IPCA + 7,5%: receba esta e outras ofertas ‘premium’ de renda fixa no WhatsApp; clique aqui

Cotações por TradingView
2023-01-17T11:08:35-03:00
Ana Carolina Neira
Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero com especialização em Macroeconomia e Finanças (FGV) e pós-graduação em Mercado Financeiro e de Capitais (PUC-Minas). Com passagens pelo portal R7, revista IstoÉ e os jornais DCI, Agora SP (Grupo Folha), Estadão e Valor Econômico, também trabalhou na comunicação estratégica de gestoras do mercado financeiro.
COMPRANDO MAIS

Queridinha no setor de consumo, Arezzo (ARZZ3) compra a fabricante de calçados Vicenza por R$ 103,8 milhões

O negócio total foi avaliado em R$ 173 milhões e o valor restante será pago pela Arezzo (ARZZ3) em ações

17 de janeiro de 2023
10:58 - atualizado às 11:08
Fachada de loja da Arezzo (ARZZ3). Empresa vai pagar dividendos na forma de JCP
Imagem: Divulgação

Basta conversar com algum gestor de ações sobre o setor de consumo para ouvir o nome Arezzo (ARZZ3) entre os favoritos, reflexo de um negócio bem executado e bons resultados, que resistiram ao pior período da pandemia.

Conhecida também por suas aquisições, a empresa liderada por Alexandre Birman acaba de anunciar a compra de 60% das ações da Calçados Vicenza por um total de R$ 103,8 milhões — o valor ainda pode sofrer ajustes conforme definições de contrato.

Segundo o comunicado arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Vicenza foi avaliada em R$ 173 milhões. Deste valor, 60% (ou R$ 104 milhões) será pago em dinheiro e os R$ 69 milhões restantes em ações — com período de lockup de quatro anos.

A Arezzo terá de fazer um aumento de capital para cobrir a parte em ações, mas isso deve representar uma diluição pequena para os acionistas atuais, estimada em 0,7% pelos cálculos da Empiricus Research.

A Vicenza, que faturou R$ 80 milhões em 2022, é voltada para as classes mais altas e pelo menos metade de suas receitas vem de exportações para países como Itália e Estados.

"Para além do posicionamento aderente ao da Arezzo &Co (classes A e B), enxergamos algumas sinergias possíveis com a marca gaúcha. Hoje com presença maior nos Estados Unidos, o grupo buscava expandir sua atuação na Europa, o que a Vicenza traz com as exportações para o continente. Ainda, a presença da adquirida nas multimarcas tem pouca sobreposição com a de Schutz, trazendo oportunidades interessantes de venda cruzada. Por fim, a fábrica própria também condiz com os planos da Arezzo &Co de verticalizar sua produção", disse a analista Larissa Quaresma, da Empiricus Research, a respeito da transação.

Atualmente, a casa recomenda compra de ARZZ3 em diversas de suas carteiras.

  • Não perca dinheiro em 2023: o Seu Dinheiro conversou com os principais especialistas do mercado financeiro e reuniu neste material as melhores oportunidades de investimentos em ações, BDRs, fundos imobiliários e muito mais. ACESSE AQUI GRATUITAMENTE

Arezzo (ARZZ3) tem histórico de crescimento via aquisições

Vale dizer que essa é a primeira aquisição da Arezzo (ARZZ3) desde o follow on feito em 2022, quando levantou R$ 833 milhões. Na época, os executivos da empresa já haviam sinalizado que parte desse dinheiro seria usado para crescer comprando outras empresas.

Esse é mais um passo no plano da Arezzo & Co de ser um ecossistema de marcas, já que também é dona das linhas da Ana Capri, Alexandre Birman, Fiever, Alme, Vans e My Shoes.

Nos últimos anos, a Arezzo ainda se aventurou no segmento de vestuário e trouxe para o mercado marcas como Reserva e Baw Clothing.

As ações ARZZ3

No pregão desta terça-feira (17), as ações da Arezzo (ARZZ3) operam em alta após o anúncio da aquisição. Às 10h40, o papel subia 1,34%, cotado a R$ 78,47. No mês, o ativo sobe 0,11%, enquanto no último um ano o avanço é de 18,22%.

Em relatório recente, o Bradesco BBI projeta alta para a varejista neste ano. Os analistas acreditam que isso será possível graças ao foco em consumidores de alta renda, melhor execução quando comparada aos demais players e balanços saudáveis.

A equipe recomenda a compra de ARZZ3 e tem o papel como seu favorito no setor, com preço-alvo de R$ 100 — potencial de 29,1% de valorização

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

DIA 31

Está confirmado: Lula vai para os EUA no dia 10 de fevereiro — veja o que ele vai discutir com Biden

31 de janeiro de 2023 - 20:06

Enquanto o encontro não chega, o petista tentou acalmar os ânimos dos investidores — que seguem desconfiados em relação à responsabilidade fiscal do novo governo

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa sobe em meio ao caos de um interminável janeiro; o que afeta a bolsa nos próximos dias?

31 de janeiro de 2023 - 18:57

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta terça-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo

MELHORES DO MÊS

Renascimento cripto: bitcoin (BTC) volta a brilhar, sobe mais de 30% e é disparado o melhor investimento de janeiro; títulos do Tesouro ficam na lanterna

31 de janeiro de 2023 - 18:46

As medalhas de prata e bronze foram para o ouro e para o Ibovespa, em um movimento de busca por segurança — e barganhas

ESTAGNOU?

Dividendos do Maxi Renda (MXRF11) não cresceram em 2022, mas os proventos destes outros três fundos imobiliários subiram mais de 50% — veja quais são

31 de janeiro de 2023 - 18:33

O melhor resultado foi obtido pelo Santander Papéis Imobiliários CDI (SADI11), com alta de 77,1%

RELATÓRIO DE PRODUÇÃO

Pé no freio: produção e vendas da Vale (VALE3) registram recuo tímido em 2022; confira os destaques operacionais da mineradora

31 de janeiro de 2023 - 18:30

A produção e a comercialização de minério de ferro da companhia se aproximaram da estabilidade no ano passado, com leves quedas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies