🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
DESTAQUES DA BOLSA

Construtoras da B3 recuam em bloco hoje: por que a alta dos juros futuros prejudica as ações do setor?

No caso da Even, que registra uma das maiores quedas do setor, pesou também uma notícia corporativa: a renúncia de um de seus diretores

Montagem com prédios e outros imóveis em construção e guindastes | Fundos imobiliários, incorporadoras, construtoras, ações, MRV

A semana começou negativa para as ações das principais construtoras e incorporadoras da B3. Pressionado pela alta dos juros futuros, o setor recua em bloco nesta segunda-feira (5) e marca presença entre as maiores quedas do Ibovespa.

Por volta das 12h05, nenhum dos papéis que compõem o índice imobiliário da bolsa brasileira operava em alta. Os piores desempenhos eram registrados por Tenda (TEND3) e Even (EVEN3), com quedas acima dos 7%. Veja abaixo:

AçãoVariação
Tenda (TEND3)-7,92%
Even (EVEN3)-7,35%
EZTec (EZTC3)-6,59%
Cury (CURY3)-6,18%
Cyrela (CYRE3)-6,02
Fonte: TradeMap

No caso da Even, pesou também uma notícia corporativa: a renúncia de Daniel Matoni aos cargos de diretor financeiro e de relação com os investidores da companhia.

O sucessor, Marcelo Dzik já foi eleito pelo conselho de administração e deve tomar posse em janeiro do próximo ano. Dzik entrou na construtora como estagiário e já passou por diversas áreas; o executivo foi alçado à diretoria em 2019 e atuava como diretor de incorporação desde então.

Por que os juros futuros atrapalham as construtoras?

O principal vilão para as cotações das ações de construtoras hoje é o avanço dos contratos de Depósito Financeiro (DIs), os juros futuros.

Os indicadores da curva futura brasileira operam em alta em linha com o desempenho do dólar. Além disso, pesa sobre os DIs as expectativas para uma nova decisão do Comitê de Política Monetária do Banco Central; o último encontro do ano ocorre na próxima quarta-feira (7).

Vale destacar que a sensibilidade do segmento à dinâmica dos juros está ligada à alta dependência das construtoras pelo crédito. O crescimento da taxa futura encare os financiamentos, por exemplo, que são um dos pilares do setor imobiliário.

Compartilhe

DÉCIMO ANDAR

Não chegue no final da festa: três motivos para comprar fundos imobiliários (FIIs) neste momento

25 de fevereiro de 2024 - 8:01

Não iremos acertar o olho da mosca, mas tenho forte percepção que o momento é propício para investimento em fundos imobiliários

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa vai na contramão do exterior e fecha em queda, aos 129 mil pontos; dólar avança a R$ 4,99

23 de fevereiro de 2024 - 7:22

RESUMO DO DIA: O Ibovespa terminou a sessão desta sexta-feira (23) na contramão dos mercados globais, com um recuo de 0,63%, aos 129.418 pontos. Por sua vez, o dólar acelerou os ganhos e encerrou o dia em alta de 0,81%, negociado a R$ 4,9930 no mercado à vista. O principal índice da B3 até operou […]

APÓS CANETADA DO GOVERNO

Gestora do MXRF11 diz que fundos imobiliários de papel podem lucrar com as novas regras de CRIs

22 de fevereiro de 2024 - 14:10

Uma resolução do CMN lançada neste mês restringiu as regras para emissão dos títulos, o que tem criado oportunidades de ganho para FIIs, segundo a XP

MINERAÇÃO

Horas antes de balanço e possível definição sobre CEO, Vale (VALE3) anuncia compra de 15% de subsidiária da Anglo American no Brasil por R$ 776 milhões

22 de fevereiro de 2024 - 10:34

Vale divulgará os resultados do quarto trimestre de 2023 depois do fechamento do pregão desta quinta-feira

DÉBITO OU CRÉDITO

Minoritários querem que Bradesco e BB paguem (bem) mais para fechar o capital da Cielo (CIEL3)

22 de fevereiro de 2024 - 9:29

Gestoras que possuem 10% do capital da Cielo avaliam que Bradesco e Banco do Brasil deveriam pagar até 61% a mais pelas ações da empresa

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa fecha em leve alta, com pressão de Weg (WEGE3) e Petrobras (PETR4); dólar sobe a R$ 4,95

22 de fevereiro de 2024 - 7:33

RESUMO DO DIA: O otimismo dos mercados internacionais contagiou a bolsa brasileira nesta quinta-feira (21) — e tudo por conta do balanço da Nvidia. Com a ajuda da gigante dos chips de inteligência artificial, o Ibovespa pegou o embalo de Nova York e encerrou o dia em alta de 0,16%, aos 130.240 pontos. Enquanto isso, […]

VEJA QUAL

Adeus, Nubank: Itaú BBA tira fintech da carteira Top 5 e coloca ações de outro banco no lugar

21 de fevereiro de 2024 - 15:29

Os analistas ainda gostam da tese do banco digital, mas preferiram realizar lucro e buscar uma opção mais defensiva para o cenário atual

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa fecha em alta e atinge os 130 mil pontos após alívio em Wall Street; dólar sobe a R$ 4,93

21 de fevereiro de 2024 - 7:24

RESUMO DO DIA: Até poucos minutos antes do fechamento dos mercados, era quase certo que a sessão desta quarta-feira (21) terminaria tingida de vermelho. Mas nos 45 minutos do segundo tempo, a bolsa brasileira conseguiu inverter a trajetória e marcar um tímido avanço. O Ibovespa encerrou em leve alta de 0,09%, aos 130.031 pontos. Por […]

O CÉU É O LIMITE

Ouro a US$ 3 mil? Essa realidade está próxima, segundo um bancão de Wall Street — e o Brasil tem “culpa” nisso

20 de fevereiro de 2024 - 18:59

O Citi analisou o mercado global e aponta os gatilhos para que o metal precioso suba 50% em cerca de um ano e o petróleo volte para os três dígitos

QUE HORAS ELE VOLTA?

Fim da seca de IPOs na B3 é questão de tempo, diz Anbima. Mas o que adiou a retomada das aberturas de capital?

20 de fevereiro de 2024 - 17:25

Queda da Selic favorece a volta dos IPOs na bolsa, mas juro nos EUA retardou movimento, de acordo com a Anbima, associação das instituições do mercado de capitais

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies