O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-01T16:30:15-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Rentabilidade alta

Tesouro IPCA+ foi o melhor investimento de março, mas alta vem acompanhada de queda na remuneração; ainda vale a pena investir?

Com valorização das NTN-Bs, rendimento para quem comprar agora está mais baixo, mas ainda tem taxa pra caramba

1 de abril de 2022
16:10 - atualizado às 16:30
Gif com DJ comandando picapes que representam a precificação de títulos públicos e privados
Quando as taxas do Tesouro IPCA+ caem, os preços sobem, e vice-versa. Imagem: POMB/Seu Dinheiro

Os títulos públicos atrelados à inflação, chamados de Tesouro IPCA+ ou NTN-B, vinham de uma fase ruim com a alta dos juros e o descontrole inflacionário, dois fatores que costumam afetar negativamente os preços desses papéis. No entanto, em março eles viram uma redenção, apresentando forte valorização e sagrando-se entre os melhores investimentos do mês.

No pódio do ranking montado mensalmente pelo Seu Dinheiro, duas NTN-Bs de prazos longos ocupam posições: o Tesouro IPCA+ 2045 foi o campeão de rentabilidade no mês, com alta de 6,78%; já o Tesouro IPCA+ 2035 viu uma valorização de 4,58% em março, ficando atrás apenas do Ibovespa, que subiu 6,06% no período.

A alta dos preços de mercado desses títulos públicos se deve ao fato de que os juros futuros mais longos caíram na reta final do mês, com o alívio nas pressões inflacionárias devido à queda dos preços do petróleo.

A sinalização, por parte do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, de que a taxa Selic só deve passar por mais uma alta neste ano, parando de subir quando atingir 12,75%, também contribuiu para a descompressão nos juros.

E quando as taxas futuras caem, títulos públicos que têm uma parte ou a totalidade da sua remuneração prefixada - como é o caso do Tesouro IPCA+ - se valorizam. Ao mesmo tempo, porém, as suas remunerações, para novas aplicações, caem.

Quem comprou NTN-Bs longas no início de março, contratando remunerações maiores, percebeu a valorização dos títulos na sua carteira de investimentos; se os vender antecipadamente, poderá realizar o lucro, mas se decidir levá-los ao vencimento, receberá a gorda taxa contratada no ato do investimento.

No caso dos títulos Tesouro IPCA+ com vencimentos em 2035 e 2045, a remuneração chegou a 5,90% ao ano mais a variação do IPCA nos momentos mais tensos do último mês (e de 2022!), quando seus preços estavam mais depreciados.

Alguém que tivesse comprado um desses papéis no seu preço mínimo e o vendesse agora embolsaria um ganho de 7% no caso do Tesouro IPCA+ 2035 ou de 11%, no caso do 2045. Isso num espaço de mais ou menos 15 dias!

Mas se decidisse ficar com eles até o vencimento, ganharia quase 6% acima da inflação - que continua elevada, é bom lembrar - por mais 13 ou 23 anos, dependendo do vencimento escolhido; uma rentabilidade alta para os tempos atuais, para todos os efeitos, e tudo isso com garantia do governo federal.

Como eu falei, porém, quando esses títulos se valorizam, a sua rentabilidade, para novos investimentos, cai. Assim, quem resolver adquiri-los hoje não vai mais conseguir aquela remuneração de 5,90% mais IPCA de meados de março, nem a ainda ótima remuneração na faixa de 5,70% do início do mês. Sendo assim, ainda vale a pena investir?

Ainda tem taxa pra caramba no Tesouro IPCA+

Bem, mesmo com a queda das taxas pagas pelas NTN-Bs e a alta dos preços, uma rápida olhada no site do Tesouro Direto mostra que as remunerações desses títulos ainda estão bem elevadas.

O Tesouro IPCA+ mais curto, com vencimento em 2026, está pagando 5,11% ao ano acima da inflação, enquanto o mais longo, que vence em 2055 e paga rendimentos semestrais, está pagando 5,59% ao ano mais IPCA. Nada mau, não?

TítuloRentabilidade anualInvestimento mínimoPreço UnitárioVencimento
TESOURO IPCA+ 2026IPCA + 5,11%R$ 31,22R$ 3.122,9015/08/2026
TESOURO IPCA+ 2035IPCA + 5,46%R$ 38,75R$ 1.937,5415/05/2035
TESOURO IPCA+ 2045IPCA + 5,46%R$ 34,20R$ 1.140,2915/05/2045
TESOURO IPCA+ com juros semestrais 2032IPCA + 5,40%R$ 40,94R$ 4.094,2815/08/2032
TESOURO IPCA+ com juros semestrais 2040IPCA + 5,47%R$ 41,49R$ 4.149,9315/08/2040
TESOURO IPCA+ com juros semestrais 2055IPCA + 5,59%R$ 42,14R$ 4.214,2515/05/2055
Fonte: Tesouro Direto.

Se de fato o ciclo de alta da Selic estiver chegando ao fim, os preços do petróleo não voltarem a disparar, e a inflação, por consequência, ficar mais comportada, ainda que elevada - que é o que se espera agora - os juros futuros têm espaço para cair mais.

E se isso acontecer, significa duas coisas: primeiro que as NTN-Bs podem continuar se valorizando, o que será positivo para quem as tiver adquirido neste momento de juros altos; segundo que, quem deixar para comprar esses títulos mais para frente, vai encontrar taxas menores do que as pagas hoje.

É claro que, nesse tipo de investimento, existe o risco de mercado. Se as previsões de inflação dispararem e a Selic precisar subir mais por qualquer motivo, ou se o risco fiscal aumentar, por exemplo, por causa da corrida eleitoral, as taxas de juros futuras podem voltar a subir, desvalorizando de novo esses títulos.

Mas para quem está de olho em travar uma rentabilidade gorda para o longo prazo - investir o dinheiro e deixá-lo rendendo por muito tempo - não tem nem muito o que pensar. As rentabilidades atuais ainda são atrativas, e o fato de ser corrigida pela inflação garante o poder de compra do investidor, não importa o que aconteça com os preços.

Além disso, quem leva o título ao vencimento obtém exatamente a remuneração contratada no ato da compra; apenas quem o vende antecipadamente corre o risco de ter perdas devido a uma eventual queda de preços.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Cautela pesa e Ibovespa futuro abre em queda com exterior fraco; dólar avança para R$ 4,95

RESUMO DO DIA: Após o rali da última terça-feira (17), as bolsas amanheceram com leves perdas, em um movimento de ajuste cauteloso. A inflação na Europa preocupa, enquanto o Federal Reserve dá sinais mistos sobre o aperto monetário. Por aqui, o Ibovespa acompanha a privatização da Eletrobras (ELET3) e falas de Roberto Campos Neto e […]

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de swing trade: compra de ações da Suzano (SUZB3) e lucro de 5,3% no bolso com Wiz (WIZS3)

Identifiquei uma oportunidade de swing trade – compra dos papéis da Suzano (SUZB3), com entrada em R$ 52,74; confira a análise

O melhor do Seu Dinheiro

As stablecoins são o Real dos anos 1990? Confira a notícia do dia e outras sete histórias que mexem com os seus investimentos

Manter a paridade com o dólar não é tarefa simples, e o novíssimo mercado das criptomoedas experimentou esse travo amargo na semana passada; entenda a crise das stablecoins

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas lá fora tentam emplacar terceiro dia de alta, limitadas por dados inflacionários; Ibovespa mira Eletrobras (ELET3) e briga entre poderes

Ainda hoje, os investidores acompanham o presidente do BC, Roberto Campos Neto, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, em evento

TRAGÉDIA NA CHINA

Alguém derrubou esse avião de propósito na China; investigadores agora tentam descobrir quem foi

Dados recuperados da caixa preta sugerem que alguém na cabine derrubou o intencionalmente o Boeing 737-800 da China Eastern com 132 pessoas a bordo no fim de março

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies