra algumas das pessoas mais ricas do país são puramente legais e prometeu erradicar a corrupção. 

Só que as ações de Pequim ocorrem no contexto de décadas de liberalização do que é hoje a segunda maior economia do mundo. Essa abertura ajudou a criar uma faixa de multibilionários que, com sua imensa riqueza, tinham potencial para exercer um poder considerável.

Agora, dizem alguns observadores, sob o comando de Xi, o Partido Comunista Chinês quer esse poder de volta e está cumprindo a tarefa de maneiras muitas vezes envoltas em mistério.

A teoria é a seguinte: as grandes empresas, especialmente a indústria de tecnologia, viram seu poder crescer sob as políticas de Jiang Zemin e Hu Jintao — predecessores de Xi,

Antes disso, o foco de Pequim estava nos centros tradicionais de poder, incluindo militares, indústria pesada e governos locais.

Embora mantendo um controle rígido sobre essas áreas, Xi ampliou seu foco para colocar ainda mais a economia sob seu controle. 

O sumiço de Bao, por exemplo, aconteceu no período que antecedeu o Congresso Nacional do Povo (NPC) anual, no qual os planos de uma ampla revisão do sistema regulador financeiro da China foram anunciados.

Segundo esses planos, um novo órgão regulador financeiro será criado para supervisionar a maioria dos setores financeiros. A ideia é  fechar as brechas deixadas por várias agências que monitoram diferentes aspectos da indústria de serviços financeiros da China, avaliada em trilhões de dólares.

*Com informações da BBC

Compartilhe

AVERSÃO AO RISCO NO RADAR

Dólar mais forte e juros longos mais altos? Como o mercado vai reagir ao atentado contra Trump

14 de julho de 2024 - 13:55

Mercado deve reagir a atentado contra Trump com aversão ao risco e temores fiscais com perspectiva de vitória do republicano

SEM ANTECEDENTES

O que se sabe até agora sobre o homem identificado como suspeito de atirar em Donald Trump

14 de julho de 2024 - 11:04

De acordo com FBI, o atentado contra Trump foi promovido por um jovem de 20 anos de idade que morava a cerca de uma hora de estrada do local do ataque

ELEIÇÕES NOS EUA

Financiadores de campanha endossam candidatura de Trump após atentado, inclusive um tradicional apoiador dos democratas

14 de julho de 2024 - 9:02

Em meio a mensagens de solidariedade a Trump, Elon Musk foi o primeiro financiador de grande porte a endossar a candidatura do republicano

ELEIÇÕES NOS EUA

Duas pessoas morrem em ataque a comício de Donald Trump nos EUA

13 de julho de 2024 - 20:44

As informações disponíveis ainda são desencontradas, mas imagens mostram Trump com sangue no lado direito do rosto

HERESIA?

Libertário Milei anuncia intervenção no câmbio em tentativa desesperada de frear alta do dólar na Argentina

13 de julho de 2024 - 18:59

Governo de Javier Milei pretende vender dólares no mercado paralelo a partir de segunda-feira para “esterilizar” emissão equivalente de pesos nas transações cambiais

Aperta o play!

Como investir no exterior com real fraco, eleições pelo mundo e iminência de corte de juros nos Estados Unidos

13 de julho de 2024 - 11:00

Com bolsas americanas batendo recordes, incertezas sobre o Fed e eleição batendo à porta nos EUA, João Piccioni, responsável pela Empiricus Gestão, fala sobre como posicionar a parcela dolarizada da carteira

INVESTIMENTOS NO EXTERIOR

Nvidia não é a favorita: Itaú BBA recomenda cinco ações do setor de tecnologia para aproveitar a “liquidação” das bolsas dos EUA

12 de julho de 2024 - 19:20

Para o time de análise de tecnologia do banco, os fundamentos permanecem fortes em muitos nichos dentro do setor de tech

PREÇOS VOLTARAM A SUBIR

A magia de Milei acabou? Inflação na Argentina interrompe sequência de quedas e já supera os 270% em um ano

12 de julho de 2024 - 17:11

O avanço foi puxado pelo aumento nas tarifas de electricidade, gás e aluguéis residenciais

O JOGO NÃO ESTÁ GANHO

Não tem nada garantido: o “vilão” que pode impedir o BC dos EUA de cortar os juros em setembro

12 de julho de 2024 - 16:11

As apostas no afrouxamento da política monetária em setembro saíram da casa dos 70% para 96% nesta sexta-feira (12), depois de uma semana cheia de sinais sobre o futuro da política monetária da maior economia do mundo, mas esse jogo ainda não está ganho

BOJ EM AÇÃO?

A possível intervenção do governo japonês no iene que impediu a queda no preço do dólar no Brasil

12 de julho de 2024 - 9:24

A diferença entre o dólar e o iene criou uma oportunidade de negociação altamente lucrativa chamada carry trade

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar