🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Camille Lima
Camille Lima
Repórter no Seu Dinheiro. Estudante de Jornalismo na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Já passou pela redação do TradeMap.
APÓS 50 ANOS…

Depois de duas tentativas, Nasa finalmente consegue mandar foguete para a lua; assista ao lançamento

A missão, que leva o nome de Artemis 1, é o primeiro passo dos Estados Unidos na retomada da exploração tripulada do espaço

Nasa lançará foguete à Lua na missão Artemis 1
Nasa lançará foguete à Lua na missão Artemis 1 - Imagem: Divulgação/Nasa

Após meio século de espera e duas tentativas de lançamento que falharam, a Nasa conseguiu enviar o primeiro foguete à Lua desde a missão Apollo 17 na madrugada desta quarta-feira (16).

O sistema espacial — constituído pela espaçonave Orion e o foguete Space Launch System (SLS) de 98 metros de altura — acendeu os motores com sucesso às 3h47, dentro da janela de lançamento de duas horas. Assista aqui ao lançamento.

A missão, que leva o nome de Artemis 1, é o primeiro passo dos Estados Unidos na retomada da exploração tripulada do espaço — e demorou em torno de duas décadas desde que a agência norte-americana recebeu o aval para prosseguir com os esforços.

“Demorou muito para chegar aqui, mas a Orion agora está a caminho da Lua. Este lançamento bem-sucedido significa que a Nasa e nossos parceiros estão no caminho para explorar mais longe no espaço do que nunca, para o benefício da humanidade”, disse Jim Free, vice-administrador associado da Nasa para o Exploration Systems Development Mission Directorate.

Trata-se ainda da primeira expedição lunar da Nasa realizada em 50 anos, desde a missão Apollo 17, que aconteceu em dezembro de 1972.

Voo da Nasa à Lua

Apesar de ter sido projetado para levar humanos à Lua, inicialmente, o foguete não será tripulado. 

A cápsula Orion, que carregaria as pessoas durante a viagem, hoje está ocupada por manequins e outros itens inanimados com sensores para coletar dados.

A intenção é que a missão da Nasa forneça uma base para a exploração humana do espaço profundo e confirme se o veículo é seguro para transportar uma tripulação no futuro.

“Durante este voo, a espaçonave será lançada no foguete mais poderoso do mundo e voará mais longe do que qualquer espaçonave construída para humanos já voou”, disse a Nasa, em nota à imprensa.

De acordo com a Nasa, o segundo voo da Artemis 1 levará uma tripulação, com uma trajetória diferente e testando sistemas críticos da Orion com humanos a bordo.

A missão Artemis 1

A princípio, a missão deve durar em torno de 25 dias e meio, com o pouso marcado para acontecer no Oceano Pacífico em 11 de dezembro.

Assim que se separou do foguete SLS ao chegar ao espaço, a Orion passou a orbitar com um motor. A máquina deveria ter realizado duas queimas para acertar a trajetória da espaçonave em direção à lua.

Isso porque, duas horas depois da decolagem — isto é, por volta das 6h da manhã desta quarta-feira — o motor também seria desacoplado da espaçonave, para que a Orion voasse o resto do caminho sozinha.

Espera-se que a cápsula percorra cerca de 240 mil milhas da trajetória da Terra para a Lua e, depois, outras 40 mil milhas além da Lua em seu ponto mais distante.

A espaçonave deve chegar à Lua no dia 21 de novembro, em um voo de “órbita distante e retrógrada" — que, basicamente, significa que a Orion viajará em grande altitude em relação à superfície da Lua e na direção oposta ao sentido de órbita da Lua em relação à Terra.

Depois de orbitar a Lua, a espaçonave deve retornar à Terra, pousando no Oceano Pacífico em 11 de dezembro.

Compartilhe

Eleições nos EUA

Trump é inevitável? Ex-presidente americano derrota Nikki Haley em casa por vasta margem e caminha para virar o candidato republicano

25 de fevereiro de 2024 - 11:01

Donald Trump vence as primárias republicanas no estado da Carolina do Sul, berço político da oponente Nikki Haley, por 60% dos votos

2 anos da guerra

Ocidente demonstra apoio a Kiev no 2º aniversário da guerra entre Ucrânia e Rússia; Zelensky assina acordos com Itália e Canadá

24 de fevereiro de 2024 - 20:18

Líderes do Ocidente foram à capital ucraniana neste sábado, pelo aniversário da guerra; ajuda dos EUA e da União Europeia ao país, no entanto, passa por dificuldades

THE FINAL COUNTDOWN

Contagem final? Como Trump pode consolidar indicação republicana antes do tempo e encarar Biden em novembro

23 de fevereiro de 2024 - 19:55

A vitória de Trump na Carolina do Sul escreveria o capítulo final de uma das histórias políticas mais importantes da última década

A MÁQUINA DE GUERRA VAI PARAR?

O presente de grego de Biden para Putin: 500 sanções dos EUA marcam o segundo ano da guerra entre Rússia e Ucrânia

23 de fevereiro de 2024 - 18:15

A União Europeia (UE) e o Reino Unido também anunciaram medidas punitivas e a resposta de Moscou não demorou muito; veja como o Kremlin reagiu

A SOCIEDADE DA NEVE

Este homem sobreviveu a uma queda de avião e a 72 dias na neve. Aqui está como ele fez isso — e o que você pode aprender

23 de fevereiro de 2024 - 14:32

Nando Parrado encerrou o BTG Summit 2024 com a palestra ‘Lições de Vida’; veja aqui os principais insights da apresentação

SEM FÓRMULA MÁGICA

Argentina precisa de um milagre? FMI dá a receita para os hermanos colocarem a casa em ordem

23 de fevereiro de 2024 - 13:21

Uma das maiores economistas do Fundo esteve na Argentina, onde conversou com o presidente Javier Milei e diversos membros do governo, incluindo o ministro da Economia, Luis Caputo; veja o que ela propôs

O RASANTE DA ÁGUIA

A China vai parar os EUA? As projeções da S&P Global para a maior economia do mundo este ano

22 de fevereiro de 2024 - 17:59

A agência de classificação de risco revisou de maneira significativa as previsões para a economia norte-americana e diz também o que espera da inflação e dos juros por lá

A FATURA VEIO ALTA

O primeiro prejuízo em 20 anos: o preço que o Banco Central Europeu teve que pagar para colocar a inflação de volta aos trilhos

22 de fevereiro de 2024 - 16:46

O BCE reportou 1,3 bilhão de euros (R$ 7 bilhões) em perdas no ano passado e o pior ainda pode estar por vir; entenda essa história

BAIXO NÍVEL, ALTA TENSÃO

Putin ‘FDP’, Biden ‘caubói’ e uma guerra nas estrelas: o que sabemos sobre a mais nova treta entre EUA e Rússia

22 de fevereiro de 2024 - 13:24

Presidentes de EUA e Rússia trocam farpas em meio a especulações de que uma guerra nas estrelas estaria mais próxima do que imaginamos

DEPOIS DO BALDE DE ÁGUA FRIA

Mistério revelado? Ata do Fed dá pistas do que pode acontecer com os juros em março

21 de fevereiro de 2024 - 17:27

Os investidores aguardavam o documento para entender o futuro da taxa referencial da maior economia do mundo e já se reposicionaram depois dos novos sinais desta quarta-feira (21)

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies