🔴 HERANÇA EM VIDA? NOVO EPISÓDIO DE A DINHEIRISTA! VEJA AQUI

Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP, já passou pelo portal DCI e setor de análise política da XP Investimentos.
OUTRA FINTECH NA LISTA

Neon, banco digital, faz demissão em massa um ano após tornar-se “unicórnio”

O corte no quadro de funcionários afetou, principalmente, as áreas de tecnologia, produtos e projetos ágeis

Liliane de Lima
15 de fevereiro de 2023
15:18 - atualizado às 12:05
letreiro ce luz de led azul escrito neon
Imagem: Divulgação/Neon

Depois de Nubank e C6 Bank, o banco digital Neon entrou na lista de instituições financeiras que reduziram o quadro de funcionários em meio ao cenário mais difícil para as startups.

As demissões, ocorridas nesta quarta-feira (15), afetaram cerca de 9% da força total de trabalho, conforme o Seu Dinheiro apurou. Ou seja, ao menos 210 profissionais foram desligados do banco digital, com base no número de funcionários informado pela empresa na página do LinkedIn. A Neon, porém, não divulgou o número oficial de demissões.

De acordo com os ex-funcionários afetados, os cortes aconteceram, principalmente, nas áreas de tecnologia, produtos e projetos ágeis (Agile Master), em todos os níveis de senioridade, incluindo profissionais com menos de um ano de casa.

Fundada em 2016, a fintech Neon se tornou um "unicórnio" – como são conhecidas as startup avaliadas em mais de US$ 1 bilhão – em fevereiro do ano passado, com um aporte em série D de US$ 300 milhões (R$ 1,6 bilhão na cotação da época), realizado pelo banco espanhol BBVA.

VEJA TAMBÉM - AS PROFISSÕES MAIS PROCURADAS NO BRASIL PARA 2023: DESCUBRA E VEJA QUANTO ELAS PAGAM

O que diz a Neon?

Em nota enviada ao Seu Dinheiro, a Neon afirmou que o corte no quadro de pessoal foi "um ajuste necessário para fazer frente aos desafios macroeconômicos" e que as demissões ocorreram com base nos "ciclos de avaliação de performance".

Confira o posicionamento do banco digital na íntegra:

"A Neon fez ajustes necessários ao seu quadro de colaboradores como forma de fazer frente aos desafios macroeconômicos deste ano.

Com base nos ciclos de avaliação de performance recorrentes e despriorização de algumas iniciativas, o movimento foi difícil, mas fundamental para preservar o que nossa eficiência operacional exige: manter a sustentabilidade do negócio sem onerar o cliente final.

Seguimos confiantes em nosso time e reiteramos nosso compromisso em promover caminhos financeiros mais simples e justos ao brasileiro trabalhador."

Demissões nas fintechs

Com a continuidade da crise econômica, o início de 2023 tem sido marcado por demissões nas fintechs e empresas de tecnologia.

No final de janeiro, o Nubank anunciou o encerramento da área de assessoria de investimentos, que resultou na demissão de 40 funcionários.

E, na semana passada, o C6 Bank realizou uma reestruturação na companhia, devido a uma mudança de foco nos investimentos, que também levou ao "enxugamento" do quadro de funcionários. O número de profissionais afetados não foi divulgado pelo banco digital mas, segundo o portal Layoffs Brasil, o corte atingiu cerca de 500 pessoas, principalmente nas áreas de tecnologia, design, recursos humanos e produtos.

*Matéria atualizada às 15h55, no mesmo dia da publicação, para inclusão de posicionamento da Neon.

Compartilhe

DINHEIRO NO BOLSO

CCR (CCRO3) e Vibra (VBBR3) anunciam mais de R$ 1,2 bilhão em dividendos; confira o cronograma de pagamento de cada uma das companhias

18 de abril de 2024 - 18:32

O maior valor será distribuído pela Vibra, que pagará R$ 676 milhões em duas parcelas; já a CCR depositará R$ 536 milhões na conta dos acionistas

O 'X' DA QUESTÃO

Dividendos da Petrobras (PETR4): governo pode surpreender e levar proposta de pagamento direto à assembleia, admite presidente da estatal

18 de abril de 2024 - 18:03

Jean Paul Prates admitiu a possibilidade de que o governo leve uma proposta de pagamento diretamente à assembleia de acionistas

ROYALTIES MUSICAIS

Fundo que detém direitos de músicas de Beyoncé e Shakira anuncia venda de US$ 1,4 bilhão a investidor

18 de abril de 2024 - 17:04

A negociação será feita com apoio da Apollo Capital Management, parceira da Concord, gigante de private equity dos EUA

COMPRAR OU VENDER

A bolsa está valendo menos? Por que esse bancão cortou o preço-alvo das ações da B3 (B3SA3) — e você deveria estar de olho nisso

18 de abril de 2024 - 16:47

O BTG Pactual ajustou o modelo para a operadora da bolsa brasileira e reduziu o preço-alvo dos papéis de R$ 16 para R$ 13,50; entenda as razões para a nova avaliação e saiba se é hora de ter os ativos em carteira

NOVO & CLÁSSICO

Fusca elétrico e chinês: GWM tem vitória sobre da Volkswagen, que acusa modelo de ser “cópia” do clássico alemão

18 de abril de 2024 - 15:21

Em novembro de 2021 a montadora registrou o desenho industrial de dois modelos junto ao INPI: o Ora Punk Cat e o Ora Ballet Cat; nove meses depois, o sonho virou pesadelo

ATRAVESSOU O ENREDO

Goldman eleva recomendação para 3R Petroleum (RRRP3) e fusão com Enauta (ENAT3) é só um dos motivos

18 de abril de 2024 - 12:02

O que mais chamou a atenção dos analistas é a melhora da relação entre o risco e o retorno da empresa, em um cenário de alta do petróleo e depreciação do real frente ao dólar

NOVOS INVESTIMENTOS

Petrobras (PETR4) anuncia parceria com empresa chinesa para projetos de energias renováveis e transição energética

18 de abril de 2024 - 11:17

Apesar do destaque para energias renováveis, parceria da Petrobras com a China National Chemical Energy Company também inclui acordos comerciais para exploração de petróleo

FABRICANTE DE CHIPS

Mesmo com lucro quase 10% maior, por que investidores penalizam as ações da “rival” da Nvidia, a TSMC?

18 de abril de 2024 - 10:29

Os lucros da TSMC são vistos como um indicador para a demanda global por chips, devido ao seu papel fundamental na indústria de fabricação e à importância de seus clientes

OFERTA DE AÇÕES

Sabesp (SBSP3): governo Tarcísio define modelo de privatização e autoriza aumento de capital de até R$ 22 bilhões; saiba como vai funcionar

18 de abril de 2024 - 10:21

Venda do controle da Sabesp ocorrerá via oferta de ações, com seleção de acionista de referência pelo mercado a partir das duas melhores propostas

O TAL DO MULTIFAMILY

Dona de 5 mil apartamentos, Brookfield aposta no mercado residencial para a renda e diz o que falta para o segmento decolar no Brasil

18 de abril de 2024 - 6:05

Demanda não falta, mas o vice-presidente sênior da gestora lista duas grandes dificuldades que o multifamily enfrenta no país

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar