🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
CRESCE A TENSÃO

Foguetes russos atingem a Polônia, matam duas pessoas e guerra chega ao território da Otan, segundo AP

Embora a Polônia não esteja diretamente envolvida no conflito, o país condena veementemente a guerra e abriu suas portas para milhões de refugiados.

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
15 de novembro de 2022
16:41 - atualizado às 18:47
guerra russia ucrania - xadrez
Imagem: Shutterstock

O conflito entre Rússia e Ucrânia, que já se arrasta por quase nove meses, parece ter ganhado um capítulo mais dramático nesta terça-feira (15). 

Segundo informações da Associated Press, dois foguetes russos acabaram atingindo a Polônia, integrante da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), matando duas pessoas. De acordo com a AP, a informação foi coletada de um oficial da inteligência americana.

A notícia tende a piorar o cenário geopolítico, aumentando a tensão no leste europeu e levando o governo polonês a acionar o comitê de segurança nacional. 

A região atingida é uma área de secagem de grãos e fica próximo da fronteira com a Ucrânia, em Przewodów.  As bolsas em Nova York apresentaram uma desaceleração dos ganhos após a notícia.

De acordo com o Pentágono, ainda não há confirmação de que se trata de um ataque russo, com a situação sendo investigada. Já o Ministério da Defesa russo disse não ter feito nenhum ataque contra alvos perto da fronteira da Polônia, com as notícias veiculadas pela imprensa internacional sendo categorizadas como "uma provocação deliberada para agravar a situação". A declaração foi noticiada pela Interfex, agência russa.

A Otan tem um pacto de defesa coletiva. Ou seja: ataques contra países-membros são considerados como ataques a todos.

Apesar da falta de confirmação oficial, a Polônia está em contato direto com outros membros da Otan — a Letônia, Lituânia e Estônia já responsabilizaram a Rússia pelos mísseis.

Nesta terça-feira (15), a Rússia havia iniciado uma ofensiva que deixou cerca de 7 milhões de ucranianos sem acesso à energia elétrica. 

Embora a Polônia não esteja diretamente envolvida no conflito, o país condena veementemente a guerra e abriu suas portas para milhões de refugiados. 

O que diz a Otan

O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, disse ter conversado com o presidente polonês, Andrzej Duda, sobre o acontecido. Segundo o secretário, aliados ainda estão sendo consultados e os dados apurados. 

O presidente da Polônia disse que estão sendo verificadas as premissas para a aplicação do Artigo 4 da Otan, quando se espera consultas mútuas para verificar a existência de ameaças. Caso se confirme, é possível que o artigo 5, de defesa comum, entre em operação. 

*Com informações da Associated Press e Sky News

*Em atualização

Compartilhe

COM OS DIAS CONTADOS

A China vai tombar de vez? O empurrão dos EUA que pode colocar a segunda maior economia do mundo em xeque

19 de fevereiro de 2024 - 19:50

No passado, o governo de Xi Jinping já alertou Washington sobre o “erro histórico” de impor limites à Pequim

SÓ DOR DE CABEÇA

A nova insônia da Argentina: o dado que vai tirar o sono de Javier Milei — e não é a inflação

19 de fevereiro de 2024 - 19:09

O governo já se defendeu dos números que devem trazer mais dor de cabeça para a Casa Rosada

SOB A LUPA EUROPEIA

Mais problemas para o TikTok? Rede social das dancinhas cai na mira da União Europeia — e pode receber multa pesada

19 de fevereiro de 2024 - 18:15

A UE vai investigar se a rede social viola as regras de conteúdo online destinadas a proteger as crianças na plataforma

O PODER DE UMA PAIXÃO

O caso amoroso que pode salvar Trump de ser condenado

19 de fevereiro de 2024 - 15:15

O romance em questão não está diretamente ligado ao ex-presidente dos EUA, mas pode ajudá-lo no processo sobre a tentativa do republicano reverter a derrota nas eleições de 2020

ANO NOVO, VIDA NOVA?

Viagens e gastos de turistas durante ano-novo na China superam níveis pré-pandemia, mas algo ainda incomoda os economistas

19 de fevereiro de 2024 - 11:37

Deslocamentos internos e gastos em viagens pela China mostram recuperação enquanto governo tenta impulsionar o consumo

MARCADOS PELA OPOSIÇÃO

Todos contra Putin: os inimigos que ousaram desafiar o homem mais poderoso da Rússia e não tiveram um final feliz

16 de fevereiro de 2024 - 19:43

A lista de desafetos do presidente russo é longa. O Seu Dinheiro separou os principais nomes de oposição e conta para você o destino — às vezes trágico — de cada um deles

"PASSOU MAL"

Quem foi Alexei Navalny, o opositor de Putin que denunciou a corrupção na Rússia e morreu na prisão

16 de fevereiro de 2024 - 10:01

Advogado e ativista anticorrupção, Navalny tinha 47 anos e entrou para a lista de opositores de Vladimir Putin que morreram nos últimos anos

TREMOR NA ÁSIA

A queda de um gigante: Japão perde posto de terceira maior economia do mundo; saiba qual país roubou o lugar

15 de fevereiro de 2024 - 16:44

A bolsa de valores japonesa, no entanto, reagiu bem à dança das cadeiras econômica; entenda por que o principal índice de ações de lá subiu mesmo com a confirmação da recessão

FICHA SUJA

Caso Sarkozy: por que um dos homens mais poderosos da França foi condenado e pode parar na cadeia

14 de fevereiro de 2024 - 19:31

Ele foi presidente de 2007 a 2012, segue como uma figura influente entre os conservadores e mantém relações amigáveis ​​com o atual chefe do Eliseu, Emmanuel Macron

A DISPARADA DE PREÇOS CONTINUA

Um recorde para Milei não esquecer: Argentina começa 2024 com a inflação mais alta do mundo

14 de fevereiro de 2024 - 19:02

Nossos vizinhos tiveram uma taxa mais elevada do que a de países acostumados a aparecer nesse ranking, a exemplo de Venezuela, Turquia, Zimbabué e Líbano

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies