O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-05-04T08:46:42-03:00
Flavia Alemi
Flavia Alemi
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pela FIA. Trabalhou na Agência Estado/Broadcast e na S&P Global Platts.
Análise macro

Selic perto de 14% e dólar a R$ 5,20. A visão do gestor da Armor Capital para o Brasil no fim de 2022 — se a eleição não bagunçar tudo

Ex-tesoureiro do Bradesco, Alfredo Menezes avalia que a inflação não permitirá que o BC encerre o ciclo de aperto na Selic na quarta (4).

2 de maio de 2022
7:02 - atualizado às 8:46
Alfredo Menezes, sócio-fundador da Armor Capital, vê a Selic mais próxima de 14% e dólar a R$ 5,20 no fim de 2022
Alfredo Menezes, sócio-fundador da Armor Capital - Imagem: Leo Martins

Nem os 40 anos de experiência com operações de risco puderam preparar Alfredo Menezes, sócio-fundador da gestora de fundos Armor Capital, para o susto que levou em março deste ano.

Mas não foi a queda repentina do dólar ou a alta da bolsa naquele momento que abalaram o experiente gestor e ex-tesoureiro do Bradesco. Foi uma moto aquática.

O veículo que pilotava simplesmente explodiu e enviou Menezes diretamente para o hospital, onde teve de passar por uma cirurgia na bacia. 

Em recuperação desde então, o gestor responsável por mais de R$ 300 milhões em recursos já voltou a analisar o mercado diretamente da Armor, no Jardim Europa, em São Paulo.

E o que ele tem visto não é exatamente bom.

Apesar do Banco Central ter sinalizado que o aumento de 1 ponto percentual na Selic previsto para a reunião desta semana — que levaria a taxa básica de juros para 12,75% ao ano — será o fim do ciclo de alta, Alfredo não está convencido disso. 

Isso porque a expectativa de inflação vem se deteriorando a cada nova divulgação de indicadores da alta de preços — apesar do relativo alívio com o IPCA-15 de abril.

“A inflação não tem mostrado grande alívio. A gente pode ver a Selic mais próxima de 14%”, diz Alfredo, em entrevista ao Seu Dinheiro.

Inflação continua bombando

Na semana passada, dois índices de inflação mostraram que a alta de preços ainda continua forte.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) avançou 1,73% em abril. Embora tenha fica pouco abaixo das expectativas do mercado, trata-se da maior alta para o mês desde 1995. 

Já o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) desacelerou de 1,74% em março para 1,41% em abril. 

Tudo isso indica para Menezes que, além da alta de 1 p.p. na quarta-feira (4), o BC deve elevar a Selic em mais 1 p.p. nas próximas reuniões. 

A dose, de acordo com o gestor, deve se dividir em duas altas de 0,5 p.p. Assim, a Selic chegaria ao fim do ciclo de alta a 13,75% em vez dos 12,75% previstos.

Dólar não deve voltar a cair

Outra questão que deve adicionar pressão sobre o BC é a disparada recente do dólar. Em poucos pregões, a moeda americana apagou boa parte das perdas que vinha acumulando desde o início do ano.

Durante o carnaval fora de época da semana retrasada, veio o primeiro golpe: uma alta de 4% na ponte de feriado, mesmo com intervenção do Banco Central.

Entre os analistas, houve quem arriscou dizer que chegou ao fim o ciclo de queda da moeda americana — e quem viu o dólar continuar a trajetória de alta na semana passada teve certeza disso.

“O dólar já ajudou [na inflação] o que tinha para ajudar”, diz Menezes. 

Para o gestor, a moeda deve encerrar 2022 próximo de R$ 5,20, principalmente porque no final do ano o fluxo de estrangeiros piora. 

A previsão do sócio da Armor está acima da visão do mercado refletida no Relatório Focus, que na semana passada previa o dólar a R$ 5,00 no final deste e do próximo ano.

Eleições podem mudar tudo

Se tem algo que pode mudar as projeções do ex-tesoureiro do Bradesco são as eleições presidenciais de outubro. Não por uma eventual vitória de Lula ou Bolsonaro, mas sim pelo nome do escolhido para ocupar o cargo de ministro da Economia pelo vencedor.

“Acho que o mercado não se assusta mais com Lula nem Bolsonaro. O que pode assustar, caso Lula seja eleito, é ele ter um ministro mais à la Guido Mantega”, afirma.

Ele frisa que ambos os candidatos à presidência têm um viés populista e, na atual situação fiscal, seria impossível cumprir promessas populistas sem aumentar a carga tributária dos brasileiros.

Assim, o mais indicado, na visão do gestor, seria um ministro mais aos moldes de Henrique Meirelles, que presidiu o BC nos anos Lula e assumiu o comando da economia no governo Temer.

Posição dos fundos

Em meio a esse contexto de Selic e inflação altas, os fundos da Armor estão com exposição zerada na bolsa norte-americana e com uma posição reduzida na B3, comprados em alguns setores, como saúde e logística.

“Não estamos animados com bolsa. Até achamos que tem empresas muito baratas, mas o carrego está caro demais”, diz.

Assim, as principais fontes de ganhos estão nas posições em moedas e juros curtos, de menos de um ano.

“Estamos short [posição vendida] em peso mexicano e uma operação interessante agora é ficar long [comprado] em real”, diz Alfredo.

O Armor Axe, principal fundo da casa, está com rentabilidade acumulada de 21,85% em 12 meses até 27 de abril, contra 7,05% do CDI (indicador de referência) no mesmo período. Em março, a maior contribuição para os ganhos do mês foi justamente do livro de moedas.

Leia também:

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

SEU DIA EM CRIPTO

Oscilando nos US$ 30 mil, bitcoin (BTC) mira novos patamares de preço após criar suporte; momento é positivo para comprar criptomoedas

Entenda porque a perda de paridade com o dólar é importante para a manutenção do preço das demais criptomoedas do mundo

O CEO do JP Morgan merece um bônus de US$ 52 milhões? Os acionistas vão decidir hoje

Em 2021, o CEO do JP Morgan, Jamie Dimon recebeu um bônus de US$ 34,5 milhões, sendo um dos executivos americanos com maior remuneração

Nubank (NUBR33) empolgou? Nem tanto. Saiba por que as ações dispararam após o balanço, mas logo perderam a força

Inadimplência do Nubank subiu mais que nos grandes bancos brasileiros no primeiro trimestre, mas analistas minimizaram a alta

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa opera em alta, mas desacelera após manhã agitada; dólar é negociado abaixo dos R$ 5

RESUMO DO DIA: Os sinais de alívio da covid-19 na China devolveu o apetite de risco dos investidores nesta terça-feira (17). O tom menos agressivo dos representantes do Federal Reserve na tarde de ontem (16) também incentivam uma busca por barganhas nas bolsas hoje. Por aqui, o Ibovespa acompanha os debates envolvendo a PEC 63, […]

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de swing trade: compra de ações da Positivo (POSI3) e lucro de 2% no bolso com Wiz (WIZS3)

Identifiquei uma oportunidade de swing trade – compra dos papéis da Positivo Tecnologia (POSI3), com entrada em R$ 7,87; veja a análise das ações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies