O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-29T12:01:57-03:00
Flavia Alemi
Flavia Alemi
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pela FIA. Trabalhou na Agência Estado/Broadcast e na S&P Global Platts.
Fazendo caixa

Após comprar o Twitter, Elon Musk vende ações da Tesla para ajudar a pagar a conta

CEO da Tesla garantiu que parte do negócio com o Twitter seria paga com a sua própria fortuna. Ele também prometeu acabar com os robôs de spam na rede

29 de abril de 2022
12:01
Elon Musk, CEO da Tesla, compra Twitter
Imagem: Nurphoto/Getty Images

Depois de provocar alvoroço ao anunciar a compra do Twitter (TWTR34) na segunda-feira (25), Elon Musk decidiu vender o equivalente a US$ 4 bilhões em ações da Tesla (TSLA34) durante esta semana.

A venda das ações foi efetuada entre terça (26) e quarta-feira (27), mas o registro só entrou na Securities and Exchange Commission (SEC, a CVM dos EUA) no final da noite de ontem (28).

Vale lembrar que o negócio com o Twitter foi avaliado em US$ 44 bilhões, ou US$ 54,20 por ação.

Desse montante, o CEO da Tesla garantiu que US$ 21 bilhões viriam da sua própria fortuna, o que provocou especulações de que ele teria de vender uma parcela significativa da sua participação na empresa.

Isso porque o final do ano passado, Musk vendeu o equivalente a US$ 16 bilhões em ações da Tesla para ajudar a pagar uma conta de US$ 11 bilhões em impostos.

A especulação levou os papéis da Tesla a amargarem perdas durante a semana. Nesta sexta-feira (29), no entanto, as ações da companhia sobem mais de 5%.

Desde o começo do ano até agora, as ações da Tesla acumulam queda de 26,8%, mas têm alta de 29,6% em 12 meses.

Ao comentar a notícia no Twitter, Musk garantiu que não há mais vendas programadas das ações da Tesla depois de hoje.

Fim dos robôs no Twitter?

Dentre as promessas de mudanças no Twitter feitas por Musk, uma delas se sobressai: a de aniquilação dos robôs de spam. A rede social é conhecida por conter uma série de contas operadas por algoritmos configurados para fazer propaganda, aplicar golpes e disseminar informações falsas.

Musk também prometeu "autenticar todos os humanos reais", o que dá a entender que as contas falsas no Twitter podem estar com os dias contados.

O que tem se especulado agora é como isso será feito. Talvez uma expansão do programa já existente de verificação de contas, que dá o desejado selo azul? Ou então uma ligação com um meio de pagamento, como cartão de crédito? E se for por meio de biometria facial?

De acordo com o CNN Business, qualquer maneira de autenticar as contas passará por desafios ligados a acesso ou privacidade.

Do ponto de vista do acesso, caso haja um sistema que ligue as contas a cartões de crédito, por exemplo, o Twitter correria o risco de excluir quem não tem acesso a esse produto, como pessoas mais jovens ou que estão com o nome sujo na praça.

Já na parte da privacidade, os usuários teriam de confiar que a plataforma não utilizaria suas informações pessoais para benefício próprio. Além disso, seria um prato cheio para governos autoritários e um alvo para hackers que queiram fraudar identidade.

Leia também:

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

CVM recua e libera distribuição de dividendos do fundo imobiliário Maxi Renda FII (MXRF11) com base no ‘lucro caixa’ — relembre o caso

A xerife do mercado de capitais reconheceu “a existência de obscuridade e contradição” na decisão original

Superou o trauma? Bitcoin (BTC) segue no patamar de US$ 30 mil; saiba se a maior criptomoeda do mundo sustentará esse nível

BTC terá também que superar os críticos às moedas digitais, que não pouparam esforços para injetar ainda mais medo nesse mercado já extremamente desorientado

CEO do JP Morgan leva cartão vermelho de acionistas e pode ficar sem bônus milionário, entenda a decisão rara

A desaprovação foi a primeira desde que o conselho do banco norte-americano enfrentou um voto negativo sobre compensações desde que as regras foram introduzidas, há mais de uma década

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Hapvida, Magazine Luiza e Nubank tombam, mas Ibovespa fecha o dia no azul; confira os destaques desta terça-feira

O maior apetite ao risco e a expectativa de manutenção no ritmo de alta no juro nos Estados Unidos ajudou o Ibovespa, que teve um dia de ganho

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa sustenta alta após susto inicial com Powell; dólar cai abaixo dos R$ 5

O Ibovespa fechou o dia longe das mínimas, mas o dólar caiu 2% com o apetite por risco no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies