O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-25T13:56:05-03:00
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
REIS DOS PROVENTOS

Quer retorno de 1% ao mês isento de imposto de renda? Confira os 36 fundos imobiliários campeões de dividendos em abril

O topo da lista foi novamente dominado pelos FIIs de papel, que investem em títulos de renda fixa atrelados ao setor imobiliário

25 de abril de 2022
13:56
ilustração mostra homem voando com auxílio de balões com cifrões, representando dividendos | Fundos imobiliário, FIIs
Imagem: Shutterstock, com intervenção de Andrei Morais

Ainda faltam alguns dias para o fim de abril, mas todos os fundos de investimento imobiliário (FIIs) listados na B3 já revelaram se distribuem dividendos neste mês e quanto pagarão aos cotistas. Com essas informações em mãos, a Economatica aponta quais são os maiores pagadores de proventos do período.

Para chegar aos campeões da rentabilidade, a plataforma de informações financeiras calcula o dividend yield (DY) dos ativos. O indicador mede o rendimento de um ativo a partir da relação entre o pagamento de proventos e o valor das cotas negociadas na B3.

No topo da lista da Economatica, aparece o Autonomy Edifícios Corporativos (AIEC11), com retorno com dividendos de 1,62% em abril. O fundo de lajes corporativas também foi o FII com maior valorização do primeiro trimestre.

Além dele, outros 36 fundos apresentaram um retorno em dividendos acima de 1% ao mês. O número mágico costuma ser usado como meta de rentabilidade para investidores brasileiros. 

Nesse recorte, chama atenção o domínio de um segmento específico que também já havia sido o mais rentável do ano passado: os FIIs de papel, que investem em títulos de renda fixa e crédito relacionados ao mercado imobiliário, como os certificados de recebíveis imobiliários (CRI).

Ainda segundo o levantamento da Economatica, os fundos dessa classe ocupam sete posições na lista dos 10 fundos com os maiores retornos de abril. Veja baixo:

FundoSegmentoDY em abril
Autonomy Edifícios Corporativos (AIEC11)Lajes Corporativas1,62%
Riza Arctium Real Estate (ARCT11)Híbrido1,54%
NCH High Yield Recebíveis (NCHB11)Recebíveis Imobiliários1,49%
Valora CRI (VGIP11)Recebíveis Imobiliários1,40%
Urca Prime Renda (URPR11)Recebíveis Imobiliários1,40%
Ourinvest JPP (OUJP11)Híbrido1,38%
AF Invest Cri (AFHI11 )Recebíveis Imobiliários1,35%
REC Recebíveis (RECR11)Recebíveis Imobiliários1,35%
Valora Hedge Fund (VHHF11)Recebíveis Imobiliários1,34%
Kinea Índices de Preços (KNIP11)Recebíveis Imobiliários1,33%

O segmento como um todo também é o único a superar o patamar de 1% ao mês, na média. Na outra ponta, os shoppings são a classe com o menor dividend yield: apenas 0,69%. 

  • Recebíveis Imobiliários: 1,09%
  • Agências: 0,92%
  • Outros: 0,91%
  • Híbridos: 0,81%
  • Lajes Corporativas: 0,81%
  • Logística: 0,75%
  • Shoppings: 0,69%

A força do papel

Um dos fatores que explica o domínio dos fundos imobiliários de papel na tabela de rentabilidade está ligado à própria característica que nomeia a classe.

A rentabilidade desses ativos está normalmente atrelada a indexadores que se beneficiam do cenário atual de alta da inflação e aperto nos juros para contê-la, como o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA) e o Certificado de Depósito Interbancário (CDI).

Por isso, enquanto grande parte dos ativos de renda variável — incluindo os fundos de tijolo, cujo patrimônio está em ativos reais — sofre com o avanço dos preços e as altas consecutivas da taxa básica de juros (Selic), os recebíveis imobiliários triunfam.

É importante destacar que retorno passado não é garantia de dividendos no futuro, mas, mesmo com as perspectivas de arrefecimento da inflação, os FIIs de papel ainda têm tudo para seguir pagando bons proventos ao longo deste ano.

“Acho bem difícil os fundos de papel repetirem o que foi 2021, mas acredito que esse ainda é um ano de distribuições saudáveis de dividendos”, afirma Luis Stacchini, sócio e co-CIO de Real Estate na casa de investimentos Navi.

Stacchini relembra que, mesmo com uma inflação mais baixa, os credores de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) ainda colherão os frutos de saldos devedores inflados pelas correções do ano anterior, que terminou com IPCA acumulado de 10,06%.

A manutenção do patamar elevado dos juros também pode impulsionar os rendimentos, segundo André Freitas, sócio-fundador, CEO e CIO da Hedge Investments.

“Teremos juros altos, portanto os fundos imobiliários indexados pelo Certificado de Depósito Interbancário (CDI) renderão bastante. Aqueles indexados a índices inflacionários também serão beneficiados pela inflação ainda elevada. Portanto, os fundos de papel realmente serão bem competitivos.”

Quais fundos imobiliários distribuem dividendos hoje?

Por falar em retorno com dividendos, 24 fundos imobiliários distribuem proventos nesta segunda-feira (25), segundo informações do Clube FII. Veja abaixo quais são eles:

FundoData baseValor por cota
Barigui Rendimentos (BARI11)31/03R$ 1,10
JS Real Estate Multigestão (JSRE11)31/03R$ 0,49
Guardian Multiestratégia Imobiliária I (GAME11)11/04R$ 0,13
Ourinvest Renda Estruturada (OURE11)14/04R$ 0,90
Eldorado (ELDO11B)13/04R$ 5,20
Ourinvest RE I (WTSP11B)14/04R$ 0,32
Ourinvest Logística (OULG11)14/04R$ 0,17
Ourinvest Fundo de Fundos14/04R$ 0,70
Suno Recebíveis (SNCI11)14/04R$ 0,22
Suno Recebíveis (SNCI11)14/04R$ 0,82
Suno Recebíveis (SNCI11)14/04R$ 1,30
Suno Fundo de Fundos (SNFF11)14/04R$ 0,65
AF Invest CRI (AFHI11)14/04R$ 1,35
Alianza FOF (AFOF11)14/04R$ 1,01
BTG Pactual Shoppings (BPML11)14/04R$ 0,30
Core Metropolis (CORM11)14/04R$ 0,03
Core Metropolis (CORM11)14/04R$ 2,88
Core Metropolis (CORM11)14/04R$ 0,81
Core Metropolis (CORM11)14/04R$ 3,01
Riza Akin (RZAK11)14/04R$ 1,20
Campus Faria Lima (FCFL11)14/04R$ 0,86
Alianza Trust Renda Imobiliária (ALZR11)14/04R$ 0,77
REC Fundo de Fundos (RECX11)14/04R$ 0,80
BTG Pactual Logística (BTLG11)14/04R$ 0,72
BlueMacaw Crédito Imobiliário (BLMC11)14/04R$ 1,15
Riza Arctium Real Estate (ARCT11)14/04R$ 1,64
XP Industrial (XPIN11)14/04R$ 0,61
XP Malls (XPML11)14/04R$ 0,66
Transinc (TSNC11)14/04R$ 37,56
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de swing trade: compra de ações da Wiz (WIZB3) e lucro de 5% no bolso com Bradesco (BBDC4)

Identifiquei uma oportunidade de swing trade – compra dos papéis da Wiz (WIZS3), com entrada em R$ 8,44; veja a análise

O melhor do Seu Dinheiro

O Nubank estará Nu mais uma vez? Confira a história do dia e outras sete notícias que mexem com os seus investimentos

O Nubank virou rei na competição com os bancões, mas a nudez dos balanços amargou o gosto dos investidores pela fintech; veja o que esperar do resultado do primeiro trimestre

Segredos da Bolsa

Esquenta dos mercados: Desaceleração da China gera mal estar e bolsas amanhecem pressionadas; Ibovespa acompanha tensão na Petrobras (PETR4)

No panorama doméstico, os balanços de Magazine Luiza, Nubank e outros movimentam o dia

Fã ou hater?

O Nubank (NUBR33) vai calar a boca dos críticos? Saiba o que esperar dos resultados do 1T22 do banco digital

Nubank é um daqueles papéis que costumam gerar um comportamento binário dos investidores, a exemplo de Oi (OIBR3) e IRB (IRBR3): ou você é fã, ou é hater.

'PERGUNTA PRO SACHSIDA'

Bolsonaro se pronuncia sobre ‘fritura’ e possível substituição do presidente da Petrobras (PETR4)

Bolsonaro voltou a dizer que “ninguém vai tabelar preço de combustível”, mas afirmou que a “finalidade social” da Petrobras não está sendo cumprida

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies