⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2022-09-19T15:44:49-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
ELEIÇÕES 2022

Com proximidade das eleições, ‘efeito Meirelles’ toma conta do mercado financeiro após apoio a Lula

Ex-presidente do Banco Central e ex-ministro da Fazenda de Michel Temer, Meirelles é visto como um aceno positivo de que um eventual novo governo petista respeitará as regras fiscais

19 de setembro de 2022
15:04 - atualizado às 15:44
Henrique Meirelles
Henrique Meirelles - Imagem: Estácio Pessoa/Estadão Conteúdo

Apesar da proximidade das eleições presidenciais, marcadas para o próximo dia 2 de outubro,  o mercado financeiro local vinha deixando de lado as idas e vindas das pesquisas eleitorais, mas parece que as coisas começam a mudar

Nesta segunda-feira (19), os ativos brasileiros até iniciaram o dia repercutindo a cautela das bolsas globais com a próxima alta de juros que deve ser promovida pelo Federal Reserve (Fed) na próxima quarta-feira (21), mas passaram a refletir um cenário muito mais otimista no começo desta tarde. 

Isso porque a campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato que lidera as pesquisas até o momento, realizou um ato para marcar o apoio público ao petista de oito ex-candidatos a presidente — incluindo Henrique Meirelles, ministro da Fazenda sob Michel Temer e presidente do Banco Central durante os anos Lula (2003-2010).

Meirelles é um nome bem visto pelo mercado financeiro e é considerado como o pai do teto de gastos — âncora fiscal criada durante o governo de Temer e que tem sido frequentemente questionada pela campanha petista. 

A preocupação com as contas públicas, aliás, é uma das grandes preocupações dos economistas e analistas. Com a proximidade de Meirelles ao coração da campanha do ex-presidente, é como se uma nuvem negra tivesse se afastado dos céus da Faria Lima. 

O anúncio foi feito próximo ao meio-dia, momento em que o Ibovespa operava instável, acompanhando o ritmo de Nova York. Mas a partir dali, o principal índice da bolsa brasileira passou a operar na contramão de Wall Street, registrando ganhos na casa dos 2%. Acompanhe o que movimenta os mercados hoje.

Segundo Regis Chinchila, da Terra Investimentos, como Meirelles tem um histórico positivo, a sinalização foi vista como pró-mercado pelos investidores. Outro analista aponta que crescem as apostas de que Meirelles possa vir a assumir um cargo em um eventual governo petista. 

O juros futuros também reagiram, desacelerando o movimento de alta visto mais cedo. O dólar à vista também passou a renovar mínimas. 

O que se sabe até agora?

Apesar das expectativas do mercado sobre uma participação mais atuante de Meirelles na campanha petista, ainda trata-se de especulação. 

Durante o evento, que também contou com a anúncio de apoio por parte do ex-candidato Cristovam Buarque, do Cidadania, Meirelles falou sobre as experiências do passado e também na confiança em um eventual novo mandato de Lula. 

“Quero me ater a fatos específicos e que mostram a comparação brutal. Quando trabalhamos juntos no governo, trabalhamos oito anos. Nesse período, mais de dez milhões de empregos foram criados, isso é um fato, não é questionável”, disse Meirelles, que seguiu elencando dados sobre crescimento médio do PIB e retirada das pessoas da pobreza.

“Vamos fazer uma comparação. Está havendo uma injeção eleitoreira de dinheiro, que é possível de resolver mas é uma coisa que vai dar trabalho”, afirmou Meirelles.

“Durante aquele período, além de um crescimento forte, inflação na meta”, ressaltou Meirelles, antes de criticar o cenário inflacionário atual que, disse ele, “corrói todo o padrão de vida da população”.

“Isto é, na minha opinião, o que interessa. Eu olho e vejo o resultado do seu governo, isso nos faz estar aqui. Estou aqui com tranquilidade, com confiança, porque eu sei o que funciona e o que pode funcionar no Brasil”, disse Meirelles.

O ex-presidente do BC também se pronunciou em suas redes sociais. 

Leia também:

  • EXCLUSIVO "BOLSONARO X LULA": com 7 de setembro e ânimos à flor da pele para eleições, saiba como as eleições podem mexer com o Ibovespa daqui para frente e o que aconteceu com a Bolsa nas últimas 6 eleições, de 1998 a 2018. Basta liberar o material gratuito neste link

Quem é Henrique Meirelles?

Nome conhecido e querido pelo mercado, Meirelles é hoje filiado ao União Brasil, mas chegou a concorrer à presidência pelo MDB, em 2018. 

Durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva, foi presidente do Banco Central de 2003 a 2011. Depois, foi ministro da Fazenda de Michel Temer, de 2016 a 2018, sendo considerado o pai do teto de gastos.

Meirelles também atuou como secretário Estadual da Fazendo no governo de João Doria, a quem veio prestar consultoria econômica durante a curta campanha do tucano ao Planalto.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

CENTRAL DAS ELEIÇÕES

Eleições 2022: Confira os últimos passos dos presidenciáveis na véspera das eleições

1 de outubro de 2022 - 8:02

Acompanhe a cobertura ao vivo das eleições 2022 com as principais notícias sobre os principais candidatos à Presidência e nos Estados

ENTREVISTA

Elon Musk não está sozinho: o home office pode acabar com o fim da pandemia, alerta um dos principais gurus de carreiras do mercado

1 de outubro de 2022 - 7:23

A exemplo do dono da Tesla um número cada vez maior de empregadores quer os profissionais de volta ao escritório, afirma o mentor de carreiras e escritor Luciano Santos

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Ibovespa fecha setembro no azul, o potencial da Weg (WEGE3) e a semana do bitcoin; confira os destaques do dia

30 de setembro de 2022 - 19:19

O último pregão do mês foi também o último antes da definição do primeiro turno das eleições presidenciais de 2022. Apesar disso, levou um tempo até que a política fosse o principal gatilho para os negócios.  Isso porque o debate final entre os candidatos à chefia do Executivo não trouxe grandes mudanças no cenário-base, já […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa fecha setembro no azul por um triz após nova onda do ‘efeito Meirelles’; dólar vai a R$ 5,39

30 de setembro de 2022 - 18:53

O Ibovespa deixou a política parcialmente de lado no último pregão antes do pleito de domingo

Balanço do mês

Os melhores investimentos de setembro: dólar tem a maior alta do mês, e Brasil vai na contramão do mundo com valorização de quase todos os ativos

30 de setembro de 2022 - 18:42

Títulos prefixados vêm logo em seguida, beneficiados pelo fim do ciclo de alta da Selic no Brasil. Veja o ranking completo dos melhores e piores investimentos do mês

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies