🔴 AS BIG TECHS ESTÃO ‘SUGANDO’ DINHEIRO DA BOLSA BRASILEIRA? – VEJA COMO SE PROTEGER

Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP, já passou pelo portal DCI e setor de análise política da XP Investimentos.
MERCADO DE TRABALHO

Você quer mudar de emprego? Saiba por que a maioria dos brasileiros também quer um novo trabalho em 2023

Busca por maior salário move busca por novo emprego, mas o medo da demissão do atual trabalho também é grande, diz pesquisa

Liliane de Lima
1 de fevereiro de 2023
19:00 - atualizado às 14:42
mulher procurando emprego
Imagem: Pixabay/iStock

Inflação, crise econômica e falta de emprego são algumas das principais preocupações dos profissionais brasileiros neste início de ano. É o que aponta a pesquisa mais recente da plataforma Indeed.

Um dos fatores que têm contribuído para o clima de insegurança é a onda de demissões que começou em 2022 e não tem data marcada para acabar. No total, 31% dos entrevistados temem perder seus postos de trabalho em breve.

Mas apesar do medo de perder o emprego, a grande maioria dos brasileiros quer mudar de trabalho neste ano, de acordo com o levantamento. São apenas 8% os profissionais que se dizem satisfeitos na empresa onde trabalham.

Além disso, as tendências observadas no ano passado, como a demanda por mais flexibilidade na jornada de trabalho, seguem presentes entre os trabalhadores. 

A questão da felicidade e bem-estar no trabalho, uma das fortes temáticas de 2022, também deve manter-se forte neste ano, segundo a pesquisa do Indeed. Isso porque 75% dos entrevistados afirmam estar insatisfeitos com o ambiente de trabalho. 

VEJA TAMBÉM: AS PROFISSÕES MAIS PROCURADAS NO BRASIL PARA 2023: DESCUBRA E VEJA QUANTO ELAS PAGAM

Por que as pessoas querem mudar de emprego? 

Ainda de acordo com o levantamento da plataforma de vagas de empregos, a questão salarial ainda é o fator decisivo para a mudança de trabalho para mais da metade dos profissionais brasileiros. 

Sendo assim, as principais motivações para a procura de emprego são: 

  • Aumento salarial (63%); 
  • Flexibilidade da jornada de trabalho (38%); 
  • Possibilidade de trabalho remoto (27%); 
  • Mudança na carreira (24%). 

Soma-se a isso, o desejo de 15% dos entrevistados por um trabalho mais próximo da sua residência, ou seja, com um deslocamento mais curto. 

Por fim, apenas 8% dos profissionais estão descontentes com seus superiores, ainda de acordo com o levantamento da Indeed, que ouviu 504 pessoas via painel online. 

Compartilhe

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar