🔴 HERANÇA EM VIDA? NOVO EPISÓDIO DE A DINHEIRISTA! VEJA AQUI

Flavia Alemi
Flavia Alemi
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pela FIA. Trabalhou na Agência Estado/Broadcast e na S&P Global Platts.
Errou na conta?

Banco BV questiona dívida bilionária informada pela Americanas com a instituição

De acordo com o banco, o saldo devedor da Americanas é bem menor do que o informado pela varejista

Flavia Alemi
Flavia Alemi
25 de janeiro de 2023
11:56 - atualizado às 15:48
Lupa destaca site da Americanas.com em tela de computador
Tela do site da Americanas.com - Imagem: Shutterstock

Logo após a publicação da lista de credores da Americanas (AMER3), o banco BV contestou os valores informados pela varejista. No documento, a Americanas informa que sua dívida com o BV ultrapassa R$ 3,2 bilhões.

Porém, de acordo com o BV, na data de divulgação das "inconsistências contábeis" da Americanas, há exatas duas semanas, o banco era credor de Cédulas de Crédito Bancário com saldo devedor de aproximadamente R$ 206 milhões.

"O banco BV já informou os valores dos créditos de sua titularidade via notificação extrajudicial a Americanas e vai reiterar a informação, nos autos do processo de recuperação, requerendo a imediata correção dos valores", disse o BV em nota.

Fontes disseram ao Seu Dinheiro que o valor se refere, na verdade, a debêntures estruturadas pelo BV para a Americanas que foram adquiridas por gestores. Mas na lista de credores, os valores aparecem como se fossem créditos do banco.

"É uma barbeiragem total e completa por conta de má interpretação. A cada novo evento que a gente avalia dessa situação [da Americanas], a gente fica mais preocupado com o nível de perícia e expertise dos envolvidos no caso", afirmou a fonte.

No mercado financeiro, a dúvida que paira sobre os bancos é se o caso diz respeito a incompetência ou má fé, e nenhum dos dois caminhos é considerado bom.

Leia mais:

Lista de credores

Uma dívida de R$ 3,2 bilhões da Americanas teria potencial arrasador nas finanças do BV. Nos resultados financeiros mais recentes, referentes ao terceiro trimestre de 2022, o BV acumulava lucro líquido recorrente de R$ 1,187 bilhão até setembro do ano passado.

Nesta quarta-feira, a Americanas cumpriu um requisito do processo de recuperação judicial e entregou à Justiça a lista de credores da companhia. A dívida total chega a pouco mais de R$ 41 bilhões com quase 8 mil nomes, de acordo com o documento divulgadas pela imprensa.

Na lista aparecem desde bancos como Itaú, BTG Pactual e Bradesco até fornecedores como a Nestlé e Samsung.

Entre as instituições financeiras, quem aparece com a maior dívida é o Deutsche Bank, que tem US$ 1 bilhão (R$ 5,2 bilhões) a receber da Americanas. O caso é semelhante ao do BV, pois o banco alemão informou que Deutsche atua como agente fiduciário de dois títulos de dívida (bonds) que a Americanas emitiu no exterior no segundo semestre.

Compartilhe

ATRAVESSOU O ENREDO

Goldman eleva recomendação para 3R Petroleum (RRRP3) e fusão com Enauta (ENAT3) é só um dos motivos

18 de abril de 2024 - 12:02

O que mais chamou a atenção dos analistas é a melhora da relação entre o risco e o retorno da empresa, em um cenário de alta do petróleo e depreciação do real frente ao dólar

NOVOS INVESTIMENTOS

Petrobras (PETR4) anuncia parceria com empresa chinesa para projetos de energias renováveis e transição energética

18 de abril de 2024 - 11:17

Apesar do destaque para energias renováveis, parceria da Petrobras com a China National Chemical Energy Company também inclui acordos comerciais para exploração de petróleo

FABRICANTE DE CHIPS

Mesmo com lucro quase 10% maior, por que investidores penalizam as ações da “rival” da Nvidia, a TSMC?

18 de abril de 2024 - 10:29

Os lucros da TSMC são vistos como um indicador para a demanda global por chips, devido ao seu papel fundamental na indústria de fabricação e à importância de seus clientes

OFERTA DE AÇÕES

Sabesp (SBSP3): governo Tarcísio define modelo de privatização e autoriza aumento de capital de até R$ 22 bilhões; saiba como vai funcionar

18 de abril de 2024 - 10:21

Venda do controle da Sabesp ocorrerá via oferta de ações, com seleção de acionista de referência pelo mercado a partir das duas melhores propostas

O TAL DO MULTIFAMILY

Dona de 5 mil apartamentos, Brookfield aposta no mercado residencial para a renda e diz o que falta para o segmento decolar no Brasil

18 de abril de 2024 - 6:05

Demanda não falta, mas o vice-presidente sênior da gestora lista duas grandes dificuldades que o multifamily enfrenta no país

AS ÁGUAS VÃO ROLAR

A privatização da Sabesp vem aí: cidade de São Paulo dá um passo fundamental para a desestatização da companhia

17 de abril de 2024 - 20:18

Entre os cerca de 370 municípios atendidos pela Sabesp, São Paulo representa entre 45% e 50% da receita total da empresa de saneamento

MERCADO LOGÍSTICO

Muito além de Cajamar: Log (LOGG3) prevê maior demanda por galpões fora do Sudeste, mas ainda nos grandes centros

17 de abril de 2024 - 16:31

No quarto trimestre, por exemplo, a companhia entregou 131 mil metros quadrados em Salvador, Brasília e Maceió

POR QUE A PRESSA?

Vale (VALE3): a surpresa dos dados que fazem as ações subirem e os bancões correrem

17 de abril de 2024 - 14:47

A mineradora apresentou dados operacionais do primeiro trimestre de 2024 e o mercado refez as contas sobre como será o desempenho financeiro da companhia, que ainda tem pedras no caminho — saiba se é hora de comprar ou vender

ELE MERECE?

Tesla pede a acionistas que votem para aprovar pagamento de US$ 56 bilhões a Elon Musk barrado pela Justiça; entenda o caso

17 de abril de 2024 - 13:17

O bônus ao bilionário foi aprovado em 2018, mas o Tribunal de Delaware barrou o pacote após uma extensa disputa judicial entre um dos acionistas da Tesla e o CEO da companhia

O MERCADO NÃO GOSTOU

Vai decidir quando? Oi (OIBR3) adia pela quarta vez assembleia de credores que votará plano de recuperação judicial  — ações tocam mínima na bolsa

17 de abril de 2024 - 12:11

Os papéis da companhia caíram 1,47% e atingiram o menor valor do dia depois que a votação foi postergada junto com o stay period; confira a nova data e o novo horário

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar