🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-02-24T21:16:11-03:00
Carolina Gama
RÚSSIA CONTRA-ATACA

A resposta de Putin às maiores sanções financeiras já impostas pelos Estados Unidos após invasão à Ucrânia

Mais cedo, norte-americanos, europeus e outros membros do G-7 anunciaram uma série de medidas punitivas na tentativa de sufocar a economia russa e estancar o conflito armado

24 de fevereiro de 2022
20:57 - atualizado às 21:16
Vladimir Putin e Joe Biden dominam o humor da bolsa
Imagem: Shutterstock/Montagem

O mundo acordou nesta quinta-feira (24) com a invasão da Ucrânia batendo à porta e vai dormir com a resposta de Vladimir Putin a uma avalanche de medidas do Ocidente com potencial para estrangular a economia da Rússia. 

Mas como o presidente russo vai se livrar do que a própria Casa Branca chamou de “as maiores sanções financeiras já impostas pelos Estados Unidos”? Essa é uma daquelas perguntas de um milhão de dólares que começou a ser respondida agora. 

É bem verdade que o antídoto para esse pacote severo de punições anunciado hoje por europeus, norte-americanos e aliados não vem diretamente do Kremlin. É o banco central russo que está comandando os primeiros passos de Moscou contra a investida do Ocidente para sufocar o conflito no leste da Ucrânia.

As primeiras medidas do Banco da Rússia

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou na tarde desta quinta-feira sanções adicionais aos bancos russos, entre outras medidas. 

Antes, o Reino Unido - tradicional aliado de Washington - havia decidido pela exclusão completa de bancos russos do sistema financeiro britânico e pela proibição de empresas russas de levantarem capital em Londres.

GUIA PARA BUSCAR DINHEIRO: baixe agora o guia gratuito com 51 investimentos promissores para 2022 e ganhe de brinde acesso vitalício à comunidade de investidores Seu Dinheiro

Além disso, a chefe da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, havia afirmado mais cedo que a União Europeia (UE) se prepara para adotar sanções ainda mais severas contra a economia e o sistema financeiro russo.

A resposta do Banco da Rússia veio horas depois. A autoridade monetária indicou que vai fornecer todo o apoio às instituições financeiras sancionadas e foi além: irá intervir no mercado de câmbio pela primeira vez em anos e tomar medidas para controlar a volatilidade.

Um derramamento de sangue

Conforme as tropas russas iam avançando sobre o território ucraniano, o mercado russo era tomado por um derramamento de sangue. 

O rublo caiu para um recorde de baixa, o custo do seguro da dívida russa contra a inadimplência atingiu o nível mais alto desde 2009, e as ações encerraram o pregão principal em queda de 33% - seu maior recuo de todos os tempos.

O banco central russo não mencionou o aumento das taxas de juros, mas indicou que fornecerá liquidez adicional aos bancos oferecendo 1 trilhão de rublos (US$ 11,8 bilhões) em um leilão de recompra overnight.

A autoridade monetária russa aumentou a taxa de referência em 525 pontos base nos últimos 12 meses para controlar a inflação.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Proventos

Dividendos: Rede D’Or (RDOR3) e Raia Drogasil (RADL3) vão distribuir quase R$ 300 milhões em juros sobre capital próprio; veja detalhes

Pagamento de nova leva de proventos aos acionistas está previsto para o dia 16 de julho, no caso da Rede D’Or

ALTAS E BAIXAS

Destaques da bolsa: Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) disparam com fusão; TC (TRAD3) e Light (LIGT3) despencam

A nova consolidação no setor de saúde mexeu com o segmento nesta quinta; a renúncia do CEO da Light pesou sobre as ações da empresa

FECHAMENTO DO DIA

Banho de sangue lava Wall Street e S&P 500 tem o pior semestre em mais de 50 anos; saiba o que aconteceu

O combo de péssimas notícias também fez o S&P 500 e o Dow Jones terem o pior período de três meses desde o primeiro trimestre de 2020, marcado pelo auge da pandemia de covid-19

PETRÓLEO EM QUEDA

Seguindo os planos: Opep+ vai produzir 648 mil barris a mais por dia em agosto

O grupo manteve a decisão de elevar a produção de petróleo entre julho e agosto; a Opep+ tem realizado sucessivos aumentos para conter a alta dos preços dos combustíveis no mercado internacional

ELEIÇÕES 2022

Pesquisa Modalmais mostra Lula e Bolsonaro tecnicamente empatados; petista vence no 2º turno das eleições

A margem de erro do levantamento é de 2,2 pontos porcentuais, o que leva ao empate técnico entre o petista e o atual presidente na primeira etapa das eleições de outubro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies