🔴 DÓLAR A R$5,38 E PODE SUBIR MAIS – VEJA COMO PROTEGER O SEU PATRIMÔNIO

Flavia Alemi
Flavia Alemi
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pela FIA. Trabalhou na Agência Estado/Broadcast e na S&P Global Platts.
Prejuízo

No vermelho, São Carlos (SCAR3), empresa de imóveis de Lemann, vende mais de R$ 250 milhões em ativos – e não vai parar tão cedo

Em três meses, a companhia já levantou mais receita com a venda de ativos do que no ano passado inteiro

Flavia Alemi
Flavia Alemi
11 de maio de 2023
10:53 - atualizado às 10:15
O bilionário brasileiro Jorge Paulo Lemann
O bilionário brasileiro Jorge Paulo Lemann - Imagem: Valéria Gonçalves/Estadão Conteúdo

A São Carlos Empreendimentos (SCAR3), empresa de investimento e administração de imóveis que nasceu no bojo das Lojas Americanas, de Jorge Paulo Lemann, vendeu mais de R$ 250 milhões em ativos no primeiro trimestre. E vem mais por aí.

As receitas provenientes da "reciclagem de ativos", como a empresa se refere, entram no resultado contábil, mas são excluídas do cálculo recorrente. Portanto, a São Carlos teve lucro contábil de R$ 15,1 milhões, mas aumentou o prejuízo recorrente no primeiro trimestre em 71,9%, para R$ 34,9 milhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) também se contraiu 5,5%, passando para R$ 41,5 milhões.

Os resultados da companhia mostram que houve aumento das despesas administrativas, ao mesmo tempo em que as taxas de vacância física e financeira dos imóveis em seu portfólio se elevaram. Houve, assim, uma redução da receita com locações.

Nas despesas, o principal detrator do resultado foi a vertical Best Center, focada no desenvolvimento e administração de centros de conveniência. Esse braço teve um aumento de 30,2% nas despesas, que alcançaram R$ 5,6 milhões.

Já as taxas de vacância se elevaram tanto na comparação anual quanto na trimestre. De acordo com a São Carlos, o aumento é explicado pela venda de imóveis 100% ocupados e pela rescisão parcial de um cliente corporativo no segmento Office. As taxas de vacância física e financeira do portfólio encerraram o 1T23 em 22,8% e 23,9%, respectivamente.

Assim, as receitas com locações caíram 6% em relação ao mesmo período do ano passado, para R$ 64,8 milhões. A queda foi parcialmente mitigada com a receita de serviços, que aumentou quase seis vezes ante o 1T22, para R$ 2,4 milhões.

Vendas de imóveis

As receitas provenientes da "reciclagem de ativos" somaram R$ 256,6 milhões.

A empresa detalhou que em fevereiro concluiu a venda do Edifício Jardim Europa, uma torre de escritórios com 9.001 m² de área bruta locável, por R$ 150 milhões. Em março, celebrou um contrato de compra e venda do Edifício Leblon Green por R$ 91 milhões.

Na vertical Best Center, a empresa vendou lojas de rua de Cornélio Procópio, no Paraná, e em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, além de um centro de conveniência em São Paulo, capital.

Vale destacar que nos cálculos do segundo trimestre haverá também o efeito de vendas realizadas em abril, que somam R$ 167,4 milhões. Isto significa uma reciclagem intensa do portfólio da companhia, que, em apenas quatro meses de 2023 já levantou mais receita com a venda de ativos do que durante o ano passado inteiro.

Quem é o que faz a São Carlos

A São Carlos iniciou suas operações m 1989 como uma empresa controlada pela Lojas Americanas. Ela atuava com o objetivo de apoiar a expansão da varejista pelo Brasil por meio do desenvolvimento de shoppings.

Dez anos depois, a companhia se separou da Americanas e abriu capital na antiga Bovespa. O negócio mudou para investimentos em edifícios corporativos. Em 2011, a empresa começou a investir também em centros de conveniência, com a subsidiária Best Center.

Compartilhe

DINHEIRO NO BOLSO

Dividendos milionários: TIM (TIMS3) e Telefônica (VIVT3) anunciam mais de R$ 475 milhões em proventos; confira as datas

14 de junho de 2024 - 19:42

Distribuição de juros sobre o capital próprio será feita aos acionistas que estiverem na base acionária em junho

desastre climático

Tragédia no Rio Grande do Sul: Confira as perdas do varejo causadas pelas enchentes

14 de junho de 2024 - 18:03

Turismo no RS teve perdas de mais de R$ 1,3 bilhão durante o mês de maio, segundo a CNC

POSTOS DE COMBUSTÍVEIS

Ação da Ultrapar já caiu 15% em 2024 — e é hora de adicionar UGPA3 na carteira, segundo Citi 

14 de junho de 2024 - 17:26

Perspectiva positiva do banco para os papéis tem base em três pilares: rentabilidade da Ultragaz, maiores vendas da Ultracargo e concorrência saudável na indústria de distribuição de combustíveis

UNIÃO ESTÁVEL

Após criação de joint venture com Amil, Dasa (DASA3) diz que fusão “não é prioridade” neste momento

14 de junho de 2024 - 16:26

Em call com analistas do mercado, estavam o presidente da Dasa, Lício Tavares Angelo Cintra, e o diretor financeiro da empresa, André Covre Fechar

Mayday

Boeing investiga qualidade dos 787 Dreamliner ainda não entregues

14 de junho de 2024 - 14:46

Companhia descobriu que fixadores foram instalados incorretamente nas carrocerias dos jatos

ABRIU O APETITE

Ação da dona do McDonald´s na América Latina amarga queda de 28% em NY em 2024. É hora de abocanhar um pedaço?

14 de junho de 2024 - 13:22

Goldman Sachs prevê que os papéis da Arcos Dorados podem subir mais de 50% na Nyse em um ano; saiba o que fazer com as ações

Dinheiro na conta

Proventos milionários: B3 irá pagar quase meio bilhão de reais em dividendos e juros sobre capital próprio

14 de junho de 2024 - 12:23

Quem quiser receber uma parte dessa bolada tem até dia 18 de junho para comprar ações da companhia

FUSÕES E AQUISIÇÕES

Bom para saúde? Dasa (DASA3) e Amil selam parceria de serviços hospitalares e se tornam o segundo maior grupo de hospitais do país

14 de junho de 2024 - 8:11

O negócio é uma joint venture (empreendimento controlado em conjunto), da qual Amil e Dasa deterão 50% do capital cada

NOVO NEGÓCIO

Braskem (BRKM5) vende controle da Cetrel para GRI de olho no setor de resíduos industriais

13 de junho de 2024 - 19:47

Petroquímica passa a deter 49,9% da empresa de gestão de resíduos

Socorro governamental

Com medida provisória, governo tenta salvar a combalida Amazonas Energia

13 de junho de 2024 - 18:53

Ministério de Minas e Energia avalia que a saúde econômico-financeira da companhia está deteriorada

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar