O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-02-08T08:13:06-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas no exterior operam em tom positivo antes dos balanços do dia e Ata do Copom domina cenário doméstico

Além disso, o ministro Paulo Guedes falou sobre um novo corte de impostos, em meio a debates sobre a ‘PEC Kamikaze’

8 de fevereiro de 2022
7:52 - atualizado às 8:13
Placa do Banco Central do Brasil (BC), autoridade monetária que conduz as reuniões do Copom para a decisão da Selic
Confira o que movimenta o Ibovespa e o dólar hoje (08). - Imagem: Shutterstock

A agenda cheia da semana começa a mostrar as caras com a divulgação da ata da última reunião do Copom nesta terça-feira (08). Com isso, a bolsa brasileira terá um dia de ajuste de expectativas com a alta dos juros e a inflação. 

No último pregão, o principal índice da B3 encerrou em queda de 0,22%, aos 111.996 pontos. Mas quem chamou a atenção foi o dólar, que voltou a ser negociado próximo do patamar de R$ 5,25 após uma queda de 1,26%, registrando a menor cotação desde setembro de 2021. 

O risco fiscal foi elevado mais uma vez com a última entrevista do ministro da Economia, Paulo Guedes. O chefe da pasta afirmou que está em conversas para reduzir o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI)

Contudo, a renúncia fiscal seria de cerca de R$ 20 bilhões o que, sozinho, já é muita coisa para um Orçamento apertado. Mas a PEC dos combustíveis (chamada de PEC Kamikaze) pretende abrir mão de ainda mais recursos do governo, o que deve elevar a cautela dos investidores. 

Por fim, o exterior permanece atento aos desdobramentos das tensões na Rússia. Somado a isso, o clima de “Guerra Fria” se completa com novas restrições às empresas chinesas

Saiba tudo que irá movimentar o mercado hoje:

Corte no IPI

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que está em conversas para baixar o imposto sobre produtos industrializados (IPI) e “reindustrializar o Brasil”. Em entrevista ao Estado de São Paulo, Guedes reforçou o compromisso do governo com a agenda de reformas estruturais. 

Uma dessas propostas inclui a redução linear no IPI entre 25% e 50% “o mais rápido possível”. O custo desse corte, no entanto, seria de R$ 20 bilhões para uma renúncia de 25% do imposto, de acordo com o jornal. 

PEC Kamikaze

Mas a medida pode ser cara ao ministro, que cobrou certo comprometimento do governo com a agenda liberal nos últimos anos. Guedes ainda precisa enfrentar uma "PEC Kamikaze”, proposta pelo presidente Jair Bolsonaro.

A proposta ainda precisa ser melhor definida. Enquanto Bolsonaro espera que o governo abra mão de impostos sobre os combustíveis em geral e a conta de luz, a equipe econômica avalia que retirar os tributos do diesel seria “um mal menor”, com um impacto de cerca de R$ 18 bilhões. 

Guedes, Campos Neto e ata do Copom

Ainda hoje o ministro da Economia deve se reunir com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, após a divulgação da ata da última reunião do Copom

A expectativa geral é de que a publicação traga novas perspectivas para o aperto monetário brasileiro. Guedes, por sua vez, deve tentar convencer Campos Neto a reduzir a alta nos juros, que afetam diretamente a retomada da economia.

A próxima reunião do Copom está marcada para os dias 15 e 16 de março e deve contar com mais um aumento nos juros básicos. 

Eua X China

Os Estados Unidos incluíram mais 33 empresas chinesas na lista de companhias sujeitas a controles de exportação. Os EUA alegam que essa medida visa normalizar as verificações alfandegárias habituais.

Contudo, essa movimentação é encarada como uma nova afronta à China, principal competidora comercial dos EUA. Dessa maneira, os investidores elevaram a cautela no pregão por lá, com medo de maiores sanções à economia do Gigante Asiático.

EUA X Rússia

Como se não bastasse, os norte-americanos elevaram o tom mais uma vez contra a Rússia, que permanece na fronteira com a Ucrânia e recebeu novas ameaças do presidente americano, Joe Biden, caso invada o país. 

Mas o encontro entre Emmanuel Macron e Vladimir Putin, presidentes da França e Rússia, respectivamente, aliviou parte das tensões. O chefe francês afirmou que a Otan não procura uma nova guerra e que quer uma saída diplomática para o conflito.

Isso refletiu nos preços do barril do petróleo, que despencaram na madrugada de hoje. O barril do Brent, utilizado como referência para a Petrobras, recuava 2,33%, mas mantinha o patamar de US$ 90 aos US$ 90,56, enquanto o WTI caía 2,17%, cotado a US$ 89,37 por volta das 7h40.

Bolsas pelo mundo

Os principais índices asiáticos encerraram o pregão desta terça-feira sem direção definida, após a nova investida do departamento de comércio dos EUA contra a China.

Na Europa, as bolsas operam em alta, seguindo a tendência dos índices futuros de Nova York, de olho nos balanços do dia. 

Agenda do dia

  • Banco Central: Divulgação da ata do Copom (8h)
  • França: Taxa de desemprego da OCDE em dezembro (8h)
  • Estados Unidos: Balança comercial de dezembro (10h30)
  • Ministério da Economia: Ministro da Economia, Paulo Guedes, e presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, têm almoço para tratar de assuntos governamentais, evento fechado à imprensa (12h30)

Balanços do dia

Antes da abertura:

  • Pfizer (Estados Unidos)
  • BNP Paribas (França)
  • BP (Reino Unidos)

Após o fechamento:

  • Bradesco (Brasil)
  • XP (Brasil)
  • América Móvil (México)
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

CVM recua e libera distribuição de dividendos do fundo imobiliário Maxi Renda FII (MXRF11) com base no ‘lucro caixa’ — relembre o caso

A xerife do mercado de capitais reconheceu “a existência de obscuridade e contradição” na decisão original

Superou o trauma? Bitcoin (BTC) segue no patamar de US$ 30 mil; saiba se a maior criptomoeda do mundo sustentará esse nível

BTC terá também que superar os críticos às moedas digitais, que não pouparam esforços para injetar ainda mais medo nesse mercado já extremamente desorientado

CEO do JP Morgan leva cartão vermelho de acionistas e pode ficar sem bônus milionário, entenda a decisão rara

A desaprovação foi a primeira desde que o conselho do banco norte-americano enfrentou um voto negativo sobre compensações desde que as regras foram introduzidas, há mais de uma década

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Hapvida, Magazine Luiza e Nubank tombam, mas Ibovespa fecha o dia no azul; confira os destaques desta terça-feira

O maior apetite ao risco e a expectativa de manutenção no ritmo de alta no juro nos Estados Unidos ajudou o Ibovespa, que teve um dia de ganho

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa sustenta alta após susto inicial com Powell; dólar cai abaixo dos R$ 5

O Ibovespa fechou o dia longe das mínimas, mas o dólar caiu 2% com o apetite por risco no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies