⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2022-09-22T16:48:12-03:00
Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP, já passou pelo portal DCI e setor de análise política da XP Investimentos.
JORNADA MENOR

Semana de quatro dias passa no ‘teste’ e pode se tornar definitiva no Reino Unido; saiba os detalhes

Iniciada em junho, as empresas participantes já cogitam tornar a jornada menor definitiva; o teste-piloto vai até dezembro

21 de setembro de 2022
17:52 - atualizado às 16:48
reino unido; semana de 4 dias
Imagem: Reprodução/Pexels/Pixabay

Os testes da semana de quatro dias úteis no Reino Unido nem terminaram, mas a jornada menor de trabalho está mais próxima de se tornar definitiva para grande parte dos profissionais britânicos. 

Isso porque dados preliminares mostram que, até o momento, a produtividade foi mantida ou melhorada na maioria das empresas adeptas ao “teste” do novo modelo de trabalho. Contudo, as companhias mais tradicionais — também mais resistentes à jornada menor — afirmam que a mudança é “complicada”. 

O teste-piloto, iniciado no Reino Unido em junho, conta com mais de 3 mil colaboradores de 73 empresas, envolvendo setores que vão de tecnologia até restaurantes — e durará até dezembro. Os profissionais trabalham um dia a menos por semana, sem alterações na remuneração. 

O programa está sendo conduzido pelas universidades de Oxford e Cambridge, em parceria com a Boston College nos EUA, além da contribuição das organizações sem fins lucrativos 4 Day Week Global Autonomy e 4 Day Week UK Campaign. 

A ideia é medir os novos padrões de jornada de trabalho acompanhando os níveis de produtividade, igualdade de gênero, meio ambiente e bem-estar do colaborador com um dia de trabalho a menos na semana.

Resultados no Reino Unido (até agora)

As empresas que entraram no teste da semana de quatro dias úteis já têm planos de manter a jornada menor. 

Quarenta e uma das 71 companhias participantes responderam a uma pesquisa preliminar sobre a mudança na rotina corporativa a partir de junho. Para 86% dos entrevistados, a política de jornada menor deve permanecer, ou seja, ficar como modelo definitivo após o período de teste. 

A maioria das empresas também afirmaram que a semana menor tem funcionado bem. Além disso, 95% das companhias disseram que a produtividade não mudou ou melhorou com a jornada de apenas quatro dias de trabalho. 

Por fim, a 4 Day Week, organizadora do teste no Reino Unido, apontou também outros ganhos, além do “dia livre”.  

Segundo a instituição, os funcionários se beneficiaram com menos custos com deslocamento e supervisão dos filhos (babás ou creche) — o que representa uma economia de cerca de 269,36 libras (R$ 1.585 no câmbio atual) por mês.

VEJA TAMBÉM: SEMANA DE 4 DIAS: A moda pega? 

Semana de quatro dias no Brasil 

No Brasil, a iniciativa começou a ganhar adeptos principalmente a partir da reabertura da economia, depois do período de isolamento em razão da pandemia de covid-19. 

A redução da jornada de trabalho chegou acompanhada de outros benefícios, como a flexibilidade e a adoção do sistema remoto — e os colaboradores “premiados” com a redução da carga horária semanal não querem voltar a trabalhar cinco dias por semana. 

Mas, por aqui, os testes-piloto estão sendo realizados de forma independente por algumas empresas, como a Gerencianet e a NovaHaus — ao contrário do que está acontecendo no Reino Unido. 

*Com informações de BBC 

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

NA CONTA DA Berkshire Hathaway

Warren Buffett já perdeu US$ 36 bilhões com a Apple neste ano; por que uma das “joias da coroa” do megainvestidor despenca no mercado acionário?

1 de outubro de 2022 - 20:32

Os ativos da gigante de tecnologia acumulam queda de 24% este ano, refletindo o mercado tech e também fatores internos

ELEIÇÕES 2022

Lula não teme golpe de Bolsonaro — petista diz que, se for eleito, “haverá posse”

1 de outubro de 2022 - 19:29

O ex-presidente indicou que acredita na vitória, mas ainda não sabe se ela virá no primeiro ou segundo turno

ELEIÇÕES 2022

Último Datafolha mostra Lula com 50% das intenções de voto, contra 36% de Bolsonaro; petista manteve vantagem e pode levar o pleito no primeiro turno

1 de outubro de 2022 - 18:12

A última pesquisa Datafolha antes do primeiro turno acaba de ser divulgada e mostra que a distância entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL) manteve-se a mesma. O levantamento publicado neste sábado indica que Lula tem 50% dos votos válidos contra 36% de Bolsonaro. A pontuação do petista […]

ELEIÇÕES 2022

Lula oscila para baixo, mas mantém vantagem sobre Bolsonaro e ainda pode vencer no primeiro turno, revela última pesquisa do IPEC

1 de outubro de 2022 - 18:06

Lula lidera o levantamento do Ipec, antigo Ibope, com 51% das intenções de voto. Bolsonaro vem em segundo lugar, com 37%

Exclusivo Seu Dinheiro

Dividendos da Petrobras (PETR4) podem ser taxados após as eleições: saiba o que cada candidato à presidência propõe sobre o tema

1 de outubro de 2022 - 17:00

Todos querem cobrar Imposto de Renda sobre seus dividendos, mas Lula, Bolsonaro, Ciro e Simone Tebet têm propostas diferentes sobre o tema

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies