O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-05T13:29:32-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
A GREVE CONTINUA

Servidores do Banco Central devem intensificar greve nas próximas semanas após falta de acordo com governo; Pix pode ficar fora do ar ‘parcialmente’

Além dos pagamentos instantâneos, a distribuição de moedas e cédulas para instituições financeiras também pode ficar comprometida

5 de abril de 2022
13:29
Banco Central Pix
A greve dos funcionários do Banco Central pode afetar as operações do Pix e da distribuição de moedas e cédulas. - Imagem: Shutterstock

A greve dos servidores do Banco Central (BC) continuará por tempo indeterminado, como afirmou o presidente do sindicato da categoria, Fabio Faiad. Segundo ele, o governo não apresentou qualquer proposta oficial para a reestruturação da carreira e aumento dos salários na reunião desta terça-feira (05).

Como consequência, a greve deve ser intensificada e pode interromper parcialmente o funcionamento do Pix, bem como a distribuição de moedas e cédulas para as instituições financeiras.

O que querem os servidores do Banco Central

A reunião foi feita com o secretário de Gestão de Pessoas do Ministério da Economia, Leonardo Sultani, e representantes da categoria. 

Os servidores cobram um reajuste de 26,3% e a reestruturação da carreira. No entanto, de acordo com dados do BC, uma parte significativa dos funcionários recebem salários a partir dos R$ 7 mil, podendo chegar a R$ 35 mil.

Histórico das paralisações do BC

Dos quase 1,6 mil servidores que participaram da deliberação, 82% votaram pela paralisação total das atividades a partir de 1º de abril.

Em 17 de março, a categoria começou a fazer paralisações de quatro horas e iniciou a greve por tempo indeterminado na última sexta-feira, 1º de abril. "Como não houve proposta oficial, a nossa resposta vai ser a manutenção e a intensificação da greve", disse Faiad.

Segundo o Sinal, 60% dos servidores do BC estão em greve e 725 dos que têm função comissionada entregaram os cargos. As exonerações, entretanto, ainda não foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU), segundo o sindicato, porque a diretoria do BC tenta "segurar" o movimento.

Pix ameaçado pela greve do Banco Central

"O Pix e outras atividades do BC não se encontram dentro do escopo da lei dos serviços essenciais. Portanto, a greve poderá interromper parcialmente o Pix e a distribuição de moedas e cédulas. E poderá interromper, parcial ou totalmente, a divulgação do boletim Focus e de diversas taxas, o monitoramento e a manutenção do Sistema de Pagamentos Brasileiro e da mesa de operações, o atendimento ao público e outras atividades", disse Faiad.

Pix em números

De acordo com o próprio site de dados abertos do Banco Central, são realizadas mais de 40 milhões transações diárias com o Pix, uma média de R$ 49 milhões negociados diariamente. 

Nos dias úteis, o valor médio gira em torno dos R$ 600, enquanto nos finais de semana é de R$ 150. 

O Banco Central afirmou, por meio de uma nota enviada ao mercado, que tem planos de contingência para evitar instabilidades no Pix, mas não deu maiores detalhes sobre o tema.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

CVM recua e libera distribuição de dividendos do fundo imobiliário Maxi Renda FII (MXRF11) com base no ‘lucro caixa’ — relembre o caso

A xerife do mercado de capitais reconheceu “a existência de obscuridade e contradição” na decisão original

Superou o trauma? Bitcoin (BTC) segue no patamar de US$ 30 mil; saiba se a maior criptomoeda do mundo sustentará esse nível

BTC terá também que superar os críticos às moedas digitais, que não pouparam esforços para injetar ainda mais medo nesse mercado já extremamente desorientado

CEO do JP Morgan leva cartão vermelho de acionistas e pode ficar sem bônus milionário, entenda a decisão rara

A desaprovação foi a primeira desde que o conselho do banco norte-americano enfrentou um voto negativo sobre compensações desde que as regras foram introduzidas, há mais de uma década

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Hapvida, Magazine Luiza e Nubank tombam, mas Ibovespa fecha o dia no azul; confira os destaques desta terça-feira

O maior apetite ao risco e a expectativa de manutenção no ritmo de alta no juro nos Estados Unidos ajudou o Ibovespa, que teve um dia de ganho

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa sustenta alta após susto inicial com Powell; dólar cai abaixo dos R$ 5

O Ibovespa fechou o dia longe das mínimas, mas o dólar caiu 2% com o apetite por risco no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies