Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-06-25T18:15:52-03:00
Estadão Conteúdo
Briga por recursos

Guedes admite que base do governo fica com ‘melhor parte’ do Orçamento

O ministro da Economia criticou o excesso de vinculação do orçamento que, segundo ele, cria “espetáculos de escassez”

25 de junho de 2021
18:15
Ministro da Economia, Paulo Guedes, fala em Brasília, em 28 de abril
O ministro da Economia, Paulo Guedes - Imagem: Isac Nóbrega/PR

O ministro da Economia, Paulo Guedes, admitiu nesta sexta-feira, 25, que a base do governo fica com a "melhor parte" do orçamento público.

Em audiência pública na comissão de acompanhamento da pandemia do Senado, Guedes criticou o excesso de vinculação do orçamento e disse que isso cria "espetáculos de escassez" e brigas por recursos.

"Porque como está 96% (do orçamento) carimbado, fica só aqueles 4% ali para ser objeto de exame e alocação. Aí a base pega a melhor parte porque a base já tem os ministros, ao mesmo tempo já tem também emenda de relator, orçamento impositivo, aí não sobra nada para os outros. E aí o Congresso não consegue exercer sua grande função que é ajudar a construir o orçamento público", afirmou.

Esquema de distribuição de verbas

O Estadão desvendou, em uma série de matérias, um esquema montado pelo governo para distribuir verbas entre aliados com recursos justamente da emenda de relator citada por Guedes.

Parlamentares apoiadores do governo conseguiram indicar transferências em valores muito superiores àqueles aos quais têm direito pelas tradicionais emendas ao orçamento — que são as individuais e as de bancada.

As indicações, definidas nos bastidores, são oficializadas por meio de ofícios ocultos ao público.

Nesta sexta-feira, matéria do jornal mostrou ainda que, depois de examinar as explicações do governo sobre o chamado orçamento secreto, a área técnica do Tribunal de Contas da União (TCU) concluiu que o mecanismo usado para distribuir bilhões de reais das emendas de relator-geral do orçamento é incompatível com a Constituição.

Um relatório dos auditores obtido pelo Estadão apontou falta de transparência e critérios na lógica de atender ofícios de deputados e senadores no repasse dos recursos.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

SEXTOU COM O RUY

Big Bang, a teoria: As leis da Física e a tributação dos dividendos

As empresas são organismos vivos, que precisam se adaptar às mudanças para sobreviver, como na recente proposta de tributação de dividendos

dinheiro no caixa

Petrobras vende participação em companhias de energia por R$ 160 milhões

Estatal assinou contratos para a venda de suas participações de 20% na Termelétrica Potiguar (TEP) e de 40% na Companhia Energética Manauara (CEM) para a Global Participações Energia S.A. (GPE)

seu dinheiro na sua noite

Mais micro, menos macro: quando os balanços são o destaque na bolsa

Como investidores, sabemos que os mercados estão sujeitos às mudanças no cenário macroeconômico – e, no caso do Brasil e outros países emergentes, os pregões são particularmente suscetíveis também ao noticiário político. Mas, no fim do dia, a bolsa reflete o desempenho das companhias que ali são negociadas. Nas temporadas de balanços trimestrais, analistas e […]

cardápio do dia

Fleury, EcoRodovias e Localiza: os balanços que mexem com o mercado nesta sexta

Companhias registram forte aumento no lucro, confirmando tendência entre empresas do Ibovespa

Fechamento do dia

Bolsa, dólar e juros fecham o dia no vermelho, com balanços no radar e Wall Street em alta

Em movimento raro, bolsa, dólar e juros fecharam o dia no vermelho. É que enquanto o apetite por risco reinava no exterior, os balanços levaram o Ibovespa a um movimento de correção

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies