⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula e Bolsonaro querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2022-09-22T14:49:32-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
O DRAGÃO CHEGOU POR LÁ

Japão mantém juros inalterados, mas interfere no câmbio pela primeira vez em 24 anos; entenda o que aconteceu

A valorização acontece em um momento tenso para o Japão: o iene já perdeu cerca de 23% do valor ante o dólar em 2022

22 de setembro de 2022
14:49
Haruhiko Kuroda, presidente do BoJ mesmo com desvalorização do iene frente ao dólar, presidente do BC do Japão não vê alta de juros logo
Haruhiko Kuroda, presidente do BoJ: mesmo com desvalorização do iene frente ao dólar, presidente do BC do Japão não vê alta de juros logo.Imagem: Montagem / Wikipedia

Na esteira dos anúncios de política monetária dos bancos centrais pelo mundo, o Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) adotou uma postura pouco comum neste momento entre as economias mais desenvolvidas do mundo, que lutam contra a inflação — mas não sem uma reação do governo japonês ao câmbio

O BoJ manteve os juros inalterados na sua mais recente decisão, à taxa de 0,1% negativo ao ano — ainda que a inflação tenha atingido as máximas em oito anos.

Entretanto, o governo japonês enfrenta uma forte desvalorização do iene frente ao dólar e interveio no câmbio pela primeira vez em 24 anos. 

De acordo com dados do Investing, o iene levou um tombo de 3,47% nas primeiras horas do pregão desta quinta-feira (22) frente ao dólar, partindo de 145,75 para 140,69 nas mínimas, mas recuperou parte da queda.

A valorização acontece em um momento tenso para o Japão. O iene já perdeu cerca de 23% do valor ante o dólar em 2022, o que dificulta as exportações japonesas e a retomada da economia local.

Iene e dólar: décadas de estabilidade

Para entender como funciona a dinâmica de uma moeda frente ao dólar, tomemos como exemplo o Brasil.

O dólar forte — cada moeda norte-americana compra cerca de R$ 5,20 — é benéfico para as exportações, mas dificulta a importação de produtos, além de encarecer alguns itens do cotidiano.

O caso do Japão

Do contrário, com o dólar relativamente mais fraco, os produtores tendem a privilegiar o mercado doméstico com menos exportações.

O problema é que o Japão atingiu um platô de desenvolvimento econômico em que esse deságio no câmbio não gera tantos benefícios como em outros países.

Até os anos 1980, a economia japonesa vivia com certa instabilidade, algo que foi resolvido nas décadas seguintes. Na sequência, BoJ tenta gerar inflação desde essa época para movimentar os negócios — sem muito sucesso: desde 2016, os juros por lá seguem entre 0% e -0,1%.

BoJ deixa tudo como está

Haruhiko Kuroda, presidente do BoJ, reiterou que espera manter as taxas de juros em níveis baixos e disse que considera "apropriada" a atual postura da entidade.

Em coletiva de imprensa, Kuroda disse que o BoJ monitora cuidadosamente a recente desvalorização do iene. Ainda assim, ele ressaltou que poderá até ampliar a dose de relaxamento caso a economia exija. "Não planejamos subir juros neste momento", disse.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

ELEIÇÕES 2022

Apoio do governador de SP a Bolsonaro abre nova crise no PSDB

5 de outubro de 2022 - 9:24

Quatro secretários do governo de São Paulo podem pedir demissão após Rodrigo Garcia (PSDB) declarar apoio a Jair Bolsonaro nas eleições presidenciais

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa futuro abre em queda e acompanha aversão ao risco do exterior; dólar sobe

5 de outubro de 2022 - 9:04

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais operam sem direção definida nesta quarta-feira (5). Com a agenda esvaziada, os investidores aguardam a decisão da Opep+, com a expectativa de corte na produção de petróleo, e devolvem os ganhos do início da semana. No cenário doméstico, sem grandes destaques, o Ibovespa deve acompanhar o desempenho do exterior. […]

CENTRAL DAS ELEIÇÕES

Eleições 2022: Confira as agendas de campanha de Lula e Bolsonaro nesta quarta-feira

5 de outubro de 2022 - 8:36

Acompanhe a cobertura ao vivo das eleições 2022 com as principais notícias sobre os principais candidatos à Presidência e nos Estados

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Day trade na B3: Oportunidade de lucro acima de 4% com ações da Embraer (EMBR3); confira a recomendação

5 de outubro de 2022 - 8:22

Identifiquei uma oportunidade de swing trade baseada na análise quant – compra dos papéis da Embraer (EMBR3). Saiba os detalhes

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O alívio durou pouco: A tensão dos mercados internacionais, o plano de voo da Azul, o 2º turno das eleições e as notícias que mexem com o seu bolso

5 de outubro de 2022 - 8:21

Por aqui, todo mundo está de olho nas primeiras pesquisas de intenção de voto do Datafolha e do Ipec com vistas ao segundo turno das eleições presidenciais.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies