🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-03-16T10:34:24-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
SEU DIA EM CRIPTO

China impulsiona cotações e bitcoin (BTC) toca os US$ 41 mil hoje; demais criptomoedas disparam antes da decisão de juros do Federal Reserve

O alívio no setor de tecnologia chinês deu um novo estímulo ao mercado, que ignora o Banco Central americano nesta Super-Quarta

16 de março de 2022
10:03 - atualizado às 10:34
bitcoin sente cautela com evergrande, mas China pode ajudar criptomoedas
Confira o que movimenta o mercado de criptomoedas e o bitcoin (BTC) hoje. - Imagem: Shutterstock

A China e as criptomoedas vivem um jogo de morde e assopra. Desde o banimento da mineração até a criação do yuan digital, ninguém esperava que o gigante asiático viesse a ser um motivo para a disparada do bitcoin (BTC), como acontece nesta quarta-feira (16).

Durante a madrugada no Brasil, a China anunciou que irá adotar uma série de medidas favoráveis aos mercados de capitais e contornar os riscos do setor imobiliário do país.

O vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, ainda disse que reguladores de China e EUA avançaram nas conversas sobre empresas chinesas listadas nas bolsas americanas — alguns dias após rumores de que haveria sanções às companhias com ações em Nova York.

O anúncio, ainda que não muito detalhado sobre o “pacote de medidas favoráveis ao mercado”, foi suficiente para os investidores acordarem de bom humor. Somado a isso, o avanço nas negociações entre Rússia e Ucrânia começa a desenhar uma saída positiva do conflito.

Durante a madrugada, o BTC chegou a tocar os US$ 41 mil, mas reduziu a alta pela manhã. Confira como andam as criptomoedas nesse cenário: 

#NomePreço24h %7d %
1Bitcoin (BTC)US$ 40.533,124,85%-3,72%
2Ethereum (ETH)US$ 2.692,836,27%-1,89%
3Tether (USDT)US$1,000,00%0,01%
4BNB (BNB)US$ 376,903,15%-4,33%
5USD Coin (USDC)US$ 1,000,00%0,02%
6XRP (XRP)US$ 0,76892,21%2,16%
7Terra (LUNA)US$ 89,681,89%-8,11%
8Cardano (ADA)US$ 0,81212,76%-4,29%
9Solana (SOL)US$ 83,665,11%-5,44%
10Avalanche (AVAX)US$ 70,334,49%-10,33%
Fonte: CoinMarketCap

Dessa forma, o mercado dos fundos de índice negociados em bolsa (os ETFs, em inglês) relacionados com os ativos digitais devem reagir assim que o mercado por aqui abrir.

Confira como foi o fechamento deles ontem (15):

TickerGestoraPreçoVariação (24h%)
HASH11HashdexR$ 36,262,43%
ETHE11HashdexR$ 40,012,64%
BITH11HashdexR$ 48,882,91%
DEFI11HashdexR$ 38,005,56%
QBTC11QR CapitalR$ 13,005,78%
QETH11QR CapitalR$ 9,945,30%
QDFI11QR CapitalR$ 6,614,09%
Fonte: TradingView e Google Finance

Bitcoin: a calmaria antes da batalha

O mercado de criptomoedas esperava dois grandes eventos para chacoalhar os preços este ano.

O primeiro deles foi a publicação da Lei Biden, diretrizes para regular o mercado de criptomoedas nos Estados Unidos. Já a segunda é a reunião do Federal Reserve, o Banco Central americano, para decidir sobre a alta dos juros por lá.

A ordem executiva do chefe da Casa Branca Joe Biden não atingiu muito os mercados. A publicação foi considerada “neutra para positiva”, de acordo com especialistas ouvidos pelo Seu Dinheiro.

Os juros contra as criptomoedas

A alta nos juros por lá deve fazer com que ativos de menor risco, como os títulos do Tesouro americano (Treasuries) fiquem mais atrativos para o investidor. Em outras palavras, bolsas e criptomoedas devem cair com a migração de recursos.

Além disso, o movimento pode se intensificar se o Fed decidir usar todas as próximas reuniões para elevar os juros — o que já é visto como provável pelos analistas ouvidos pelo The Wall Street Journal e do Broadcast.

Um porém: a bala de prata do BTC

No entanto, o bitcoin e as demais criptomoedas também podem se beneficiar se o cenário mudar.

Se o Banco Central americano elevar os juros menos do que o esperado pelo mercado, os ativos de risco podem ganhar um novo fôlego nos próximos meses. Isso, no entanto, depende do comunicado do Fed após a decisão de juros hoje e as perspectivas para os próximos encontros.

Por fim, a inflação em alta corrói o poder de compra dos norte-americanos. Com a maior alta nos preços desde 1982 (portanto, 40 anos), não é improvável que ocorra uma migração para o uso de criptomoedas como proteção.

O próprio bilionário Elon Musk, dono da empresa de carros elétricos Tesla, afirmou que não deve vender seus bitcoins e demais criptomoedas como uma proteção contra a inflação.O BTC já é utilizado como hedge por milionários devido ao seu caráter deflacionário.

Papo Cripto #014

A partir desta edição o Papo Cripto também pode ser ouvido no Spotfy do Seu Dinheiro. Aperte o play logo abaixo e ouça a íntegra do programa com Fabrício Tota, diretor do Mercado Bitcoin e da 2TM:

Mas, para você que prefere ver no YouTube, nós estamos por lá também:

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

NOITE CRIPTO

Na luta: bitcoin (BTC) opera em alta, mas performance não dá inveja; confira cotações

Apesar do avanço, o último mês foi o pior da história do bitcoin. A queda de 37,9% se consolidou como a mais terrível da história, desbancando maio de 2021, quando o recuo foi de 35,4%

PROBLEMAS FINANCEIROS

Tenda (TEND3) negocia com credores e consegue sinal verde para flexibilizar endividamento

Os detentores de debêntures da empresa aceitaram mudar os termos das dívidas em troca de garantias – e remuneração – extras

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

‘Pane’ nas exchanges, os limites para a Rússia e a queda do Ibovespa; confira os destaques do dia

Os corredores do mercado financeiro estavam mais silenciosos do que o habitual nesta segunda-feira (04).  Nos Estados Unidos, as bolsas em Wall Street ficaram fechadas devido ao feriado do Dia da Independência americana, mas parece que boa parte dos investidores brasileiros também deu uma esticadinha no fim de semana.  Sem Nova York e com o […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa cai abaixo dos 99 mil pontos em dia de baixa liquidez; dólar e juros sobem com petróleo

Sem Wall Street, o Ibovespa teve um dia de movimentação limitada. Apesar da alta do petróleo, o índice não conseguiu se consolidar em alta

ELEIÇÕES 2022

Quem é Maria Luiza Ribeiro Viotti, a primeira mulher a comandar o Itamaraty se Lula vencer as eleições?

A indicação de uma mulher para o Itamaraty contemplaria o movimento feminino na diplomacia, que ganhou força política no Congresso e foi incentivado por Amorim no passado; o Brasil nunca teve uma chanceler

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies