O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-02-04T19:47:41-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
SOMA PODE CRESCER

Eletrobras (ELET6) receberá ressarcimento milionário em caso de corrupção da Andrade Gutierrez; entenda

A estatal também terá acesso aos documentos obtidos no acordo feito com CGU e AGU e poderá avaliar novas medidas contra a construtora

4 de fevereiro de 2022
19:47
Eletrobras Brasil Luz
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Tudo que vai, um dia volta, já dizia o ditado. No caso da Eletrobras (ELET6), voltará para os cofres da estatal parte do prejuízo causado pela Andrade Gutierrez, construtora envolvida em uma esquema de corrupção desvendado pela Operação Lava Jato.

Segundo comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) o ressarcimento deve chegar a R$ 139,6 milhões para a companhia e suas controladas, sendo a maior parcela destinada à Eletronuclear. O valor será pago em 16 parcelas anuais corrigidas pela taxa básica de juros (Selic). Veja abaixo quanto recebe cada empresa:

EmpresaValor*
EletrobrasR$ 9,86 milhões
ChesfR$ 9,86 milhões
EletronorteR$ 13,14 milhões
FurnasR$ 63,06 milhões
EletronuclearR$ 43,67 milhões
TotalR$ 139,61 milhões
* Data base de agosto de 2018

A devolução ocorre no âmbito de um acordo de leniência firmado entre a Controladoria-Geral da União (CGU), Advocacia Geral da União (AGU) e a Andrade Gutierrez. "Dessa forma, retornarão para a Eletrobras parte dos recursos que a companhia tem direito, diante dos prejuízos causados pela construtora", afirma a estatal.

Ainda segundo o comunicado, o acordo também garante à companhia o acesso aos documentos obtidos por intermédio do certame. Com as informações em mão, a Eletrobras destaca que irá avaliar "se há outras medidas de ressarcimento cabíveis a serem adotadas, em razão dos atos ilícitos dos quais foi vítima".

Relembre o caso

O escândalo de corrupção envolvendo a Andrade Gutierrez veio à tona na 14ª fase da Operação Lava Jato, quando executivos da empresa e da Odebrecht foram presos pelo envolvimento no cartel de empreiteiras que desviavam recursos da Petrobras.

Em julho de 2015, o ex-presidente da Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo, foi formalmente denunciado pela força tarefa do Ministério Público Federal e virou réu do processo.

A empresa, segunda maior empreiteira do país, firmou um acordo com a justiça em 2016 e admitiu ter participado de fraudes em contratos da petroleiro e também em outras obras públicas. Além disso, publicou um pedido de desculpas aos brasileiros pela corrupção e comprometeu-se a pagar R$ 1 bilhão em multas.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

PORTFÓLIO DE BILHÕES

Aposta contra a Apple (AAPL34)? Veja as mudanças que Warren Buffett, Michael Burry e investidores de elite fizeram nas carteiras

Esses pesos-pesados do mercado financeiros tomaram decisões surpreendentes no primeiro trimestre; confira as mudanças mais significativas que eles fizeram no período

DO BRASIL PRO MUNDO

Guedes tem encontro com Escobari, da General Atlantic, e vai a jantar do BTG; confira a agenda do ministro em Davos

O banqueiro André Esteves, que em abril voltou ao comando do conselho do BTG Pactual, está participando do evento na Suíça

UMA TECH ATRAENTE

É hora da Locaweb? Saiba por que o Deutsche Bank vê ponto de entrada para as ações LWSA3

Banco alemão atualizou a recomendação para a empresa de neutra para compra e vê potencial de valorização de mais de 50% para os papéis

O QUE VEM POR AÍ

Ata do Fed e IPCA-15: confira a agenda de indicadores da semana aqui e lá fora

Nos Estados Unidos, a segunda prévia do PIB no primeiro trimestre também é destaque; na Europa, o PIB da Alemanha é o principal dado

CAMINHO DO MEIO

Menor rejeição e apoio interno no MDB dão vantagem a Simone Tebet; veja os rumos da senadora da terceira via

Maior desafio, segundo marqueteiros, é torná-la popular: 46% do eleitorado desconhece Simone Tebet, segundo pesquisas recentes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies