A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2021-06-25T18:15:52-03:00
Estadão Conteúdo
Briga por recursos

Guedes admite que base do governo fica com ‘melhor parte’ do Orçamento

O ministro da Economia criticou o excesso de vinculação do orçamento que, segundo ele, cria “espetáculos de escassez”

25 de junho de 2021
18:15
Ministro da Economia, Paulo Guedes, fala em Brasília, em 28 de abril
O ministro da Economia, Paulo Guedes - Imagem: Isac Nóbrega/PR

O ministro da Economia, Paulo Guedes, admitiu nesta sexta-feira, 25, que a base do governo fica com a "melhor parte" do orçamento público.

Em audiência pública na comissão de acompanhamento da pandemia do Senado, Guedes criticou o excesso de vinculação do orçamento e disse que isso cria "espetáculos de escassez" e brigas por recursos.

"Porque como está 96% (do orçamento) carimbado, fica só aqueles 4% ali para ser objeto de exame e alocação. Aí a base pega a melhor parte porque a base já tem os ministros, ao mesmo tempo já tem também emenda de relator, orçamento impositivo, aí não sobra nada para os outros. E aí o Congresso não consegue exercer sua grande função que é ajudar a construir o orçamento público", afirmou.

Esquema de distribuição de verbas

O Estadão desvendou, em uma série de matérias, um esquema montado pelo governo para distribuir verbas entre aliados com recursos justamente da emenda de relator citada por Guedes.

Parlamentares apoiadores do governo conseguiram indicar transferências em valores muito superiores àqueles aos quais têm direito pelas tradicionais emendas ao orçamento — que são as individuais e as de bancada.

As indicações, definidas nos bastidores, são oficializadas por meio de ofícios ocultos ao público.

Nesta sexta-feira, matéria do jornal mostrou ainda que, depois de examinar as explicações do governo sobre o chamado orçamento secreto, a área técnica do Tribunal de Contas da União (TCU) concluiu que o mecanismo usado para distribuir bilhões de reais das emendas de relator-geral do orçamento é incompatível com a Constituição.

Um relatório dos auditores obtido pelo Estadão apontou falta de transparência e critérios na lógica de atender ofícios de deputados e senadores no repasse dos recursos.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

BALANÇO

Taesa (TAEE11) vê lucro líquido cair 19,2% no trimestre e anuncia pagamento milionário de dividendos

10 de agosto de 2022 - 20:47

As empresas do setor energético são conhecidas por encherem os bolsos dos investidores de dividendos. Por isso, o mercado olha com atenção para os números da Transmissora Aliança de Energia Elétrica (TAESA-TAEE11) divulgados nesta quarta-feira (10). Mas o balanço não trouxe boas notícias: a companhia encerrou o segundo trimestre com um lucro líquido de R$ […]

O XERIFE TÁ DE OLHO

Petrobras (PETR4) diz que recebeu ofício da CVM sobre anulação de assembleia que elegerá novo conselho; entenda

10 de agosto de 2022 - 20:22

A solicitação foi formulada pela Associação Nacional dos Petroleiros Acionistas Minoritários da Petrobras (Anapetro) para suspender AGE da próxima semana

AGORA VAI!

O real digital vem aí: saiba quando os testes vão começar e quanto tempo vai durar

10 de agosto de 2022 - 19:57

Originalmente, o laboratório do real digital estava previsto para começar no fim de março e acabar no final de julho, mas o BC decidiu suspender o cronograma devido à greve dos servidores

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Inflação americana perde força, Curry dispara e XP decepciona; confira os destaques do dia

10 de agosto de 2022 - 19:14

O indicador de inflação ao consumidor dos EUA ficou estável, contrariando a expectativa de alta, e realimentou a esperança de que o Federal Reserve não deve agir de forma tão dura

MISSÃO CUMPRIDA

Banco do Brasil tem lucro de R$ 7,8 bilhões no 2T22 e cumpre promessa de se equiparar a bancos privados em rentabilidade

10 de agosto de 2022 - 19:12

Lucro do Banco do Brasil aumentou 54,8% em relação ao mesmo período de 2011 e rentabilidade sobre o patrimônio líquido superou a do Bradesco

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies