🔴 HERANÇA EM VIDA? NOVO EPISÓDIO DE A DINHEIRISTA! VEJA AQUI

Ana Carolina Neira
Ana Carolina Neira
Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero com especialização em Macroeconomia e Finanças (FGV) e pós-graduação em Mercado Financeiro e de Capitais (PUC-Minas). Com passagens pelo portal R7, revista IstoÉ e os jornais DCI, Agora SP (Grupo Folha), Estadão e Valor Econômico, também trabalhou na comunicação estratégica de gestoras do mercado financeiro.
SALTO NA B3

Mundial (MNDL3) faz acordo e consegue mais de 80% de desconto em débito de R$ 1,77 bilhão — ações chegam a disparar quase 30%

No total, a Mundial (MNDL3) terá de pagar R$ 281,2 milhões à PGFN em 120 parcelas corrigidas pela Selic

Ana Carolina Neira
Ana Carolina Neira
27 de fevereiro de 2023
12:32 - atualizado às 17:08
Bolsa de Valores Ibovespa
Imagem: Shutterstock

A Mundial (MNDL3), famosa pela fabricação de alicates, viu suas ações dispararem quase 30% no pregão desta segunda-feira (27) na B3. De fato, os acionistas têm um bom motivo para sorrir e buscar os papéis: a companhia firmou um acordo com a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) e conseguiu transformar um débito fiscal de R$ 1,77 bilhão em R$ 281,2 milhões — um desconto de mais de 80% do valor total.

Esse novo montante será pago pela Mundial em 120 parcelas, que serão corrigidas conforme a variação da Selic ao longo desses anos.

Em documento arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa informa que ainda não consegue dimensionar o impacto deste acordo em suas demonstrações financeiras. Porém, uma análise prévia estima um efeito positivo de cerca de R$ 983 milhões nos resultados.

Por volta das 11h42, as ações da Mundial subiam 28,54% na bolsa, cotadas a R$ 55,00. Mas encerraram o dia com ganho bem menor, de 5,21%, a R$ 45,02.

A Mundial (MNDL3) e a bolha do alicate

Para quem acompanha o mercado financeiro há mais tempo, a Mundial (MNDL3) talvez seja mais lembrada pela famosa "Bolha do Alicate" do que por qualquer outro motivo.

Em 2012, as ações da empresa chegaram a disparar mais de 3.000% em poucos meses, infladas pela cobiça de investidores que buscavam ganhos astronômicos com um papel classificado por alguns agentes do mercado como uma oportunidade sem igual na época, uma verdadeira mina de ouro para quem tivesse as ações.

Mas a disparada sem fundamento, impulsionada apenas pelo objetivo de fazer o papel se valorizar e gerar lucro na venda, provocou um colapso em pouco tempo e derrubou o valor do ativo.

  • O Seu Dinheiro acaba de liberar um treinamento exclusivo e completamente gratuito para todos os leitores que buscam receber pagamentos recorrentes de empresas da Bolsa. [LIBERE SEU ACESSO AQUI]

O caso chegou à Justiça e, ainda que a empresa tenha se recuperado, ela nunca mais viu suas ações operando nos mesmos patamares.

Compartilhe

DINHEIRO NO BOLSO

CCR (CCRO3) e Vibra (VBBR3) anunciam mais de R$ 1,2 bilhão em dividendos; confira o cronograma de pagamento de cada uma das companhias

18 de abril de 2024 - 18:32

O maior valor será distribuído pela Vibra, que pagará R$ 676 milhões em duas parcelas; já a CCR depositará R$ 536 milhões na conta dos acionistas

O 'X' DA QUESTÃO

Dividendos da Petrobras (PETR4): governo pode surpreender e levar proposta de pagamento direto à assembleia, admite presidente da estatal

18 de abril de 2024 - 18:03

Jean Paul Prates admitiu a possibilidade de que o governo leve uma proposta de pagamento diretamente à assembleia de acionistas

ROYALTIES MUSICAIS

Fundo que detém direitos de músicas de Beyoncé e Shakira anuncia venda de US$ 1,4 bilhão a investidor

18 de abril de 2024 - 17:04

A negociação será feita com apoio da Apollo Capital Management, parceira da Concord, gigante de private equity dos EUA

COMPRAR OU VENDER

A bolsa está valendo menos? Por que esse bancão cortou o preço-alvo das ações da B3 (B3SA3) — e você deveria estar de olho nisso

18 de abril de 2024 - 16:47

O BTG Pactual ajustou o modelo para a operadora da bolsa brasileira e reduziu o preço-alvo dos papéis de R$ 16 para R$ 13,50; entenda as razões para a nova avaliação e saiba se é hora de ter os ativos em carteira

NOVO & CLÁSSICO

Fusca elétrico e chinês: GWM tem vitória sobre da Volkswagen, que acusa modelo de ser “cópia” do clássico alemão

18 de abril de 2024 - 15:21

Em novembro de 2021 a montadora registrou o desenho industrial de dois modelos junto ao INPI: o Ora Punk Cat e o Ora Ballet Cat; nove meses depois, o sonho virou pesadelo

ATRAVESSOU O ENREDO

Goldman eleva recomendação para 3R Petroleum (RRRP3) e fusão com Enauta (ENAT3) é só um dos motivos

18 de abril de 2024 - 12:02

O que mais chamou a atenção dos analistas é a melhora da relação entre o risco e o retorno da empresa, em um cenário de alta do petróleo e depreciação do real frente ao dólar

NOVOS INVESTIMENTOS

Petrobras (PETR4) anuncia parceria com empresa chinesa para projetos de energias renováveis e transição energética

18 de abril de 2024 - 11:17

Apesar do destaque para energias renováveis, parceria da Petrobras com a China National Chemical Energy Company também inclui acordos comerciais para exploração de petróleo

FABRICANTE DE CHIPS

Mesmo com lucro quase 10% maior, por que investidores penalizam as ações da “rival” da Nvidia, a TSMC?

18 de abril de 2024 - 10:29

Os lucros da TSMC são vistos como um indicador para a demanda global por chips, devido ao seu papel fundamental na indústria de fabricação e à importância de seus clientes

OFERTA DE AÇÕES

Sabesp (SBSP3): governo Tarcísio define modelo de privatização e autoriza aumento de capital de até R$ 22 bilhões; saiba como vai funcionar

18 de abril de 2024 - 10:21

Venda do controle da Sabesp ocorrerá via oferta de ações, com seleção de acionista de referência pelo mercado a partir das duas melhores propostas

O TAL DO MULTIFAMILY

Dona de 5 mil apartamentos, Brookfield aposta no mercado residencial para a renda e diz o que falta para o segmento decolar no Brasil

18 de abril de 2024 - 6:05

Demanda não falta, mas o vice-presidente sênior da gestora lista duas grandes dificuldades que o multifamily enfrenta no país

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar