Menu
2021-01-22T17:30:44-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
MELHORANDO

Mesmo com avanço do faturamento, prejuízo do IRB cresce em novembro

Perda de R$ 124,5 milhões foi atribuída pelo ressegurador ao aumento das despesas financeiras após mudanças regulatórias

22 de janeiro de 2021
10:15 - atualizado às 17:30
Logo do IRB

Ainda que esteja registrando crescimento de faturamento, o IRB Brasil (IRBB3) fechou novembro com um prejuízo de R$ 124,5 milhões, muito maior que os R$ 23,8 milhões apurados em outubro.

Excluindo os efeitos dos negócios descontinuados, a perda do ressegurador somou R$ 80,7 milhões. A última linha foi afetada pela maior despesa financeira com ajustes sobre o estoque total das previsões de prêmio, devido a mudança de critério contábil, além do desenvolvimento de novos produtos.

Segundo o IRB, por determinação da Superintendência de Seguros Privados (Susep), órgão regulador do setor, houve modificação nos critérios de contabilização de receitas e despesas decorrentes da variação cambial sobre os estoques de provisões de prêmios não ganhos, cujo efeito deixa de afetar a linha de prêmios e na mesma proporção impacta a linha financeira, uma situação não recorrente.

“O ajuste do ano foi todo alocado em novembro, diminuindo o resultado financeiro e elevando as receitas de prêmios”, diz trecho do comunicado.

Faturamento em alta

Em novembro, os prêmios emitidos pelo IRB, que representam seu faturamento bruto, totalizaram R$ 709,8 milhões, um crescimento 10,2% em relação a novembro de 2019. Em outubro, ele arrecadou R$ 692,9 milhões.

Do montante de novembro, R$ 399,3 milhões foram originados no Brasil e R$ 310,6 milhões no exterior, crescimento de 9,3%, e no exterior, 11,4%

Já os prêmios ganhos, o faturamento de competência, somaram R$ 350,8 milhões, abaixo dos R$ 423,3 milhões de outubro. O ressegurador não divulgou a comparação com o desempenho em novembro de 2019. Excluindo o efeito não recorrente das operações de transferência de portfólio de sinistros dos segmentos rural e patrimonial, o montante atinge R$ 550,3 milhões.

O resultado de underwriting, da análise do risco dos contratos, foi negativo em R$ 112,5 milhões em novembro, superior ao saldo negativo de R$ 43,6 milhões do mês anterior. Retirando os efeitos dos negócios descontinuados, o resultado se manteve negativo, mas em R$ 40,9 milhões.

O índice de sinistralidade total foi de 103,8% em novembro. Excluindo os impactos dos negócios descontinuados e itens não recorrentes, o índice alcançou 89,5%.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Primeiro passo

Os documentos que você deve reunir para declarar o imposto de renda 2021

Reunir a documentação que te auxilia no preenchimento da declaração é o primeiro passo. Empresas tiveram até a última sexta (28) para entregar os informes de rendimentos.

FECHAMENTO

Ibovespa reage na reta final e sobe mais de 1% com novidades sobre PEC Emergencial; dólar também sobe refletindo cautela

A bolsa chegou a cair mais de 2%, enquanto o Banco Central precisou injetar mais de US$ 2 bilhões para tentar segurar o câmbio

Chama o Max

Devo comprar ações da Jereissati para surfar na retomada da economia? Confira a análise

Como investidor, você pode tirar proveito da retomada da economia através dos papéis de uma das mais promissoras microcaps nacionais.

Fundos de investimento

Ney Miyamoto deixa equipe de gestão da Alaska

Fundador e um dos executivos mais experientes da equipe da Alaska, Miyamoto permanece como sócio e investidor dos fundos da casa

Vai pedir música no Fantástico

CVM abre terceiro processo administrativo desde início da crise na Petrobras

O sistema da CVM não indica a apuração de eventuais operações atípicas com papéis da petroleira no período recente.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies