Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-07-15T16:23:44-03:00
Estadão Conteúdo
compromissos

Leilão do 5G deve movimentar R$ 44 bilhões em investimentos e outorgas, diz Anatel

De acordo com os dados em comunicado do TCU, serão ofertados 67 lotes, abrangendo quatro faixas de frequência diferentes, o que equivale, na prática, a quatro licitações independentes

15 de julho de 2021
16:23
5g
Imagem: Shutterstock

O leilão do 5G deve movimentar R$ 44 bilhões entre investimentos e outorga, informou a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) ao Tribunal de Contas da União (TCU).

Se o governo não tivesse imposto compromissos de investimento no edital, esse seria o montante que as empresas teriam de pagar pelo direito de explorar as faixas de frequência para fornecer a tecnologia nos mais de 5,5 mil municípios do País. O valor foi antecipado pelo Broadcast em reportagem publicada em 5 de maio.

Entre os compromissos de investimento listados no edital estão a construção de uma rede privativa de uso exclusivo do governo e um projeto para conexão da Região Norte, que custariam R$ 2,5 bilhões.

A limpeza da faixa e a migração dos canais satelitais que usam a frequência para transmissão de TV parabólica, por sua vez, teriam custo de R$ 3 bilhões.

Já a cobertura de todos os municípios com 5G, a instalação de backhaul e de novos equipamentos, além das redes de 4G em rodovias federais, por sua vez, somariam R$ 30 bilhões.

Todos esses valores serão deduzidos do valor da faixa, de forma a reduzir o valor da outorga, que seria de R$ 44 bilhões. O valor final ainda será definido.

Os valores estão previstos em documentação enviada ao Tribunal de Contas da União (TCU) e constam em comunicado do órgão sobre o cronograma da análise do processo.

Pelos números apresentados, as faixas de frequência de 700 MHz, 2,3 GHz e 3,5 GHz valem R$ 38 bilhões, enquanto a faixa de 26 GHz, a única sem compromissos, custaria R$ 6 bilhões.

Na agenda

A previsão é que a área técnica entregue o parecer sobre o edital do 5G ao relator do processo, ministro Raimundo Carreiro, em 8 de agosto. O julgamento está previsto para o dia 18, às 10h, em reunião extraordinária. A data foi informada ontem, 14, pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria, e confirmada pelo TCU.

O ministro afirmou que o relator do processo no TCU se comprometeu a acelerar o rito de análise do processo para permitir a votação ainda em agosto. Segundo o ministro, após a análise, o edital será enviado à agência reguladora em até cinco dias, e a Anatel deve publicá-lo em até sete dias.

De acordo com os dados em comunicado do TCU, serão ofertados 67 lotes, abrangendo quatro faixas de frequência diferentes, o que equivale, na prática, a quatro licitações independentes.

O edital prevê que as empresas vencedoras deverão fornecer 5G em todos os Estados brasileiros. Ontem, Faria afirmou que as próprias empresas de telecomunicações têm garantido que as obrigações para levar a tecnologia para todas as capitais no ano que vem estão mantidas.

No comunicado, o TCU alegou que a demora para concluir a análise do processo seria responsabilidade do próprio governo.

Apesar de a Anatel ter iniciado o envio de documentos à corte de contas ainda em março deste ano, as informações estavam incompletas e faltavam dados considerados essenciais para a avaliação do processo.

A ausência de informações foi informada à agência reguladora e ao Ministério das Comunicações em diversas reuniões técnicas, segundo o TCU.

As informações completas, de acordo com a corte de contas, somente foram encaminhadas pelo governo em 25 de junho, com 52 alterações nos estudos de precificação das faixas de frequência e dos compromissos de investimento.

"Parte dessas modificações é de alta relevância e de alto impacto para precificação dos ativos a serem licitados, tais como as modificações feitas em diversas premissas de receita e investimentos para a faixa de 3,5 GHz, a modificação da metodologia de cálculo dos compromissos associados a essa faixa e a inserção de estimativas de receita, investimentos e demanda associados ao serviço 5G para as faixas de 700 MHz e 2,3 GHz", explicou o TCU.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Mais uma empreitada

Do espaço para as fazendas: Elon Musk consegue licença para oferecer internet via satélite no Reino Unido

A Starlink, segundo informações do jornal Telegraph, quer chegar a regiões onde a cobertura por fibra e 5G não alcançam, e tem planos mais ambiciosos

Leão faminto

Carga pesada: Impostômetro atinge a marca de R$ 1,5 trilhão

Monitoramento da Associação Comercial de São Paulo mostra que, no ano passado, marca foi atingida somente no dia 28 de setembro

Muita calma nessa hora

Tem Vale Gás? Petrobras diz que não há definição sobre participação em programas sociais

Manifestação vem depois que o presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista que a estatal tem R$ 3 bilhões em reservas para custear ajuda

Clube do Livro

Batalhas sem arma: Em “Cripto Wars”, Jim Rickards explica guerras cambiais e agora, com criptomoedas

Autor, conhecido também por suas previsões certeiras sobre o bitcoin, fala de como a tecnologia mudou as estratégias financeiras dos países

RUMO AO MILHÃO

O primeiro e mais importante investimento para quem atingir o primeiro milhão (ou ir além)

Por mais que você busque o conforto e a segurança de uma promessa de retorno garantido, digo, com convicção, que o único investimento com retorno garantido em longo prazo é aquele feito em educação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies