2022-07-13T15:38:45-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
MAIS UM CAPÍTULO

Banco Central notifica antiga instituição de pagamento da Binance por suspeita de lavagem de dinheiro, diz jornal

De acordo com a matéria, a autoridade monetária solicitou dados dos clientes para análise de crimes envolvendo criptomoedas

13 de julho de 2022
15:38
Foto de criptomoedas jogadas em cima de notas de dólar, ao lado de um celular mostrando o logo da Binance
Os problemas entre a Binance e o Capitual continuam e não devem acabar tão cedo. Imagem: Primakov/Shutterstock

O fim da parceria entre a Binance e o Capitual — a empresa que fazia a ponte entre os investidores de criptomoedas com o mercado tradicional, por meio do Banco Acesso — parece ter um novo capítulo. 

De acordo com reportagem do jornal Folha de São Paulo, o Banco Central notificou o Acesso por suspeita de lavagem de dinheiro. Segundo o texto, o BC ainda afirma que a Binance movimentou cerca de R$ 40 bilhões em 2021 sem que a instituição de pagamentos tivesse controle sobre os clientes ou a origem do dinheiro.

Relembre o caso: Binance e Capitual

Recentemente, o Banco Central exigiu que o Acesso Bank criasse “contas individualizadas” para os clientes, atreladas a apenas um CPF por usuário.

Esse método facilita a identificação de movimentações maliciosas e é diferente do sistema de “contas mãe”, com vários CPFs cadastrados, utilizado atualmente. Essa foi mais uma das medidas do BC para combater a lavagem de dinheiro, um dos temas sensíveis no mercado de criptomoedas.

De acordo com o Capitual, o prazo para a individualização das contas por parte da Binance acabou no dia 16 de junho. A partir daí, as negociações na corretora foram suspensas no dia 17 do mesmo mês.

Uma semana depois, a Binance anunciou a Latam Gateway como nova parceira de pagamentos da corretora. À época, a reportagem tentou entrar em contato com a empresa, mas não obteve resposta.

Com a palavra, a Binance — e o Capitual

Em nota enviada à reportagem, a Binance afirma que “não é cliente do Acesso e que nunca foi informada sobre qualquer solicitação do Banco Central para individualização de contas”.

“[A Binance] mantém diálogo constante com autoridades de diversos outros países no mesmo sentido, inclusive no Brasil, o que demonstra o total comprometimento da empresa com o desenvolvimento da regulação do setor”, afirma. Leia a nota na íntegra mais abaixo. 

Nós entramos em contato com o Capitual sobre o tema e a empresa respondeu apenas que o processo está sob segredo de justiça e, portanto, não comentará o caso. Leia na íntegra a resposta do Capitual mais abaixo. 

Um xadrez cada vez mais acirrado

A proximidade da votação do projeto de lei que regula as criptomoedas em âmbito nacional coloca o BC como o órgão responsável por coordenar o mercado. 

A investida contra a Binance pode significar o início de um movimento que antecipa alguns pontos da regulação. Entretanto, as disputas das corretoras pelo mercado brasileiro estão cada vez maiores — você pode conferir um panorama mais completo aqui

Quem aproveitou o momento para comentar o caso foi o CEO do Mercado Bitcoin, Reinaldo Rabelo. Em uma de suas tradicionais publicações no Linkedin, o presidente do unicórnio brasileiro de cripto fez duras críticas à atuação da Binance no Brasil.

Rabelo ainda afirma que “basta que os reguladores façam seu trabalho para que tenhamos um ambiente de competição leal”.

Posicionamento da Binance

A Binance destaca que não é cliente do Acesso e que nunca foi informada sobre qualquer solicitação do Banco Central para individualização de contas.

A Binance ressalta que possui ferramentas e processos robustos para garantir que o ecossistema cripto seja seguro para todos os usuários.

A empresa tem uma equipe de investigação de renome mundial, com ex-agentes internacionais, que trabalha em constante coordenação com as autoridades locais no combate a crimes cibernéticos e financeiros, inclusive no rastreamento preventivo de contas suspeitas e atividades fraudulentas.

A Binance conta ainda com parceiros externos como a Chainalysis, empresa de análise de blockchain utilizada pelo FBI e pela CIA, o que torna a nossa equipe de segurança a mais robusta do setor, e oferecemos treinamentos a autoridades de aplicação da lei do mundo todo sobre como investigar crimes relacionados a cripto.

Sobre a Capitual, a Binance reforça que a empresa não é mais sua provedora de pagamentos por ações da Capitual que conflitam com os seus valores, e que tomou todas as medidas necessárias e cabíveis em relação à empresa para proteger os usuários e seus recursos e assegurar que eles não sejam afetados negativamente pela mudança. 

A Binance é a maior provedora global de infraestrutura para ecossistema blockchain e criptomoedas e está liderando o processo de desenvolvimento dessa indústria no mundo todo, trabalhando em parceria com reguladores, legisladores e governos para garantir um ambiente mais seguro.

A Binance é a exchange líder no mundo no processo de obtenção de licenças específicas para cripto, com permissões na Espanha, na Itália, na França, em Dubai, Bahrein e Abu Dhabi, mais do que qualquer outra exchange. Além disso, mantém diálogo constante com autoridades de diversos outros países no mesmo sentido, inclusive no Brasil, o que demonstra o total comprometimento da empresa com o desenvolvimento da regulação do setor.

Posicionamento do Capitual

O Capitual pauta sua atuação pelo cumprimento da legislação e requisições dos órgãos reguladores e está comprometido com as medidas de combate à lavagem de dinheiro e financiamento de atividades ilícitas no mercado de criptomoedas.

Diante das exigências de órgãos regulatórios, como o Banco Central, que são mandatórias para sua operação e de seus parceiros comerciais, o Capitual vem atuando para cumpri-las. Sobre o processo judicial, o Capitual não comenta uma vez que está sob segredo de Justiça.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de lucro acima de 9% em swing trade com a Helbor (HBOR3); confira a recomendação

9 de agosto de 2022 - 8:26

Identifiquei uma oportunidade de swing trade – compra dos papéis da Helbor (HBOR3). Saiba mais detalhes

O melhor do Seu Dinheiro

Os sons do silêncio nas bolsas: Saiba como interpretar os ruídos dos mercados que mexem com os seus investimentos hoje

9 de agosto de 2022 - 8:24

De olhos e ouvidos atentos aos dados da inflação, investidores os juntarão ao quebra-cabeças da ata da última reunião do Copom

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Todos os olhos e ouvidos do Ibovespa voltados para a inflação de hoje enquanto as bolsas internacionais aguardam os dados dos EUA

9 de agosto de 2022 - 7:43

Os índices internacionais aguardam os números de inflação dos EUA, que só devem ser conhecidos na quarta-feira

Balanço

BTG Pactual (BPAC11) tem lucro de R$ 2,175 bilhões no 2T22 e renova recorde

9 de agosto de 2022 - 7:26

Lucro líquido recorrente de R$ 2,175 bilhões do BTG no segundo trimestre representa um avanço de 26,5% em relação ao mesmo período de 2021

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Um mundo tomado pela inflação: entenda ao que é preciso prestar atenção para saber se os preços vão finalmente parar de subir

9 de agosto de 2022 - 6:10

O processo de normalização dos preços será fundamental para que consigamos ter maior previsibilidade quanto ao futuro dos ativos de risco

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies