⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula e Bolsonaro querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2022-09-19T17:06:23-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP, já passou pelo portal DCI e setor de análise política da XP Investimentos.
MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa sobe mais de 2% com melhora da Petrobras (PETR4) e ‘efeito Meirelles’; dólar recua

19 de setembro de 2022
9:05 - atualizado às 17:06

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais operam em tom negativo nesta segunda-feira (19), sem negociações no Japão em razão de feriado local e também em Londres, por conta do funeral da rainha Elizabeth II. Os investidores mantêm cautela à espera das reuniões monetárias do Federal Reserve (Fed) nos EUA e do Comitê de Política Monetária (Copom) no Brasil, que acontecem na próxima quarta-feira (21).

Acompanhe por aqui o que mexe com a bolsa, o dólar e os demais mercados hoje, além das principais notícias do dia.

O dólar à vista encerrou o dia em alta de 1,79%, a R$ 5,1652.

Há pouco, o Ibovespa voltou a renovar máximas e agora sobe cerca de 2%.

O movimento de recuperação generalizada segue forte no Ibovespa nesta tarde, repercutindo uma melhora na leitura dos investidores para o cenário fiscal em caso de vitória do candidato Luiz Inácio Lula da Silva.

Os papéis das ações do setor de commodities também servem como combustível para o índice. O mercado espera que o Banco Central chinês volte a cortar juros, estimulando a economia. Confira:

CÓDIGO NOME ULT VAR
YDUQ3 Yduqs ON R$ 12,32 14,29%
COGN3 Cogna ON R$ 2,76 7,81%
B3SA3 B3 ON R$ 13,23 6,87%
GGBR4 Gerdau PN R$ 24,24 5,44%
GOAU4 Metalúrgica Gerdau PN R$ 10,39 5,38%
FECHAMENTO NA EUROPA
  • Frankfurt: +0,49%
  • Paris: -0,26%
  • Stoxx-600: +0,00%
EFEITO POLÍTICO CRESCE

Dentro e fora do Ibovespa, os investidores começam a pesar alguns acontecimentos do cenário político.

Faltando 13 dias para as eleições e com as principais pesquisas eleitorais mostrando provável vitória do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, as movimentações de campanha do candidato repercutem na bolsa.

No setor de educação, que sobe em bloco, o mercado pesa a possibilidade de fortalecimento das ferramentas de financiamento estudantil e bolsas de estudos.

Nos DIs e estatais, os investidores repercutem a aproximação de Lula com Henrique Meirelles, ex-ministro da Fazenda no governo de Michel Temer e presidente do Banco Central entre 2003 e 2010.

Há pouco, a Petrobras (PETR4) anunciou um novo corte no preço do diesel.

De acordo com o comunicado emitido pela companhia, a partir de amanhã o corte será de R$ 0,30, uma redução de 5,7% no preço médio do diesel A vendido em suas refinarias.

A notícia impulsiona as ações da Petrobras e o Ibovespa abre espaço para uma recuperação mais firme após ter iniciado o dia em queda. Em Nova York, o dia segue sendo de cautela.

A expectativa por elevação de juros nos Estados Unidos contamina os ativos locais nesta segunda-feira (19). Com projeções para uma alta mais dura por parte do Federal Reserve e a possibilidade de que o Banco Central brasileiro também faça um ajuste residual, a curva volta a se inclinar. Confira:

CÓDIGO NOME  ULT  FEC
DI1F23 DI jan/23 13,72% 13,71%
DI1F24 DI jan/24 12,87% 12,78%
DI1F25 DI Jan/25 11,82% 11,71%
DI1F26 DI Jan/26 11,58% 11,46%
DI1F27 DI Jan/27 11,54% 11,43%

O Ibovespa, que iniciou o pregão em queda próxima a 1%, reduz as perdas e passa a operar na linha da estabilidade, com -0,01%

ABERTURA DE NOVA YORK

Wall Street começa a semana mais avesso ao risco, com expectativa de alta nos juros americanos pelo Federal Reserve (Fed) na próxima quarta-feira (21).

Confira a abertura das bolsas de Nova York:

  • Dow Jones: -0,83%;
  • S&P 500: -0,88%;
  • Nasdaq: -0,94%.
SOBE E DESCE DO IBOVESPA

Confira as maiores altas:

CÓDIGO NOME ULT VAR
COGN3 Cogna ON R$ 2,67 4,30%
HYPE3 Hypera ON R$ 42,77 1,62%
NTCO3 Natura ON R$ 15,17 1,40%
YDUQ3 Yduqs ON R$ 10,92 1,30%
IGTI11 Iguatemi ON R$ 19,75 1,02%

 

E maiores quedas do dia:

CÓDIGO NOME ULT VAR
B3SA3 B3 ON R$ 12,13 -2,02%
BEEF3 Minerva ON R$ 13,90 -1,97%
TIMS3 Tim ON R$ 11,94 -1,97%
SMTO3 São Matinho ON R$ 26,79 -1,90%
MRVE3 MRV ON R$ 12,33 -1,75%

As bolsas internacionais operam em queda com a política monetária dos principais bancos centrais no radar. Na próxima quarta-feira (21), o Federal Reserve se reúne e a expectativa é de que haja elevação entre 75 e 100 pontos-base. 

No mesmo dia, também acontece a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). Contudo, a previsão é de estabilidade. O mercado, segundo o Boletim Focus divulgado mais cedo, espera que os juros sejam mantidos em 13,75% ao ano. 

Sendo assim, os mercados vêm acumulando quedas com investidores mais cautelosos, uma vez que uma alta de juros mais acentuada — como o esperado nos EUA — pode trazer consequências mais pesadas para a economia. 

As commodities também refletem, nesta segunda-feira, a maior aversão ao risco.

O minério de ferro em Dalian (China) fechou o dia negociado com queda de 1,40%, negociado a US$ 100,52 a tonelada. Já o petróleo desvaloriza a 2,77%, com barril cotado a US$ 88,82. 

 

O Ibovespa abre o pregão em queda de 0,68%, aos 108.249 pontos nesta segunda-feira.

O desempenho ruim acompanha as bolsas internacionais, com maior aversão ao risco à espera da decisão do Federal Reserve (Fed), em elevar os juros, na próxima quarta-feira (21).

No mesmo horário, o dólar à vista opera em alta de 0,50%, negociado a R$ 5,2802.

OPERADORAS QUEREM PAGAR MENOS PELA OI (OIBR3)

A venda da operação de telefonia móvel da Oi (OIBR3) para as concorrentes  ClaroTIM e Vivo ainda promete dar dor de cabeça para as companhias. Agora, as compradoras pretendem reduzir o valor do negócio em R$ 3,2 bilhões.

A Oi acertou a venda a unidade de telefonia móvel para Claro, TIM e Vivo por R$ 16 bilhões. O negócio levou mais de um ano até a dramática aprovação pelos órgãos reguladores.

O ajuste no preço final fazia parte do contrato de venda. Tanto que, do valor total, R$ 1,447 bilhão ficou retido justamente para o caso de alguma contestação pelas compradoras.

CONFIRA AS PECULIARIDADES DA OPERAÇÃO

RETORNO À PRESIDÊNCIA DA ELETROBRAS (ELET3)

Em um movimento bastante aguardado pelo mercado e lido como um fechamento de ciclo, Wilson Ferreira Júnior retorna ao posto de presidente da Eletrobras (ELET3) nesta segunda-feira (19), conforme anunciado pela companhia.

Seu nome foi aprovado já na primeira Assembleia Geral Extraordinária após a privatização da Eletrobras, no início de agosto. Um mês antes, quando deixou o comando da Vibra (VBBR3), Ferreira Júnior já despontava como um dos favoritos para ocupar o cargo na ex-estatal.

CONFIRA OS DETALHES

O Ibovespa futuro abre em forte queda de 1,19%, aos 109.135 pontos, e acompanha mau humor do exterior.

No mesmo horário, o dólar à vista em alta de 0,65%, cotado a R$ 5,2932.

OPORTUNIDADE DE SWING TRADE NA BOLSA
O nosso colunista, Nilson Marcelo, identificou uma oportunidade na bolsa hoje: lucro de mais de 9% com ações da C&A Modas (CEAB3).
BOLETIM FOCUS

Confira o Boletim Focus desta segunda-feira (12) com as projeções do mercado para indicadores da economia local:

Inflação

  • IPCA para 2022: de 6,40% para 6,00%  (↓)
  • IPCA para 2023: de 5,17% para 5,01% (↓)

Atividade econômica 

  • PIB para 2022: de 2,39% para 2,65%  (↑)
  • PIB para 2023: de 0,50% para 0,50% (=)

Dólar

  • Câmbio para 2022: permanece em R$ 5,20 (=)
  • Câmbio para 2023: permanece em R$ 5,20 (=)

Juros 

  • Selic/22: permanece em 13,75% (=)
  • Selic/23: permanece em 11,25% (=)
BOLSAS NO EXTERIOR

A bolsa japonesa não abre, nesta segunda-feira, em razão de feriado local.

Confira como estão as bolsas internacionais:

  • Dow Jones futuro: -0,83%;
  • S&P 500 futuro: -0,87%;
  • Nasdaq futuro: -0,95%;
  • Euro Stoxx 50: -0,98%
  • Xangai (China): -0,35% (fechado);
  • Nikkei (Japão): Não abre (feriado local);
  • Petróleo Brent: US$ 89,11 (-2,45%);
  • Minério de ferro (Dalian, China): US$ 100,52 (-1,40%).
ESQUENTA DOS MERCADOS

Bom dia! Sempre que uma Super Quarta se aproxima, a reação dos participantes dos mercados financeiros é a mesma.

Os investidores se revestem de camadas adicionais de cautela à espera da próxima ação dos banqueiros centrais e os ativos de risco — como bolsas e criptomoedas — reagem em queda.

Além disso, a ausência de negócios na City Londrina afeta a liquidez na manhã desta segunda-feira (19).

A bolsa de valores de Londres está fechada hoje como parte da operação que envolve os funerais da rainha Elizabeth II.

O presidente Jair Bolsonaro, inclusive, encontra-se em Londres para a cerimônia.

E enquanto os britânicos despedem-se da monarca, os mercados acionários da Europa e os índices futuros de Nova York começam a semana com o pé esquerdo e em queda.

No campo das criptomoedas, o bitcoin (BTC) perdeu o suporte de US$ 19 mil e é negociado a US$ 18.400, cotação que não era vista desde 2020.

Os investidores mantêm a cautela observada desde a semana passada com a reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano).

Analistas acreditam que os diretores do Fed se decidirão pela terceira elevação seguida de 75 pontos-base na taxa básica de juro nos Estados Unidos.

Há quem entenda, porém, que o BC norte-americano pode desembainhar uma alta ainda maior de 100 pontos-base, mas essa projeção seria um choque demasiado para o mercado.

De qualquer modo, os investidores esperam um impacto negativo da elevação dos juros sobre o desempenho dos ativos de risco.

Isso porque o medo que surge é de que o aperto monetário passe da conta e lance a economia norte-americana em recessão.

O resultado da reunião será conhecido às 15h de quarta-feira apenas. Com isso, a expectativa é de que o tom de cautela continue predominando até lá.

Também na quarta-feira, mas depois do fechamento do mercado por aqui, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) anuncia sua decisão de juro.

E se até alguns dias atrás, os analistas contavam com o fim do aperto monetária por aqui, a expectativa agora é de uma alta residual de 25 pontos-base.

Quem jogou água no chope dos investidores foi o presidente do BC, Roberto Campos Neto. Segundo ele, a batalha contra o dragão da inflação ainda não acabou.

Diante disso, abriu-se uma janela para que a Selic chegue aos 14% ao ano na quarta-feira.

No pregão da última sexta-feira (16), o Ibovespa caiu 0,61%, aos 109.280 pontos. A queda acumulada foi de 2,69%.

Já o dólar à vista encerrou o dia em alta de 0,38%, a R$ 5,2592, mas chegou a encostar na casa dos R$ 5,30 na máxima. Na semana, os ganhos foram de 2,17%.

Confira o que movimenta as bolsas, o dólar e o Ibovespa nesta semana.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

BITCOIN NA SEMANA

Não deu para o bitcoin: criptomoedas escorregam no payroll e aprofundam bear market; saiba o que esperar da próxima semana

7 de outubro de 2022 - 15:23

Semana contou com multa à Kim Kardashian, CDBC global, ethereum killers a todo vapor e outros destaques

DESTAQUES DA BOLSA

Ações da MRV (MRVE3) despencam após suspensão da capitalização da Resia; veja os novos planos da construtora para a subsidiária norte-americana

7 de outubro de 2022 - 13:36

De acordo com a companhia, a operação só será retomada quando o cenário macroeconômico dos EUA estiver novamente favorável ao mercado de capitais

O caminho mais seguro

Por que você ainda deve investir em Tesouro Selic, mesmo que os juros tenham parado de subir

7 de outubro de 2022 - 13:19

Para o Itaú BBA, Selic pode permanecer alta por mais tempo do que o mercado espera, e investidor deve manter 60% da sua carteira de títulos públicos em Tesouro Selic

ELEIÇÕES 2022

Simone, Ciro “envergonhado” e até FHC: aonde esses apoios podem levar um eventual governo Lula

7 de outubro de 2022 - 13:15

O petista se movimenta de modo a angariar o máximo apoio possível e confirmar, no fim de outubro, um favoritismo que lhe é atribuído desde sua ressurreição para a política

ELEIÇÕES 2022

Zema, Moro, Garcia e Dallagnol: como esses apoios podem ajudar Bolsonaro no segundo turno?

7 de outubro de 2022 - 13:07

Presidente vem reforçando seu time para a fase final das eleições com nomes da direita da política brasileira; confira os apoios que podem fazer a diferença na reeleição de Bolsonaro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies