2022-04-15T12:18:07-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Criptomoedas

Bitcoin (BTC) se sustenta acima dos US$ 40 mil com “índice do medo” em nível “extremo”; entenda o que isso significa

A relativa estabilidade do mercado acontece em meio a uma piora no sentimento dos investidores em relação ao bitcoin e às criptomoedas; mas esse pode ser um bom sinal

15 de abril de 2022
12:18
Bitcoin na corda bamba? - Imagem: Shutterstock

Os principais mercados acionários seguem fechados neste feriado da Sexta-feira Santa, mas as negociações com criptomoedas seguem a todo vapor. O bitcoin (BTC) lidera os negócios como de costume e opera em leve queda, mas sem perder o patamar dos US$ 40 mil.

O ethereum (ETH), segunda principal criptomoeda, também sustenta o importante patamar dos US$ 3 mil, em uma semana marcada por uma evolução importante para o projeto.

Confira a seguir as cotações atualizadas das principais criptomoedas do mercado, de acordo com a CoinMarketCap:

A relativa estabilidade, contudo, acontece em meio a uma piora no sentimento dos investidores em relação ao bitcoin e às criptomoedas. Isso porque o “índice de medo e ganância” do mercado, calculado pelo site Alternative.me, voltou a indicar “medo extremo” nesta sexta-feira.

Como funciona o índice do medo e ganância

O indicador do sentimento dos investidores é calculado a partir de variáveis como a volatilidade das criptomoedas, volume negociado e análise de redes sociais.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

Com base nesses dados, o índice apresenta um número de 0 a 100 — quanto maior, mais "gananciosos" estão os investidores para comprar bitcoin.

Na última leitura, o índice marcou 22 pontos, o que significa "medo extremo". Esse número é bem próximo da mínima dos últimos 12 meses alcançada na terça-feira, quando marcou 20 pontos.

Oportunidade para o bitcoin?

Pode parecer contraintuitivo, mas os dados históricos das cotações do bitcoin e das criptomoedas apontam que os momentos de medo dos investidores podem representar uma oportunidade de compra.

Isso porque as correções no mercado costumam acontecer nos momentos em que os investidores mais gananciosos, e não o contrário.

Vale destacar que, conforme a adoção do bitcoin aumenta, mais a criptomoeda fica correlacionada com os demais ativos do mercado, em particular as bolsas norte-americanas.

Leia também:

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

NOVO MODELO DE NEGÓCIOS

Varejo adota ‘loja-contêiner’ para fugir dos custos de shoppings e aluguéis; conheça o que são os estabelecimentos modulares

A estreante no formato é a Chilli Beans, de óculos de sol. “Acho que não teria uma Eco Chilli se não houvesse pandemia”, afirma o CEO, Caito Maia

NÃO MEXE NO MEU QUEIJO

Membros do mercado financeiro defendem Lei das Estatais em documento enviado ao ao Congresso; revogação seria ‘retrocesso’

O texto também cita o relatório de 2020 em que a OCDE afirma que a Lei das Estatais deixou os conselhos de empresas públicas mais independentes de interferências

NESTA SEGUNDA-FEIRA

Governador de São Paulo fará coletiva nesta segunda-feira após Bolsonaro aprovar isenção do ICMS sem garantia de compensação aos estados

O presidente da República vetou o fundo de ajuda aos estados após sancionar o teto do imposto estadual

SEU DOMINGO EM CRIPTO

‘Compre na baixa’ anima e bitcoin (BTC) busca os US$ 22 mil; criptomoedas aguardam semana de olho no Fed

Entre os destaques da próxima semana estão o avanço dos juros nos Estados Unidos e um possível default da Rússia

DE OLHO NO FUTURO

Goldman Sachs quer entrar no mundo da ‘renda fixa’ em criptomoedas e lidera grupo para comprar a Celsius por US$ 2 bilhões

O staking vem crescendo nos últimos meses e é motivo de certa preocupação após o caso da Celsius — e o banco de Wall Street quer um pedaço dele