🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-05-26T15:58:09-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Dança das cadeiras

“Para apertar botão não preciso de pessoas qualificadas”: Após demitir presidente, Bolsonaro sinaliza mudanças na diretoria da Petrobras

O presidente da República criticou a diretoria da petroleira ao se dirigir a jornalistas nesta quinta-feira. Bolsonaro também afirmou que o novo Ministro de Minas e Energia tem “carta branca”.

26 de maio de 2022
15:52 - atualizado às 15:58
Fachada de prédio da Petrobras (PETR3 e PETR4) | Dividendos
Fachada de prédio da Petrobras - Imagem: Shutterstock

Parece que a dança das cadeiras da Petrobras ainda não chegou ao fim. É o que sinalizou o presidente Jair Bolsonaro em fala a jornalistas na saída de uma Igreja em Brasília. 

“Se ficar mais seis meses, eles podem ter uma política de continuísmo do que vinha acontecendo", declarou o chefe do Executivo. Segundo o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, o presidente deve realizar mudanças na diretoria da petroleira.

Diretoria da Petrobras é alvo de críticas do presidente

Segundo o Estadão, o governo deve indicar Iêda Cagni para presidir o conselho de administração da Petrobras, além de alterar a composição das outras cinco vagas a que tem direito na composição do conselho.

Bolsonaro se dirigiu aos jornalistas tecendo críticas contra a diretoria da estatal, e reclamou do salário do presidente da petrolífera. “Se é para ficar apertando botão, eu não preciso de pessoas qualificadas”, afirmou.

Novo Ministro de Minas e Energia tem “carta branca”

Insatisfeito com o impacto da alta dos combustíveis na sua popularidade em ano eleitoral, Bolsonaro demitiu recentemente Bento Albuquerque do Ministério de Minas e Energia e José Mauro Coelho da presidência da Petrobras. Coelho ocupou a presidência da estatal por 40 dias. 

Os nomeados para a pasta e para a presidência foram, respectivamente, Adolfo Sachsida, que integrava o Ministério da Economia, e Caio Paes de Andrade, outro braço-direito de Paulo Guedes.

Bolsonaro ainda defendeu sua decisão de fazer alterações na Petrobras: “Eu sou acionista majoritário e tenho direito via Ministério de Minas e Energia de propor a mudança não só do conselho, bem como da diretoria”.

O chefe do Executivo acrescentou: “o meu feito é dar porteira fechada. Sachsida, você tem carta branca.” No começo do mês, Sachsida entregou ao Ministro da Economia, Paulo Guedes, um pedido de estudo para a privatização da Petrobras, mas no momento a mudança não está em negociação.

Com informações do Estadão Conteúdo

Leia também:

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

ELEIÇÕES 2022

Ô abre alas que Braga Netto vem aí! General da reserva é exonerado e tem caminho livre para ser vice de Bolsonaro

Bolsonaro havia confirmado no domingo (27) o nome de Braga Netto como seu vice na chapa que disputará a reeleição deste ano, causando um pouco de desconforto entre aliados que esperavam a escolha de Tereza Cristina (PP), ex-ministra da Agricultura

SEMANA EM CRIPTO

Bitcoin (BTC): o pior investimento do semestre tenta sobreviver aos dados de emprego nos EUA; confira o que mexe com as criptomoedas na próxima semana

Entre os destaques da semana, estão a liquidação de ativos da Three Arrows Capital, pechinchas no mercado cripto e mais

CAÇANDO MARRUÁ

Bitcoin (BTC) no cabresto? UE tenta domar o mundo das criptomoedas com marco regulatório; saiba como

O acordo é provisório e inclui uma proposta que cobre emissores de criptoativos não lastreados e também as chamadas stablecoins, bem como as plataformas de negociação e as carteiras nas quais os ativos digitais são mantidos

O MEDO DA RECESSÃO

Meta em crise: Mark Zuckerberg quer contratar menos funcionários e demitir mais gente a partir de agora

A dona do Facebook espera um segundo semestre de vacas magras e enfrentará um severo corte de gastos; por isso, a companhia prioriza equipes mais enxutas e agressivas

ELEIÇÕES 2022

É só mais essa! Líder nas pesquisas, Lula descarta tentar reeleição se derrotar Bolsonaro em outubro

Em entrevista, Lula disse que ‘daqui a 4 anos vai ter gente nova’, criticou o Congresso e prometeu retirar sigilos impostos por Bolsonaro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies