O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-05-14T15:48:55-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
O CLIMA ESQUENTOU

Petrobras (PETR4) rebate críticas e nega mudanças em política de preços em meio a ‘fritura’ do novo presidente da estatal

Este sábado (14) marca um mês da chegada de José Mauro Ferreira Coelho ao comando da empresa, mas esse pode ser o único aniversário dele no comando

14 de maio de 2022
15:48
O presidente Jair Bolsonaro, em montagem ao lado do logotipo da Petrobras
Relembre os ataques à Petrobras (PETR4). - Imagem: Montagem Andrei Morais/Shutterstock

O último reajuste do óleo diesel de 8,9% reacendeu os debates sobre a política de preços da Petrobras (PETR4). A paridade internacional fez com que os preços disparam e com eles, as críticas do presidente da República, Jair Bolsonaro

Neste sábado (14), a estatal enviou um comunicado ao mercado, informando que não há debate sobre a mudança na política de preços da Petrobras. Leia a carta na íntegra:

“Rio de Janeiro, 14 de maio de 2022 – A Petróleo Brasileiro S.A Petrobras), em relação às notícias veiculadas na mídia, esclarece que não está discutindo mudanças em sua política de preços com o Ministério de Minas e Energia.

A Petrobras reitera seu compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, acompanhando as variações para cima e para baixo, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato da volatilidade para os preços internos.”

Bolsonaro contra Petrobras

Após a apresentação de resultados da estatal, que registrou lucro líquido de R$ 44,5 bilhões no primeiro trimestre — resultado 38 vezes maior do que o obtido no mesmo período do ano passado —, o presidente da República voltou a questionar os ganhos da empresa. 

Em sua live semanal, Bolsonaro afirmou aos gritos que o lucro da estatal "é um estupro, um absurdo". "Muitas petroleiras mundo afora reduziram o preço, baixaram a margem de lucro. Se fosse estatal, eu teria decidido reduzir a margem de lucro".

Entretanto, dados compilados pelo Estadão apontam que a estatal pagou R$ 447 bilhões ao governo federal desde o início do mandato de Bolsonaro, em janeiro de 2019. No mesmo período, a Petrobras lucrou cerca de R$ 200 bilhões.

E a chapa esquenta…

Este sábado (14) marca um mês da chegada de José Mauro Ferreira Coelho ao comando da Petrobras, mas esse pode ser o único aniversário dele no comando.

Segundo fontes próximas ao presidente ouvidas pelo Estadão, Ferreira Coelho está sob pressão após um novo aumento no preço do diesel.

O jornal apurou que, com a troca de comando no Ministério de Minas e Energia, o cargo de presidente da petroleira também está na mira da dança das cadeiras.

Relembre os presidentes da estatal

Quando Bolsonaro entrou na presidência, Roberto Castello Branco assumiu em 3 de janeiro de 2019 e permaneceu no cargo  até 13 de abril de 2021, o maior tempo de chefia desde o início do governo, com um ano e três meses à frente da estatal.

O desgaste com o reajuste de combustíveis culminou com a troca dele pelo general Joaquim Silva e Luna, que permaneceu um ano à frente da estatal — e caiu pelos mesmos motivos que Castello Branco. Ele ficou pouco menos de um ano, de 16 de abril de 2021 a 13 de abril de 2022. 

Por fim, o atual chefe da Petrobras assumiu em 14 de abril e faz “mêsversário” neste sábado.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

INTERNET DO MUSK

O que faz a Starlink, empresa que trouxe Elon Musk ao Brasil e deve operar na Amazônia

A empresa do bilionário promete internet ultrarrápida e deve começar as suas operações ainda neste ano; Anatel já deu aval

FECHAMENTO DO DIA

Escapou do urso: S&P 500 consegue fechar no azul em recuperação dramática; saiba o que aconteceu com as bolsas nos EUA

Dois fatores são centrais para entender o comportamento do S&P 500, do Nasdaq e do Dow Jones nas últimas semanas; entenda

FECHAMENTO DO CÂMBIO

Dólar recua 0,87% e vale R$ 4,87. Euro também cai e vale R$ 5,13; confira o que movimentou o câmbio nesta sexta-feira

Apesar do predomínio de um certo humor pessimista pelo mundo, o real conseguiu ter mais um dia de ganhos em relação ao dólar

VISÃO MACRO

Por que o mercado exagera ao temer uma recessão nos Estados Unidos e na China

Os sinais de uma possível recessão nas grandes economias, como EUA e China, e o aumento de um pessimismo generalizado parecem ter tomado conta dos mercados

CHAPÉU NA RECEITA

Criador da Terra (LUNA), criptomoeda que virou pó, deve cerca de US$ 78 milhões ao governo da Coreia do Sul e Terraform Labs deixa investidores com prejuízo de US$ 1,1 milhão

As acusações acontecem em meio a uma reformulação do protocolo, que pretende pagar os usuários que perderam dinheiro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies