🔴 AS BIG TECHS ESTÃO ‘SUGANDO’ DINHEIRO DA BOLSA BRASILEIRA? – VEJA COMO SE PROTEGER

Flavia Alemi
Flavia Alemi
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pela FIA. Trabalhou na Agência Estado/Broadcast e na S&P Global Platts.
Reunião do Copom

UBS BB eleva aposta de alta da Selic para 1,5 p.p. na semana que vem, a 12,25%

Banco prevê, ainda, outra alta de 1,5 p.p. na reunião de 4 de maio, o que faria a Selic chegar a 13,75%. Dólar sofreu revisão para baixo

Flavia Alemi
Flavia Alemi
10 de março de 2022
11:25 - atualizado às 11:37
Selic
Selic deve encerrar ciclo de aperto a 13,75%, segundo UBS BB. Imagem: Shutterstock

Os planos do Banco Central de reduzir o ritmo de alta da Selic na próxima reunião deverão ser deixados de lado, no que depender do banco UBS BB. Isso porque a disparada das commodities devido ao conflito entre Rússia e Ucrânia deve impactar em mais de 1% a inflação, segundo o banco.

Dessa forma, o fato de a inflação subir além do esperado acaba elevando também as expectativas para a inflação no longo prazo por inércia. E, para conter a alta, a Selic deve continuar subindo.

"Para evitar um efeito de ordem secundária nas expectativas, nós não acreditamos que o Copom irá reduzir seu ritmo de altas e agora esperamos que ele aumente em 1,5 ponto porcentual na reunião de 16 de março", disseram os analistas do UBS em relatório. Isso colocaria os juros básicos da economia brasileira em 12,25%.

O banco prevê outra alta de 1,5 p.p. nos juros na reunião de 4 de maio, o que faria a Selic chegar a 13,75%. Assim, essa seria a taxa no final do ciclo de apertos monetários, segundo o UBS. O número é 1,5 p.p. acima dos 12,25% projetados para o final deste ano no mais recente Relatório Focus.

Selic mais alta, dólar mais baixo

Ao mesmo tempo que revisou a Selic para cima, o UBS aproveitou para atualizar as projeções para a taxa de câmbio no fim do ano. Agora, o banco prevê o dólar a R$ 5,20, um corte de R$ 0,60 em relação à projeção anterior.

Segundo o banco, há três motivos para essa revisão:

1) As commodities mais caras beneficiam os termos de troca brasileiros, ou seja, a relação entre os preços das exportações e os das importações;

2) Uma Selic mais alta ajuda a fortalecer o real, uma vez que ela atrai o investidor estrangeiro e aumenta a entrada de dólar no País;

3) Sinais positivos de um governo mais centrista e com responsabilidade fiscal do ex-presidente Lula, que lidera as intenções de voto.

No Relatório Focus desta semana, as projeções indicam o dólar a R$ 5,40 no final do ano.

Compartilhe

PRÊMIO BANCO CENTRAL DO ANO

Recado para Lula e Haddad? A declaração de Campos Neto sobre a autonomia do BC e as decisões de juros para conter inflação

12 de junho de 2024 - 19:54

Presidente da autoridade monetária recebeu prêmio o prêmio “Banco Central do Ano”, conferido pelo portal de notícias Central Banking, em Londres e aproveitou para falar sobre sua gestão

AJUDA AO GOVERNO

Dividendos pingando na conta do Tesouro: BNDES eleva pagamento de proventos para 50% — e cifra deve chegar a R$ 16 bilhões

12 de junho de 2024 - 19:30

Aumento do percentual de pagamento de dividendos de 25% para 50% não deve reduzir os desembolsos do banco, segundo Aloizio Mercadante

De olho nos petrodólares

Ministro da Agricultura elege sauditas como “parceiros preferenciais”

12 de junho de 2024 - 18:42

Fávaro disse que tem fechado acordos para infraestrutura e formação de fundos com a Arábia Saudita

PRESTAÇÃO DE CONTAS

O que o TCU viu de certo — e também de errado — nas contas do governo Lula em 2023?

12 de junho de 2024 - 18:21

A auditoria da prestação de contas de Lula no ano passado verificou cerca de R$ 109 bilhões em irregularidades e distorções de valor no balanço da União

MINISTROS DIVIDIDOS

A remuneração do FGTS vai mudar: confira a decisão do STF sobre o cálculo que pode afetar o setor imobiliário

12 de junho de 2024 - 16:15

Atualmente, os valores depositados no fundo remuneram a Taxa Referencial (TR) mais 3% ao ano, além do eventual lucro no período, mas o cálculo vai mudar.

MP da Compensação

Senado avalia usar Imposto de Renda, repatriação e dinheiro esquecido para compensar a desoneração da folha

12 de junho de 2024 - 12:03

Uma das fontes avaliadas pelo Senado para compensar desoneração é a taxação de compras internacionais

AI MINHAS COMPRINHAS

Câmara aprova lei que taxa compras internacionais de varejistas como Shein, AliExpress e Shopee. Lula vai vetar?

12 de junho de 2024 - 10:08

A alíquota de 20% sobre o e-commerce estrangeiro foi um “meio-termo” e substituiu a ideia inicial de aplicar uma cobrança de 60% sobre mercadorias que vêm do exterior

LOTERIAS

Lotofácil faz novos milionários pelo Brasil enquanto Mega-Sena acumula e Caixa recebe apostas exclusivas para a Quina de São João

12 de junho de 2024 - 5:53

Se o prêmio acumulado da Mega-Sena rapidamente atingiu a marca de R$ 40 milhões, a Lotofácil teve 3 ganhadores, mas fez apenas 2 novos milionários

MP da Compensação

Pacheco devolve MP do PIS/Cofins e impõe derrota ao governo Lula

11 de junho de 2024 - 19:03

Presidente do Senado diz que MP descumpre princípio de anterioridade para questões tributárias

Leilão polêmico

O que levou o governo Lula a cancelar o leilão para compra de arroz importado?

11 de junho de 2024 - 16:32

Segundo o governo, anulação se deu por falta de capacidade financeira das empresas em honrar os compromissos

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar