🔴 5 MOEDAS PARA MULTIPLICAR SEU INVESTIMENTO EM ATÉ 400X – VEJA COMO ACESSAR LISTA

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
MAIS UM CAPÍTULO

Twitter & Elon Musk: bilionário afirma que criará ‘conselho’ para evitar discurso de ódio; personalidades falam em abandonar rede social

A suspeita do retorno de contas suspensas, como a do ex-presidente Donald Trump e do polêmico artista Kanye West também gerou inquietação na rede

Renan Sousa
Renan Sousa
2 de novembro de 2022
12:56 - atualizado às 15:07
O bilionário Elon Musk comprou o Twitter faz pouco mais de uma semana e já bagunçou todo o coreto da rede social
O bilionário Elon Musk - Imagem: Montagem / Divulgação

O bilionário Elon Musk comprou o Twitter faz pouco mais de uma semana e já bagunçou todo o coreto da rede social — desde a demissão do corpo diretor até uma estranha proposta de cobrança pelas contas verificadas. 

Mas o que mais preocupava os usuários era — e ainda é — a condução da política de suspensão e sinalização (conhecido também como flag) de contas que violarem as regras da rede social.

A suspeita do retorno de contas suspensas, como a do ex-presidente Donald Trump e do polêmico artista Kanye West também gerou inquietação na rede.

Entretanto, Musk afirmou nesta quarta-feira (02) que o Twitter não permitirá que ninguém que tenha sido removido do serviço por violar suas regras volte à plataforma até que a empresa tenha um processo claro para coordenar o problema em vigor — o que, segundo ele, levará pelo menos algumas semanas.

As novas políticas do Twitter com Elon Musk

O CEO da Tesla recentemente completou a aquisição de US$ 44 bilhões da rede social e informou no Twitter que conversou com vários líderes da sociedade civil sobre como a rede social continuará a combater o discurso de ódio e o assédio no ambiente digital.

Para ajudar a aconselhar sobre moderação de conteúdo, ele anunciou planos de convocar um conselho.

 "O conselho de moderação de conteúdo do Twitter incluirá representantes com visões amplamente divergentes, o que certamente incluirá a comunidade de direitos civis e grupos que enfrentam violência alimentada pelo ódio", disse Musk.

Discurso de ódio nas redes sociais

O bilionário Musk se autodenomina absolutista da liberdade de expressão, defendendo-a a todo custo. Entretanto, essa liberdade exacerbada dá margem para o discurso de ódio, hoje combatido por boa parte das redes sociais. 

Esta semana, duas grandes empresas de publicidade recomendaram que seus clientes adiassem temporariamente a publicidade no Twitter por causa de preocupações com a capacidade da empresa de monitorar o conteúdo.

Ainda, Musk é a favor da reversão de algumas das regras do Twitter. O empresário afirma que o Twitter "não pode se tornar um inferno livre para todos, onde qualquer coisa pode ser dita sem consequências". Além de seguir as leis, o Twitter deve ser "caloroso e acolhedor para todos", acrescentou.

“Mensalidade” e pagar pelo verificado no Twitter

A proposta de Musk de cobrar por uma conta verificada no Twitter também foi muito mal recebida pela comunidade. O bilionário quer que a rede social se torne menos dependente da publicidade digital — que responde por quase 90% da receita total da empresa.

Com isso, ele vê um caminho para aumentar a receita com a venda de assinaturas. Ele recentemente tuitou que estava se inclinando para uma oferta de assinatura de US$ 8 por mês.

Outra mudança que Musk apresentou foi a cobrança pelo processo de verificação de usuários do Twitter. Esse serviço, que adiciona uma marca de seleção azul nas contas daqueles que são verificados, atualmente é gratuito, mas apenas contas consideradas "notáveis" pelo Twitter podem obtê-lo.

O “verificado” ajuda tanto a garantir a autenticidade das contas como também concede alguns benefícios ao usuário, como amplitude nas publicações, mensagens diretas liberadas para outras contas verificadas etc..

Personalidades contra

Personalidades do exterior já se manifestaram contra a aquisição da rede social pelo bilionário. Sara Bareilles, Toni Braxton, Chá Leoni, Brian Koppelmande, Ken Olin, Shonda Rhimes, Josh Gad e até mesmo o escritor Stephen King ameaçaram deixar a rede com medo de ela se tornar uma plataforma de disseminação de ódio e notícias falsas.

Esses usuários dizem que não pretendem esperar para descobrir que tipo de mudanças esperam de Musk e que devem abandonar a rede, sem cravar uma data específica. 

*Com informações do Dow Jones Newswires.

Compartilhe

UNIÃO DA MODA

Fusão da moda: Arezzo (ARZZ3) e Grupo Soma (SOMA3) acertam termos e condições para incorporação que criará gigante do varejo

19 de maio de 2024 - 9:03

De acordo com as informações mais recentes dos respectivos balanços, as empresas, juntas, faturam algo em torno de R$ 12,765 bilhões

CRISE NA ESTATAL

Justiça nega pedido por assembleia na Petrobras (PETR4) que atrasaria posse de Magda Chambriard

18 de maio de 2024 - 17:02

Em sua reclamação na Justiça, o deputado do Novo alega que, eventualmente reconhecida a queda do CA em efeito dominó após a saída de Prates

QUASE 10 ANOS DEPOIS

Vale (VALE3), BHP e Samarco fazem nova proposta de R$ 127 bilhões para compensar tragédia em Mariana, mas acordo não deve evoluir agora

18 de maio de 2024 - 14:44

Valor de R$ 127 bilhões oferecido na última proposta, do final de abril, foi mantido, mas as empresas retomariam agora obrigações que tinham ficado de fora

SUBIU, DESCEU

Volta da febre das “meme stocks”: GameStop cai quase 20% em um único pregão, mas fecha semana com ganhos de 23%

18 de maio de 2024 - 13:26

Também pressionaram os papéis da mais famosa “ação meme” a divulgação de dados trimestrais preliminares da empresa

Dá o play!

Óleo no chope da bolsa: como ficam seus investimentos após mais uma intervenção na Petrobras (PETR4)

18 de maio de 2024 - 11:00

O podcast Touros e Ursos recebeu Karina Choi, sócia da Cordier Investimentos, para comentar os possíveis impactos da decisão do presidente Lula de demitir Jean Paul Prates da presidência da estatal

DISPUTA JUDICIAL

Justiça de SP suspende embargo das obras do principal projeto da JHSF (JHSF3) após mais de um mês de paralisação

18 de maio de 2024 - 9:12

O relator do documento é Ruy Alberto Leme Cavalheiro, da 1ª Câmara Reservada ao Meio Ambiente

HORA DE VENDER?

Rumo: por que o Goldman Sachs calcula um potencial de ganho menor para as ações RAIL3

17 de maio de 2024 - 16:19

O banco norte-americano reduziu o preço-alvo dos papéis de R$ 27 para R$ 24,50 — o que representa um potencial de valorização de 16,5% com relação ao último fechamento

CHAMA O VAR

Com mais de R$ 395 milhões em dívidas, Polishop pede recuperação judicial, mas bancões tentam reter valores

17 de maio de 2024 - 15:09

Além da recuperação judicial, a Polishop vem tentando se blindar dos credores financeiros por meio de cautela tutelar

COMPRAR OU VENDER?

A Positivo pode mais? As ações POSI3 já subiram 50% este ano e esse banco gringo conta para você se há espaço para mais

17 de maio de 2024 - 13:46

Os papéis da empresa sobem cerca de 5% nesta sexta-feira (17), embalados pela nova recomendação do UBS BB; confira se chegou o momento de colocar ou tirar esses ativos da carteira

INVESTIMENTOS

Seguro mais seguro: por que o JP Morgan elevou recomendação para IRB Re (IRBR3) mesmo com catástrofe no RS?

17 de maio de 2024 - 11:07

Nas contas do banco norte-americano, o IRB é a companhia de seguros mais exposta ao RS, podendo ter um impacto de 15% a até 30% nos lucros até o fim de 2024

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar